7 dicas para a grávida com viagem de navio marcada!

Por 0 Comentários


Grávida combina com viagem de navio? Pois essa é uma pergunta que tenho recebido bastante aqui no blog, sobretudo depois de fazer um cruzeiro no fim do ano passado. O mais interessante é que durante os dias que passei navegando, dividi a mesa de jantar com uma outra família com uma grávida, então fiz várias anotações mentais para dividir com as leitoras do blog depois.

Se você está grávida (ou planejando um segundo filho para breve) e deseja fazer uma viagem de navio, esse post chegou na hora certa. Aqui eu reuni informações úteis às gestantes, para evitar problemas em alto-mar (afinal, tudo o que você menos quer é passar mal nas férias, não é mesmo?).

Confira, a seguir, uma lista com 7 dicas para curtir ao máximo esse passeio!

Imagem: 123RF

Saiba que tipo de pessoa você é 

Há pessoas que enjoam com mais facilidade do que outras (meu marido, por exemplo, enjoa muito, enquanto eu mal sinto o balançar do navio). Se você é daquele tipo com uma grande sensibilidade, confie na sua intuição, se ela disser que não seria bacana fazer a viagem nesse momento. Durante meu cruzeiro eu conversei com três grávidas – duas estavam curtindo a viagem, enquanto a terceira, que enjoava muito, disse que curtiria melhor o passeio depois do bebê nascer. Já se você não costuma enjoar em estrada ou em outras condições corriqueiras, provavelmente levará a viagem de navio numa boa.

Cuidado com o período da gestação

Além de confiar em você, confie também no seu médico, é claro. Dependendo do período da gestação, não há indicação para embarcar em uma viagem de navio (inclusive, as próprias companhias fazem essa proibição, especialmente a partir de 23 semanas de gestação). Antes de comprar um pacote, verifique com a companhia se o seu embarque é permitido e quais documentos você precisará levar. É comum solicitarem um atestado médico no qual o obstetra libera a viagem e aponte o estágio da gestação.

Leve seus remédios (e a receita)

Mesmo que a companhia não obrigue a apresentação de atestado médico, não deixe de levar esse documento, assim como uma guia assinada pelo profissional com a receita de todos os medicamentos que você pode tomar. Na consulta, já peça uma lista de tudo o que você pode usar em casos eventuais, como se você enjoar, tiver febre, etc, e leve a sua própria malinha de remédios (melhor levar e não usar do que precisar e não ter, não é mesmo?).

Faça as melhores escolhas na reserva

Quando decidir fechar o pacote, priorize os navios maiores, pois balançam menos (eles possuem sistemas de estabilização super modernos atualmente, e o próprio porte da embarcação ajuda nesse sentido. Por outro lado, passeios de barco, escuna e embarcações menores não são boas opções na gravidez – evite-os nos passeios oferecidos nas paradas dos cruzeiros.

Na escolha da cabine, prefira uma localizada no meio do navio, local em que a sensação do balanço das águas é menos intensa também. Há grávidas que não se dão bem com cabines externas (nas quais você consegue ver o mar), justamente porque a visão que elas proporcionam pode aumentar o enjoo. Prefira as internas, se você costuma enjoar.

Alimente-se constantemente

Cá entre nós, essa é a dica número 1 para uma grávida não enjoar numa viagem de navio (aliás, vale para qualquer pessoa, sabia?). Observando a grávida que jantava conosco, percebi na prática que ela passou a se sentir muito melhor quando começou a comer com mais frequência no cruzeiro. Estômago cheio é um grande aliado contra o enjoo (já diz a tripulação do próprio navio), então não fique muito tempo sem comer. A cada 3 horas faça uma leve refeição (é por isso também que os navios oferecem alimentação o dia todo). 

Vale ressaltar no entanto que não é recomendado exagerar na alimentação, pois o efeito pode virar contra o feiticeiro! Priorize opções menos gordurosas e de fácil digestão. Procure comer bolachinhas leves, assim como frutas e verduras, e diminua o consumo de pratos pesados, como frituras e doces. Mais uma dica é evitar experimentar comidas novas e exóticas, para não correr o risco de passar mal, ou desenvolver uma alergia alimentar. E, claro, tome bastante água!

Não exagere nos exercícios

Nos navios é comum haver uma variedade enorme de opções de atividades a bordo. Claro que você não vai deixar de se divertir (e exercitar-se faz muito bem durante a gravidez). Mas a dica de evitar os exageros é bastante válida aqui também, para prevenir enjoos e outras complicações. Ainda é importante lembrar que, na gestação, o senso de equilíbrio é prejudicado (portanto, dependendo do exercício, pode não ser uma boa ideia pratica-lo no navio em movimento).

Frequentes os lugares mais seguros

Não tem como saber com antecedência, mas pode ser que durante a viagem você pegue horas (ou mesmo dias) de mar agitado, em que o navio balança bastante. Ainda falando sobre o senso de equilíbrio, é recomendável não transitar pelo navio nesses momentos, para evitar quedas. Já nos outros dias, o convés é um bom local para ficar, para amenizar enjoos. E, se enjoar, uma dica é olhar para um ponto fora do navio que não se mexa (como a linha do horizonte), que ajuda a passar a sensação ruim.


 



Arquivado em: GravidezPasseiosViagem Tags:

Deixe seu comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!

Cadastre seu email e receba nossos posts. Clique no email de confirmação que você receberá para ativar o recebimento!