A tabelinha de período fértil é a aliada de muitas mulheres que desejam engravidar. Afinal, com ela é mais fácil saber em quais dias ocorrerá a ovulação e, assim, planejar o ato sexual.

Esse método é baseado em cálculos que levam em consideração informações sobre o ciclo menstrual da mulher, bem como a última menstruação. Somente com esses dados é possível ter um resultado mais próximo ao real.

Que tal saber mais sobre o assunto? A tabela de período fértil poderá te ajudar a realizar o sonho de uma gravidez!

O que é a tabelinha de período fértil

tabelinha de período fértil

Foto: Freepik

Publicidade

De fato, a tabelinha é um método contraceptivo comportamental. Ela também é chamada de Ogino-Knaus e indica quais são os dias em que a mulher está no período fértil.

Sobretudo, a tabela considera que um ciclo pode durar de 21 a 40 dias, sendo o mais comum que dure 28. Ou seja, há um intervalo de 21 a 40 dias entre o início de uma menstruação e outra. Assim, supõe-se que haja um período fértil nesse intervalo, depois do término dos dias de sangramento.

O período menstrual se inicia no primeiro dia da menstruação. É por isso, inclusive, que ao começar a ingerir os comprimidos anticoncepcionais é recomendado que se inicie no primeiro dia do ciclo. Afinal, o método precisa se ajustar ao seu organismo.

Desta maneira, lá pela metade do ciclo, por volta do 12º dia, se inicia a ovulação. Esse período pode durar, geralmente, até o 16º dia.

É com base nesses dados, junto aos dados do ciclo da mulher, que o cálculo é feito. Que tal entendê-lo melhor? Siga a leitura!

Como utilizar a tabelinha de período fértil

tabelinha de período fértil

Foto: Freepik

Publicidade

Para utilizar a tabelinha, você deverá conhecer muito bem o seu ciclo menstrual. Assim, é recomendável que você anote as informações dos 6 últimos meses.

É somente com essas informações que você saberá de quantos dias é o seu ciclo, se ele é regulado ou não, etc. Esses dados são, sem dúvida, muito importantes para definir com maior precisão o período fértil.

Quando você tiver as informações dos seus 6 últimos ciclos em mãos, faça o seguinte:

  • Pegue o seu ciclo mais curto dentre esses 6 ciclos e tire 18. Assim, você saberá o início do seu período fértil. Por exemplo: o seu ciclo mais curto é de 23 dias. Assim, 23 – 18 = 5. Desta forma, o início do seu período fértil é no 5º dia! Isso explica por que algumas mulheres podem engravidar nos últimos dias de menstruação!
  • Veja qual foi o ciclo mais longo dentre os 5 ciclos restantes e subtraia 11. Com essa conta, você terá o final de seu período fértil. Por exemplo, considere que o seu ciclo mais longo é de 31 dias. Assim, 31 – 11 = 20. Por essa conta, é possível concluir que o final do período fértil é no 20º dia.

No caso de ciclos desregulares, anote os 6 últimos meses e compare o ciclo mais longo ao mais curto. Caso haja uma diferença de dias maior que 10, a tabelinha poderá não dar certo para você.

Ex: Caso o seu maior ciclo seja de 38 dias e o menor de 21, faça a conta de 38 – 21. O resultado é 17 dias. Ou seja, a tabela poderá não funcionar para você.

Quais são os sinais de ovulação?

dor

Foto: Freepik

Publicidade

Caso você esteja insegura com relação à tabelinha para o período fértil, saiba que há outras maneiras de reconhecer o momento da ovulação. Isso porque o seu corpo manda sinais notáveis do que está acontecendo, basta saber como identificá-los.

A libido é maior

No período de ovulação a libido da mulher aumenta de maneira considerável. Nesse período, também, o prazer na hora H é bem maior do que em outros momentos.

Há a presença de muco

Porém, vale destacar que ele não aparece em todos os ciclos. Vale apenas como um alerta a mais para saber se está ou não ovulando. O “corrimento” que indica a ovulação é transparente. Geralmente, ele é descrito como sendo semelhante à uma clara de ovo.

Pequenos desconfortos no ovário

Outro grande sinal de que há ovulação, além do positivo lá na tabelinha, é a famosa fisgada. Na verdade, tratam-se de fisgadas leves que podem surgir em um ou em ambos os lados do ovário.

No entanto, é apenas um leve desconforto. Caso sua dor seja forte, é altamente recomendável que você procure um médico ginecologista.

Temperatura basal mais alta

Calma, você não tremerá de frio durante seus dias férteis. Afinal, essa diferença na temperatura só é perceptível através do uso de um termômetro.

Geralmente, logo depois que a mulher ovulou, sua temperatura basal aumenta 0,5ºC. Porém, essa diferença é melhor detectada ao acordar, quando o corpo está em estado de descanso e ainda não efetuou movimentos que interfiram na temperatura corporal.

A tabelinha de período fértil é confiável

tabelinha de período fértil

Foto: Freepik

A tabelinha do período fértil é confiável. Porém, ela não deve ser utilizada para a prevenção de uma gravidez. Afinal, ela apresenta falhas, por ser considerada como um método contraceptivo comportamental.

Vale salientar, também, que a tabela de período fértil não fornece, com exatidão, os dias nos quais a mulher estará ovulando. Na verdade, ela mostra um período aproximado, no qual há uma maior probabilidade de ocorrer a ovulação e uma fecundação.

Por isso, ela não deve ser considerada como um método contraceptivo. Somente ela não é eficaz para evitar uma gravidez indesejada. Nesse caso, a melhor pedida é a camisinha e a pílula anticoncepcional.

Além disso, a tabela pode até prevenir a gravidez. Porém, ela não protege contra doenças sexualmente transmissíveis. Por isso o uso do preservativo é tão importante.

Use a tabelinha de período fértil para aumentar as suas chances de engravidar

grávida

Foto; Freepik

A tabelinha de período fértil pode ser uma grande pedida para aquelas mulheres que desejam engravidar logo. Através dela é possível saber quais os mais prováveis dias de ovulação.

Vale lembrar, no entanto, que esse método não é eficaz para prevenir uma gravidez, nem mesmo doenças sexualmente transmissíveis. Para este fim, é essencial o uso de um método contraceptivo mais seguro, como o preservativo e a pílula anticoncepcional.

Além disso, como foi mencionado no artigo, nem todas as mulheres que possuem um ciclo irregular podem usar esse método contraceptivo comportamental. Afinal, o cálculo considera diversos dados que se tornam muito imprecisos nesse tipo de ciclo.

Por fim, fale com o seu ginecologista sobre a tabelinha de período fértil. Caso você tenha dificuldades, esse é o profissional mais indicado para ajudar.

Veja também: Sintomas de gravidez no primeiro mês