O desenvolvimento da dentição do seu filho começa logo no primeiro ano de vida, e terá repercussões na vida dele até a idade adulta. Geralmente o nascimento dos dentes “de leite” tem início entre os 6 e 8 meses, e pode causar desconfortos e até irritação na criança.

Como mãe, é natural se preocupar com o processo de dentição e a dor que seu bebê possa ter. Então, conhecer os primeiros sinais de dentição nos bebês pode ajudá-la a se preparar.

Quando a dentição começa nos bebês?

Para a maioria dos bebês, a dentição geralmente começa entre 6 e 8 meses. E, os bebês têm sua dentição decídua (os famosos dentes de leite) completa até os 2 anos e meio de idade.

Dentição em ordem de erupção

nascimento dos dentes

Foto: Freepik

Publicidade

O nascimento dos dentes acontece aos pares. Isso significa que os incisivos centrais de um lado e de outro erupcionam na mesma época, os laterais também, e por aí vai.

Os incisivos centrais inferiores são os vêm primeiro e geralmente os incisivos centrais superiores entram em erupção alguns meses depois, ainda no primeiro ano.

Em seguida, aparecem os incisivos laterais inferiores e superiores, seguidos pelos primeiros molares, caninos e segundos molares.

Assim, aos três anos de idade, seu bebê tem um conjunto de 20 dentes.

Quando Dentes
4 a 7 meses Incisivos centrais inferiores (dentes inferiores)
8 a 12 meses Incisivos centrais superiores (dentes anteriores superiores)
9 a 16 meses Incisivos laterais inferiores e superiores (próximos aos dentes do meio)
1 ano O bebê tem um conjunto de oito dentes
13 a 19 meses Primeiros molares (dois em cima e em baixo)
16 a 23 meses Caninos (dois em cima e em baixo)
23 a 31 meses Segundos molares (os dentes inferiores aparecem primeiro, seguidos pelos dentes superiores)
2,5 a 3 anos Seu bebê já tem o conjunto de 20 dentes decíduos

Este é o cronograma normal de nascimento dos dentes, mas não é exato para todos os bebês. Portanto alguns podem tê-los mais cedo, enquanto outros podem tê-lo mais tarde.

Quando você deve se preocupar se os dentes do bebê não nascerem?

dentes do bebê

Foto: Freepik

Publicidade

A idade média do início do nascimento dos dentes é de cerca de 6 meses. Por isso,  a dentição antes dos 6 meses é considerada uma dentição precoce. Assim, se o bebê não estiver com os dentes até os 13 meses, será considerado um atraso no nascimento dos dentes.

Mas não se preocupe se a dentição do seu bebê estiver atrasada; isso varia de uma criança para outra. Desde que o crescimento do cabelo, da pele e dos ossos do bebê seja normal, não há com o que se preocupar. Dessa forma, a dentição tardia não indica nenhum problema no desenvolvimento geral do seu bebê.

A dentição pode demorar devido a:

No entanto, se você acha que não há histórico familiar e seu filho está recebendo nutrição adequada, e mesmo assim seu bebê não começou a dentição, consulte seu dentista. Ele poderá fazer um exame clínico e radiográfico para verificar se o dente foi formado dentro do osso e se há algum fator atrapalhando seu nascimento.

Mas primeiro, observe os sinais, pois eles informam quando o dente pode aparecer.

Quais são os sinais de dentição?

nascimento dos dentes

Foto: Freepik

Publicidade

Os bebês ficam agitados porque, devido à dor e ao inchaço, os dentes rasgam as gengivas.

Os sintomas aparecem 3 a 6 dias antes da erupção do dente e param quando a ponta do dente sai das gengivas.

O nascimento dos dentes é um processo fácil e rápido para alguns bebês, mas para alguns pode ser lento e doloroso.

Sinais e sintomas típicos do nascimento dos dentes

São eles:

  • Gengivas vermelhas e inchadas, machucadas e doloridas.
  • Baba excessiva quando o bebê mantém todos os objetos na boca. A baba pode durar várias semanas até que um dente entre em erupção.
  • Esfregar a orelha. A dor nas gengivas também causa dor no ouvido, pois as gengivas e os ouvidos compartilham as mesmas vias neurais.
  • Mordida e mastigação excessivas devido à pressão da erupção dos dentes através das gengivas. Por isso os bebês mordem e mastigam tudo e qualquer coisa para obter alívio da dor.
  • As gengivas doloridas deixam seu bebê inquieto, e tendem a expressar isso por ficar irritadiço e irritado. Dessa forma, o sono do seu bebê pode ser perturbado por causa da dor persistente.
  • Falta de interesse em comer. A pressão de sugar ou mastigar alimentos pode causar mais desconforto às gengivas já doloridas; então os bebês perdem o apetite e às vezes rejeitam completamente a comida.
  • Os bebês puxam as bochechas devido ao desconforto ao redor da linha da mandíbula e bochechas.
  • Pode haver erupções cutâneas leves ao redor da boca e no peito devido à baba excessiva.
  • Às vezes, a dentição é acompanhada de febre leve.

Quando os sintomas não são devidos ao nascimentos dos dentes

Se os sintomas forem graves ou se o seu filho apresentar os seguintes sintomas, lembre-se de que provavelmente não é devido à dentição:

  • Primeiramente, temperatura acima de 38°
  • Diarreia
  • Corrimento nasal e tosse
  • E, por fim, erupções no corpo

Nesses casos, consulte o seu médico. Você também deve levar o bebê a um médico se ele chorar inconsolavelmente devido a dores intensas.

Se o seu bebê tiver dores leves, use remédios caseiros para aliviar a dor.

Remédios para aliviar a dor do nascimento dos dentes

Sem dúvida, é angustiante para você ver seu bebê com dor. Portanto, ajude-o a obter algum alívio com esses remédios:

nascimento dos dentes

Foto: Freepik

  1. Pano macio e úmido para mastigar: dê ao seu filho um pano limpo, úmido e fresco para mastigar. Objetos frios aliviam a dor e reduzem o desejo de mastigar. Se o seu bebê não gostar de coisas frias, dê um mordedor regular à temperatura ambiente.
  2. Mordedores: você pode dar ao seu filho mordedores de dentição congelados, pois a textura massageia as gengivas e o frio alivia a dor. No entanto, não lhes dê objetos extremamente frios, pois podem agravar seu desconforto.
  3. Alimentos congelados e picolés: se seu bebê comer sólido, dê mordedores de malha com alimentos congelados dentro. Não dê alimentos para bebês que representem um risco de asfixia. É uma boa ideia dar picolés para crianças pequenas (veja aqui como fazer com leite materno).
  4. Massagem: você pode massagear suavemente as gengivas do bebê com um dedo limpo ou um massageador próprio para essa finalidade. Isso aliviará a dor.
  5. Analgésico: Dê paracetamol ou ibuprofeno para bebês acima de 6 meses de idade para reduzir a dor. No entanto, faça-o apenas se o seu médico prescrever o medicamento.
  6. Distraia o pequeno: dê ao seu bebê um brinquedo novo e passe mais tempo de qualidade com ele. Faça qualquer coisa que possa distrair sua mente da dor.
  7. Dê-lhe amor extra: não importa o quão doente esteja seu bebê, tudo o que ele precisa são aqueles abraços e beijos extras. Seu calor pode funcionar como mágica.
  8. Alimentos sólidos: mistura de cereais também reduz a dor (mas lembre-se de oferecê-la apenas se seu filho já tem idade suficiente para consumi-los!).

Durante o nascimento dos dentes, quanto tempo dura a dor de dente?

Não há tempo de duração determinado para os desconfortos da dentição. Depois que o primeiro dente entra em erupção e a dor é aliviada, seu bebê volta a sentir desconforto quando outros passarem pelas gengivas, principalmente os molares.

Os molares podem causar mais desconforto e dor do que os dentes da frente, porque são maiores.

A erupção dos dentes e o alívio da dor não são o final das preocupações com a dentição do bebê. De fato, suas responsabilidades aumentarão quando você precisar cuidar dessas pérolas brancas agora.

Perguntas Frequentes sobre nascimento dos dentes

1. A dentição causa febre, diarreia ou coriza?

nascimento dos dentes

Foto: Freepik

Um aumento leve da temperatura é comum durante a dentição, mas não há provas de que cause febre.

O mesmo acontece com o resfriado e a diarreia, que podem ser causados ​​devido a uma infecção e não à dentição. Se acaso o seu filho tiver febre acompanhada de vômito, diarreia ou falta de apetite, consulte um médico.

2. A dentição pode causar vômitos?

Não, o que pode acontecer no momento da erupção dos dentes é que seu bebê passa a colocar mais a mão na boca, para aliviar o desconforto. Como nessa fase ele já senta, engatinha ou anda, tem contato com o chão, o que pode aumentar as chances de adquirir uma infecção.

Provavelmente é essa infecção a causadora dos vômitos. Portanto, e seu bebê estiver vomitando com frequência, consulte seu médico imediatamente.

E como foi a sua experiência quanto ao nascimento dos dentes do seu bebê? Compartilhe sua história na seção de comentários!