Com 6 semanas de gravidez, a futura mãe descobriu recentemente esperar um filho e as transformações dentro de seu corpo prosseguem rapidamente.

Até a criança que está chegando está crescendo rapidamente e já mostra as primeiras características de como será seu corpinho.

6 Semanas de gravidez: a mãe

dor nos seios

Foto: Freepik

Com a entrada na sexta semana de gravidez, a produção de hormônios aumenta e pode aumentar a náusea.

Publicidade

Além disso, entre os sintomas encontrados, você pode sentir um leve formigamento na mama, que fica mais inchada. Assim, a aréola, que é a parte mais escura que circunda o mamilo, pode ficar ainda mais escura. As pernas costumam ficar mais pesadas e aumenta a sensação de fadiga.

Seios na gravidez: o que acontece!

Se você possui gato, a partir desse período, é melhor evitar limpar a caminha do gato ou, em qualquer caso, usar luvas para evitar o risco de infecção por toxoplasmose. Pois se o vírus for contraído durante a gravidez, pode ser perigoso para o desenvolvimento do bebê, causando danos neurológicos e cegueira.

Então, para evitar entrar em contato com o vírus, é aconselhável não acariciar gatos desconhecidos, evitar o contato com o solo, lavar cuidadosamente frutas e vegetais e evitar comer carne crua ou mal cozida.

6 Semanas de gravidez: o bebê

feto semana 6

Foto: Dreamtime

Durante a sexta semana de gravidez, o embrião agora tem o tamanho de uma lentilha e mede entre 4 e 6 milímetros. É visível através do ultrassom quando o médico pode avaliar o tamanho fetal.

Publicidade

Nesse período, a laringe e o interior da orelha começam a se formar, assim como os membros inferiores e superiores, que já podem começar a ser vistos com um ultrassom transvaginal. O tubo neural é fechado, do qual o sistema nervoso da criança se originará.

O coração bate regularmente, mesmo que ainda não seja ouvido, e a circulação sanguínea já está ativa. Órgãos internos como fígado, pâncreas, estômago e pulmões também estão em formação.

Sobretudo, o ultrassom nesta etapa monitora a frequência cardíaca fetal ou a atividade cardíaca para determinar a viabilidade do feto.

À medida que seu bebê se desenvolve rapidamente nesta semana, você pode ter muitos sintomas.

6 Semanas de gestação: sintomas

dor de cabeça

Foto: Freepik

Além de náuseas e desconforto, existem alguns outros sintomas que você pode começar a sentir com 6 semanas de gravidez.

Publicidade
  • Enjoo matinal: A maioria das mulheres grávidas experimenta náusea e vômito durante as primeiras semanas de gravidez. Mas os sintomas atingem um pico entre a semana 6 e a semana 18.
  • Indigestão e azia: O hormônio da gravidez, a progesterona, é responsável pela digestão mais lenta durante a gravidez. Isso, por sua vez, pode levar à indigestão e até azia.
  • Fadiga: O rápido crescimento do bebê leva a alterações em seu corpo, o que pode fazer você se sentir cansada, mesmo depois de descansar.
  • Alterações nos seios: você pode experimentar certas alterações nos seios que tendem a crescer e ficar maiores até esta semana.
  • Inchaço
  • Dor de cabeça
  • Alterações de humor
  • Micção frequente

Sexta semana de gravidez: os exames a fazer

Durante a sexta semana de gravidez, geralmente é realizada a primeira visita ao ginecologista. Além disso, o médico realizará um ultrassom pélvico e prescreverá os exames mais adequados para verificar o estado de saúde da futura mãe e seu bebê, sobretudo o:

  • Hemograma
  • Teste de HIV
  • Sífilis
  • Rubeola
  • Citomegalovirus
  • Toxoplasmose
  • Urina
  • Hepatite B

Leia mais: Rubéola na gravidez: por que a doença é tão grave nessa fase?

6 Semanas de gestação: ultrassom

ultrassom

Foto: Freepik

O primeira ultrassom ajuda no diagnóstico precoce do feto e na detecção de anormalidades. Esse ultrassom pode averiguar:

  • Frequência cardíaca fetal: o ultrassom ajuda a monitorar o coração fetal, mensurando o número de batimentos por minuto. A frequência cardíaca geralmente tende a aumentar entre a sexta e a nona semana, embora possa ficar mais lenta mais tarde.
  • Idade gestacional: O primeiro ultrassom comum pode ajudar a determinar a idade gestacional. Mas a medida mais correta será dada pelo primeiro ultrassom morfológico, que ocorre entre 11 e 14 semanas.
  • Gêmeos ou múltiplos: o ultrassom da sexta semana também ajuda a detectar se é um único feto, gêmeos ou múltiplos.
  • Também ajuda a saber se existem complexidades no desenvolvimento do feto.

Nessa semana o apoio do parceiro é importante, pois a sensação de fadiga aumenta e as alterações hormonais podem ter consequências que também se refletem no humor.

Além disso, converse com seu médico e tire quaisquer dúvidas sobre sua saúde, vitaminas pré-natais, dieta, alergias ou medicamentos.

Temas da semana

Riscos

Principais dúvidas

Beleza