No quinto mês é muito provável que sua barriga já esteja visível e que você já esteja mais acostumada com as mudanças que vão acontecendo no seu corpo ao longo da gestação. Por isso, é comum que nesta fase as suas preocupações  se modifiquem.

Além disso, é normal que seja por este período que você comece a receber mil e um conselhos de pessoas conhecidas e desconhecidas (mesmo sem tê-los pedido!).

Veja aqui quais os principais sintomas e mudanças que acontecem com a mulher e com o bebe no quinto mês de gravidez. Boa leitura!

Sintomas do quinto mês de gravidez

quinto mês de gravidez - mulher grávida acariciando a barriga

Crédito: Freepik

Publicidade

No quinto mês de gravidez é normal que o peso da mulher aumente em cerca de 5 quilos. Por isso, há alguns sintomas que começam a aparecer nesta fase.

Veja aqui uma lista com alguns dos sintomas mais comuns que acontecem na metade do segundo trimestre de gestação.

Aproveite e leia também sobre o estudo que demonstrou que existe associação entre a posição da mulher dormir e o risco de morte fetal. Descubra qual a posição mais segura para o bebê.

Sintomas emocionais do quinto mês de gravidez

grávida no quinto mes sentada com dor nas costas

Crédito: Freepik

Apesar disso ser muito pouco discutido (afinal, a saúde do bebê que está se desenvolvendo parece estar sempre em primeiro lugar), é muito comum que as mulheres se sintam muito (muito mesmo!) ansiosas e irritadas no quinto mês de gravidez.

Essa ansiedade e essa irritação costumam ser resultado tanto das alterações hormonais que estão lhe acontecendo quanto das mudanças físicas que vem mexendo com a mulher. Todas as mudanças corporais acabam por fazer com que a gravidez pareça ainda mais real, e isso nem sempre é algo fácil de ser encarado pelas gestantes (mesmo quando a gravidez era algo desejado e super planejado).

Publicidade

Neste momento, a mulher já começa a ter outros medos e inseguranças (muitas vezes ausentes no primeiro trimestre da gravidez). Por exemplo:

Por tudo isso, é muito importante que você possa contar com o apoio da sua família, dos amigos e, claro, do seu parceiro.

O que fazer para reduzir os sintomas emocionais?

mulher sendo atendida em consultório de psicologia

Crédito: Freepik

Não sinta vergonha de expor os seus medos, mesmo os mais absurdos. Se você achar que a irritação, insegurança ou ansiedade estão muito fortes, é super indicado que você procure ajuda profissional. Existem psicólogas especialistas em perinatalidade que estão acostumadas a atender temporariamente gestantes, fazendo o acompanhamento durante a gravidez e logo após o nascimento.

Além desta opção, você também pode buscar uma doula. Esta profissional conseguirá te acompanhar de perto e te ajudar com todas as dúvidas e com todos os receios que você tem (e que são tão normais deste momento em diante!).

Outra dica muito bacana para dar conta dessa sobrecarga emocional que costuma iniciar no segundo trimestre da gestação e que vai te acompanhar até o nascimento é buscar por cursos de pré-natal. Estes cursos costumam acontecer mensalmente e lá você encontrará outras mulheres que estão passando pelos mesmos medos e inseguranças que você.

Publicidade

Lembre-se: cuidar da saúde do bebê, do enxoval e da sua chegada é importante, mas olhar para si mesma com carinho e com amor também. Não é só o bebê que precisa de cuidados, ok? (E você não é uma mulher egoísta e nem uma futura mamãe ruim por estar cuidando de si mesma!).

Veja aqui também a verdade sobre os principais mitos da gravidez.

Qual a situação da barriga no quinto mês de gravidez?

grávida no quinto mes praticando ioga

Crédito: Freepik

No quinto mês costuma já ser possível perceber mudanças significativas na barriga da mulher. Nesta fase, dificilmente você conseguirá sair de casa sem que as pessoas saibam que você está gestando uma nova vida.

Isso acontece muito porque o útero tende a ir ficando cada vez mais arredondado, mais arredondado e mais arredondado. Por isso, a barriga continua crescendo (e a partir daqui o aumento das medidas será cada vez mais perceptível – e mais rápido também).

O lado positivo é que este aumento das dimensões ainda não está impedindo seus movimentos. Isso porque a barriga ainda não está tão grande e pesada assim.

Devido ao crescimento do útero, é normal que seja no quinto mês que você comece a perceber que a barriga vai mudando de formato. Isso porque a sua barriga vai começar a apresentar um formato mais pontudo.

O que a mulher pode fazer no quinto mês de gravidez (e o que evitar)?

Talvez ainda mais importante do que nas etapas anteriores, a prática de atividades físicas é fundamental no quinto mês de gravidez. Isso porque os exercícios poderão ajudar nos seguintes aspectos:

gestantes no quinto mes praticando pilates

Crédito: Freepik

Algumas das atividades físicas mais indicadas para gestantes são:

Aproveite e descubra também se a famosa cinta pós-parto funciona.

Veja a lista abaixo de quais outros cuidados são importantes no quinto mês de gravidez.

No trabalho

Caso você ainda não tenha chamado seu chefe para conversar, já passou da hora de anunciar a gestação e falar sobre o seu afastamento.

grávida trabalhando em escritório

Crédito: Freepik

O indicado é que esta conversa aconteça lá no fim do terceiro mês de gravidez. Isso porque depois do primeiro trimestre as chances de acontecer um aborto espontâneo são muito reduzidas. Entretanto, é super comum que as mulheres se sintam ansiosas em relação a receptividade dos chefes.

Apesar dos medos, o tempo está passando e é importante que a empresa consiga ter tempo de se organizar para sua saída temporária.

Caso você já tenha anunciado, apenas evite se estressar mais do que o restritamente necessário e não sinta culpa por não conseguir mais fazer tantas horas extras e render como no primeiro trimestre. Lembre-se que é normal que conforme a barriga vá crescendo, você vá tendo mais dificuldade de fazer algumas atividades.

Corpo e conforto

Fique sempre atenta ao seu conforto. Isso é muito importante porque a gestação já é um momento de muitas mudanças e, por isso, garantir que elas sejam o menos desconfortáveis possível deve ser uma regra de ouro.

gestante no quinto mes passando hidratante na barriga

Crédito: Freepik

Veja alguns exemplos de pequenos cuidados que você pode tomar (e que farão a diferença):

Veja também o que evitar na dieta do primeiro ano do seu bebe.

Vínculo com o bebê

grávida com fones de ouvido na barriga

Crédito: Freepik

A partir do segundo trimestre o bebê já consegue reconhecer muito melhor os contatos com o mundo externos. Por isso, no quinto mês, não se esqueça de buscar estreitar os vínculos com o seu pequeno.

Algumas formas de você fazer isso é:

  • Conversando com ele: conte do seu dia, dos seus sentimentos, das atividades que está fazendo
  • Cantando para ele: cante músicas que você gosta enquanto toma banho, cozinha ou descansa
  • Lendo histórias infantis: aproveite que as compras já foram iniciadas e leia algumas das histórias para ele
  • Colocando músicas para tocar: deixe tocando músicas que você gosta e que sejam agradáveis, nada muito alto
  • Acariciando a barriga: faça carinho na barriga enquanto canta ou conversa com ele

Informe-se

Com o parto se aproximando, é muito importante que você não esqueça de se atualizar sobre a gestação e sobre os primeiros cuidados com o recém-nascido.

Você pode optar por fazer cursos de pré-natal, que normalmente acontecem mensalmente. Outra opção é garantir que as consultas com o médico obstetra sejam bem aproveitadas.

cadernos com marcações de informações importantes

Crédito: Freepik

Infelizmente, é muito comum que os médicos não sejam muito atenciosos durante as consultas de pré-natal. Mas lembre-se que apesar disso ser rotina para ele, para você é um momento único e você tem direito de perguntar o que quiser e quantas vezes precisar.

Não tenha vergonha e exija que ele dê respostas claras: não adianta ele explicar de um jeito que você não entende.

Além do acompanhamento de pré-natal e dos cursos, outra forma de conseguir informações importantes (e de forma afetuosa e atenta) é contratar uma doula. Essas profissionais são excepcionais para acompanhar gestantes em qualquer fase da gravidez (e até os primeiros momentos depois do parto). Além disso, elas também trabalham visando um parto humanizado.

Um assunto particularmente importante de você se informar a partir do quinto mês de gravidez se trata dos principais sinais de um trabalho de parto prematuro.

Veja também o que os estudos atuais dizem sobre os nascimentos prematuros.

Alimentação na gravidez

grávida comendo salada no sofá

Crédito: Freepik

O mais indicado é que a gestante siga as recomendações médicas ou nutricionais desde o início da gravidez. Entretanto, aqui vão algumas dicas gerais que servem de orientação básica.

  • Evitar intervalos muito extensos sem se alimentar
  • Dar preferência para refeições em quantidades menores
  • Não deixar passar mais que três horas sem comer alguma coisa

Além da regularidade, também é importante ficar atenta ao conteúdo de cada refeição. Veja alguns nutrientes que precisam fazer parte da dieta da grávida do quinto mês.

Vitamina C

Ajuda a aumentar a retenção do ferro, além de prevenir uma série de problemas de saúde que o bebê pode vir a desenvolver.

Alguns alimentos que são ricos em Vitamina C são:

Ferro

panela de feijão

Crédito: Freepik

O ferro é importante no quinto mês de gestação (e em toda ela também) porque ele previne o problema da anemia. Veja alguns exemplos de comidas ricas em ferro:

  • Feijão
  • Vegetais verde-escuros, como agrião, couve, espinafre e brócolis
  • Carnes vermelhas

Aproveite e conheça também os alimentos que mais causam alergia nas crianças.

Cálcio

O cálcio é particularmente importante no segundo trimestre de gestação. Isso porque é nesta fase que o bebê está desenvolvendo a sua ossificação, e também a formação dos seus dentes.

Além disso, o corpo da mulher precisa armazenar cálcio para produzir futuramente o leite materno.

Os especialistas lembram que dietas pobres em cálcio podem acarretar em alguns problemas futuros de saúde tanto para a mamãe quanto para o bebê, por exemplo:

Para evitar estes problemas, inclua na dieta alguns destes alimentos:

  • Leite e seus derivados, como queijos
  • Tofu
  • Salmão
  • Sardinha
  • Amêndoas
  • Espinafre
  • Couve

Vitamina D

cogumelos cortados ao meio

Crédito: Freepik

Assim como no caso da Vitamina C, este nutriente também é fundamental para garantir a saúde materna e o bom desenvolvimento do bebê.

Veja alguns exemplos de alimentos ricos em Vitamina D:

  • Salmão
  • Sardinha
  • Gema de ovo
  • Carne de fígado bovino
  • Cogumelo

Veja também como substituir o açúcar nas receitas.

Ácido fólico

O ácido fólico ajuda no desenvolvimento do sistema nervoso do bebê, além de também prevenir:

  • Anemia
  • Problemas digestivos
  • Fraqueza

Alguns dos alimentos ricos em ácido fólico e que podem ser incluídos na dieta de uma gestante no quinto mês são:

  • Folhas verdes
  • Carne de fígado
  • Cenoura
  • Gema de ovo

Água

copo de água

Crédito: Freepik

Não somente no quinto mês, mas em todo o percurso de gestação, é muito importante que a mulher consuma água frequentemente na gravidez.

Isso porque a água é indispensável para o funcionamento adequado de todo o organismo. Além disso, o seu consumo regular também ajuda a prevenir:

  • Prisão de ventre
  • Tonturas

Está sofrendo de pressão baixa na gravidez? Então veja aqui tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Fibras

O consumo de alimentos ricos em fibras é muito importante no quinto mês de gestação. Isso porque são esses os alimentos que vão te ajudar com o funcionamento adequado do seu intestino.

Além disso, as fibras também previnem constipação e gases.

Alguns exemplos de alimentos ricos em fibras são:

  • Arroz integral
  • Pão
  • Frutas, como banana e abacate
  • Cereais

Proteína

cesto com ovos em cima da mesa

Crédito: Freepik

A proteína é muito importante no segundo e terceiro trimestre da gestação. Isso porque são as proteínas que vão ajudar no desenvolvimento saudável dos órgãos e dos tecidos do bebê que está se formando.

Portanto, veja aqui alguns exemplos de comidas que precisam ser incluídas na sua dieta:

  • Carnes
  • Ovo
  • Queijo
  • Leite e seus derivados

Aproveite que o nascimento está se aproximando e também aprenda como lavar as roupinhas do bebe (corretamente).

Vida sexual na gestação

mulher fazendo sinal negativo para esposo na cama

Crédito: Freepik

Já se sabe faz um bom tempo que o sexo não é proibido durante a gestação. Entretanto, pode ser desconfortável para o casal muitas posições anteriormente costumeiras. Isso devido ao aumento significativo no tamanho da barriga.

Uma boa dica para essa situação é conversar abertamente com o parceiro sobre o assunto, e expor os seus desconfortos e sentimentos. Além do diálogo, também pode ser bacana buscar novas posições na cama, ou então, apostar naquelas que o casal já conhece e com que você se sente segura, sabendo que não gerará dores.

Além disso, o casal também pode explorar outras formas de prazer que não necessitem da penetração, propriamente dita. Essa é uma dica muito bacana porque além de garantir a satisfação pelos próximos meses, essa proximidade também costuma melhorar a intimidade do casal.

Libido

Entretanto, é muito importante que antes de você sair chamando o marido para conversar, você seja franca consigo mesma.

Pense consigo e tente responder as seguintes perguntas com toda honestidade possível:

  • Como está a sua libido?
  • Você está com vontade de fazer sexo?
casal com mulher grávida conversando deitados na cama

Crédito: Freepik

Este exercício de avaliar seu próprio desejo é muito importante porque é normal que a gestante tenha sua libido reduzida não somente no quinto mês de gravidez, mas durante toda a gestação. Isso é comum porque as alterações hormonais pelas quais a mulher passa durante a gestação têm efeitos diretos sobre o seu apetite sexual.

Se este for o caso, opte sempre por ser clara com seu parceiro. Especialistas em relacionamentos alertam que as relações sexuais feitas sem desejo no período da gravidez têm efeitos muito negativos tanto sobre o casal quanto sobre a futura relação mãe-bebê.

Em contrapartida, os especialistas também afirmam que o apetite sexual tende a se restabelecer depois do nascimento. Por isso, lembre que isso é passageiro (e natural) e não faça nada se não tiver desejo.

Aproveite e leia também sobre o sexo no período pós-parto.

Exames realizados no quinto mês de gestação

amostras de sangue para exame

Crédito: Freepik

A partir do quinto mês de gravidez é normal que o acompanhamento no pré-natal comece a contar com uma série de exames novos (ou, então, repetição de exames que já foram feitos nas visitas anteriores, para checar os resultados).

Veja aqui a lista com os principais exames que deverão ser feitos nesta visita ao médico.

  • Hemograma completo: verifica se há anemia, infecção ou alterações nas plaquetas. É um exame recorrente.
  • Urina: é repetido no segundo trimestre. É importante ficar atenta ao odor da urina e outras possíveis alterações no sistema urinário para comunicar ao médico.
  • Ultrassom: verifica o desenvolvimento do feto e possíveis problemas, como deslocamento da placenta ou má-formação da criança. No quinto mês costuma ser realizado o ultrassom morfológico do segundo trimestre (mais detalhado, com ele você consegue ver os órgãos do bebê e o seu sexo).
  • Ecocardiografia fetal: verifica a saúde cardíaca do feto. O exame é comumente solicitado quando há histórico de problemas cardíacos na família ou quando a grávida tem 40 anos ou mais.

Desenvolvimento do embrião no quinto mês

Foto de ultrassom

Crédito: Freepik

Caso não tenha sido possível no mês anterior, é no quinto mês que a família vai descobrir o sexo do bebe. Isso acontece neste período porque é no segundo trimestre que a genitália do bebê se desenvolve bem, a ponto de ser possível visualizá-la no ultrassom.

As pernas do bebe aumentam significativamente, ficando bastante alongadas. É também neste mês que o bebê vai conseguir desenvolver tecido gorduroso embaixo da sua pele. Esta camada de gordura ajuda o bebê a controlar sua temperatura corporal.

A ossificação também acontece no quinto mês de gestação. Portanto, lembre-se de seguir as dicas de alimentação apresentadas mais cedo e consuma cálcio de forma adequada, ok?

Além de tudo isso, alguns dos sistemas do bebê já conseguem funcionar perfeitamente até o fim do quinto mês de gestação. Por exemplo:

Aproveite e também aprenda algumas dicas de como aliviar os gases do bebê.

Contato com o mundo externo

barriga de grávida com desenho de carregamento

Crédito: Freepik

Além disso tudo, o bebê também terá terminado de trabalhar na formação de suas orelhas. Ou seja, agora elas não somente estão prontas, mas também já estão posicionadas corretamente.

Assim como já foi mencionado, no quinto mês o bebê também consegue se conectar de forma satisfatória com o mundo externo. Isso quer dizer que ele consegue responder a sons e à iluminação, além dos seus outros sentidos também estarem se desenvolvendo rapidamente.

Comportamento do bebê no quinto mês de gestação

No quinto mês, o bebê costuma ter criado o hábito de chupar os dedos, bocejar e brincar com o cordão umbilical. Além disso, nesta fase ele já costuma estar conseguindo adotar padrões de sono semelhantes aos do bebê recém-nascido.

De modo geral, o bebê inicia o quinto mês de gestação com cerca de 12 centímetros de comprimento e encerra o período com, mais ou menos, 16 centímetros.

Ultrassom morfológico do quinto mês

Mulher grávida olhando para impressão do ultrassom.

Crédito: Freepik

O ultrassom que ocorre na 20ª semana é muito importante para a gravidez e, por isso, ele ganhou um nome especial: ultrassom morfológico de segundo trimestre.

É neste ultrassom que o médico vai conseguir verificar com mais precisão se está tudo certo com o desenvolvimento do bebê. Vale lembrar também que é nesta experiência que você poderá descobrir se está gestando uma menina ou um menino.

Independente de você optar por descobrir ou não o sexo do bebê na gravidez, neste momento você já pode começar de forma mais efetiva a pensar nos possíveis nomes para o pequenino.

Não raramente, o ultrassom morfológico está na lista dos marcos mais aguardados pelas gestantes e mais importantes da gravidez. E ele acontece justamente aqui: no quinto mês de gravidez.

Você está passando pelo quinto mês de gravidez? Então deixe um comentário e conte pra gente como está sendo essa experiência para você.