O que servir ao bebê entre os 6 meses e 1 ano

Por 0 Comentários


Tem um bebê de 6 meses aí na sua casa? Pois então você sabe que, a partir de agora, começa sua introdução alimentar (processo de introdução de novos alimentos ao bebê, dos 6 meses até 1 ano, aproximadamente). É nessa fase que o filhote recebe os primeiros alimentos além do leite materno, porque seu organismo já demanda novos nutrientes. É também nessa época que aparecem os primeiros dentinhos, aliás um sinal do corpo de que a criança está preparada para se alimentar de outras formas (já tinha pensado nisso?).

Mas você sabe exatamente o que seu filho pode comer agora e o que ainda precisa esperar mais um pouquinho?  Pois nesse post eu explico melhor como funciona a alimentação dos bebês entre os 6 meses e 1 ano de idade. Você vai entender o que pode oferecer ao seu filho nos próximos meses, para que ele experimente novos sabores com segurança. Vem ver e tire suas dúvidas:

Imagem: 123RF

A alimentação do bebê em cada idade

– De 6 a 8 meses: É aqui que seu filho começará a experimentar, pela primeira vez, novos alimentos. Que tal então potencializar essa novidade? Para isso, uma dica é não usar o liquidificador para bater os ingredientes – se amassados ou raspados com um garfo, o pequeno já consegue ingeri-los e, assim, vai conhecendo novas texturas! O fato de não usar o liquidificador, deixando pedacinhos bem pequenos amassando com o garfo, treinará a capacidade do bebê de deglutir (do contrário, pode virar aquela criança que com mais de 1 ano ainda não come nada batido!). E use pouco sal nos temperos, ok?

O que servir: Muitos especialistas recomendam começar com frutas raspadinhas ou amassadinhas, como maçã, mamão e banana. Depois que o bebê se acostumar, apresente itens salgados, entre eles legumes e verduras, como arroz, feijão, mandioquinha, batata e ervilha, que podem compor sopas.

Frequência: Até os sete meses, a indicação é que o pequeno se alimente de uma porção doce e outra salgada por dia. Já até os oito, as porções salgadas passam para duas.

Veja também: Como preparar a papinha – 10 dicas preciosas!

– Aos 8 meses: A introdução já foi iniciada e o bebê deve experimentar outras coisas novas! Respeite o apetite do seu filho, mas convém oferecer um mesmo alimento mais de uma vez, caso a criança rejeite de primeira (pois algumas demoram um pouquinho para se acostumar a novos gostos). O bacana é apresentar o mesmo alimento servido de maneiras diversas, para facilitar o processo.

O que servir: Entre os sabores mais “ousados” que o pequeno pode conhecer, que tal servir a ele, por exemplo, iogurte e gema de ovo? Este último, inclusive, é um dos alimentos mais alergênicos para bebês e crianças e, exatamente por isso, pode ser bastante eficiente apresentá-lo ao seu filho logo cedo, o que pode até mesmo evitar alergias futuramente. Mas não deixe de conversar com o pediatra, especialmente se você (mãe ou pai) tiver alergias alimentares.

Frequência: Agora o bebê já faz quatro refeições por dia. De acordo com a recomendação do pediatra, o pequeno pode comer, por exemplo, no café da manhã, no almoço, no lanche da tarde e no jantar.

– De 9 meses a um ano: Nessa fase seu bebê já acompanha a família, tanto na quantidade de vezes em que se alimenta como nos sabores. E aproveite que os dentinhos estão nascendo para variar ainda mais o cardápio!

O que servir: Aposte na textura! As crianças nessa idade já podem comer pedaços macios nas sopas, então que tal acrescentar carne de boi ou de frango? Essas proteínas animais podem ser combinadas a outros nutrientes importantes, como carboidratos e proteínas vegetais.

Frequência: O pequeno pode continuar se alimentando quatro vezes por dia ou mais, dependendo da quantidade de refeições que a família costuma fazer.

Dicas: O leite materno continua sendo muito importante nessa fase e deve ser ofertado ainda. E é fundamental que você converse com o pediatra do seu filho para que ele faça recomendações específicas sobre a alimentação do pequeno, pois algumas crianças podem ter restrições, ok? Já a partir de um ano, o bebê pode comer de tudo, mas é importante evitar o excesso de açúcares e gorduras (e cuidado também com o tamanho dos alimentos, para evitar engasgos).

Veja também: Saiba quais alimentos colocar nas papinhas do bebê!


 



Arquivado em: AlimentaçãoCuidados diários Tags:

Deixe seu comentário