O quarto mês de gravidez é importante. Muitos marcos da gravidez ocorrem nesse mês, na medida em que você chega cada vez mais perto do grande dia. Boa parte desses marcos estão associados com a transição do terceiro para o quarto mês, ou seja, com o encerramento do primeiro e chegada do segundo trimestre de gestação.

A gestação é um momento no qual a mulher desperta para uma série de sentimentos, como alegrias, inseguranças e medos. Por isso, é comum que as futuras mamães sejam rodeadas de dúvidas e de ansiedades nesse momento.

Pensando nisso, este artigo foi criado: para apresentar os sintomas e um resumo completo do que acontece com a mulher e com o bebê no quarto mês de gravidez. Boa leitura!

Sintomas do quarto mês de gravidez

Mulher grávida com o marido em pé com um rio ao fundo

Crédito: Freepik

Publicidade

É comum que o quarto mês de gravidez seja chamado de “lua de mel da gravidez”. Isso porque nessa fase há pouquíssimos sintomas que incomodam as mulheres.

O quarto mês é marcado como a saída do primeiro trimestre e chegada do segundo trimestre da gestação. Com essa transição, os enjoos mais significativos costumam ser reduzidos até desaparecerem de vez.

Não raramente, é a partir desse momento que as gestantes começam a fazer as compras maiores para aguardar a chegada do pequenino. Assim como é super indicado que seja nesse momento que as mulheres que ainda não iniciaram comecem a organizar o quarto do bebe.

Leia também estas ótimas dicas de como fazer o seu enxoval render e economize.

Lista de sintomas presentes no quarto mês da gestação

Crédito: Freepik

Os principais sintomas do quarto mês de gravidez são:

Publicidade

Além desses sintomas, em alguns casos as mulheres sentem que seus cabelos estão mais grossos ou mais escuros a partir do quarto mês de gravidez. Em outros casos, as gestantes também notam que há mais penugem crescendo no rosto. Esses sintomas são normais, porque eles são resposta do organismo às alterações hormonais que acontecem na gestação.

teste de gravidez, sapatinhos de bebe e imagem de ultrassom

Crédito: Freepik

Apesar de ser um pouco incômodo para a mulher, é normal que a partir do quarto mês de gravidez a respiração fique um pouco mais difícil. Isso costuma acontecer porque o bebê está crescendo e, por isso, está ocupando mais espaço.

Conforme o bebê se desenvolve e cresce, ele ocupa mais espaço na barriga da mãe. Por isso, os pulmões da futura mamãe costumam ficar um pouco mais apertados a partir dessa fase da gravidez. Ou seja, esta dificuldade maior para respirar tem associação com o desenvolvimento saudável do bebê.

A pressão nos pulmões se manterá até a fase final da gestação. Isso porque, conforme o nascimento vai se aproximando, o bebê irá “descer”. Isso quer dizer que ele se encaixará na pélvis, o que costuma ser um sinal de que o momento do nascimento está se aproximando.

Leia também estas dicas de hidratantes sem cheiro: perfeito para gestantes com enjoo.

Publicidade

Qual a situação da barriga no quarto mês de gravidez?

Retrato de jovem em um parque com grama e árvores

Crédito: Freepik

Um dos sinais de gravidez mais adorados pelas mulheres costuma tomar mais forma e ficar aparente no quarto mês de gestação: a barriga.

Claro que a barriga da mulher já vem crescendo há mais tempo, desde que a fecundação aconteceu e o embrião começou a se desenvolver. Entretanto, é muito comum que seja em torno do quarto mês que ela comece efetivamente a crescer – de modo que as pessoas consigam perceber.

Há casos em que as pessoas já notam alguma mudança no desenho do corpo da mulher no mês anterior. Entretanto, costuma ser nesse momento que isso fica mais aparente e visível (mesmo para pessoas não tão detalhistas).

Aproveite e descubra também quando o bebê vai começar a mexer dentro de sua barriga.

O que a mulher pode fazer no quarto mês de gravidez (e o que evitar)?

Imagem de mulher refletindo a respeito de algo.

Crédito: Freepik

No quarto mês é normal que a gestante ganhe uma injeção de energia, de modo que talvez você sinta vontade de fazer muitas coisas e de dar conta de tudo ao mesmo tempo. Mas calma: você não precisa correr contra o tempo.

Claro que você pode usar esse pique para resolver algumas questões, como o enxoval do bebê que está chegando, mas lembre que existe algo muito mais importante e que também precisa da sua atenção: suas emoções.

Por isso, aproveite esse momento em que os enjoos mais significativos já foram embora e que a barriga ainda não está tão grande para cuidar da chegada do bebê (sim!), mas também de você.

Ataques de fome

É normal que no quarto mês a gestante sinta mais fome que o normal.

Apesar da tentação, é importante cuidar para não se exceder na alimentação. Lembre de seguir a dieta fornecida pelo médico ou pelo nutricionista.

Se você sentir muita necessidade, sinta-se livre para fazer pequenas alterações na dieta (e tente comunicar o profissional quando possível, para que vocês possam chegar a um planejamento alimentar que sacie a sua necessidade, mas sem cair nos exageros).

Sexo do bebê

Ilustração de cromossomo de DNA

Crédito: Freepik

Nesse momento você já pode descobrir qual o sexo do seu bebe. Isso se você desejar, é claro.

Caso você não queira aguardar até o nascimento para descobrir o sexo do bebe, a partir do quarto mês de gravidez já é possível saber se você será mamãe de uma menina ou de um menino.

Converse com seu parceiro e decidam se vocês desejam saber de antemão essa informação, para que possam tomar a decisão baseados no desejo (e na angústia, é claro) de vocês.

Aproveite e veja algumas dicas inspiradoras de como anunciar o sexo do bebê através de fotos.

Roupas para grávidas

Caso você ainda não tenha iniciado essa troca, no quarto mês você precisará renovar seu guarda-roupa (ou parte dele, pelo menos).

Já no final do primeiro trimestre você pode começar a perceber que algumas calças talvez fiquem um pouco mais justas. Apesar disso, costuma ser somente com a chegada do segundo trimestre que você precisará, de fato, acrescentar algumas peças de roupas no roupeiro.

É super indicado que a partir do segundo ou terceiro mês de gestação você comece a procurar por lojas de roupas de grávidas que te agradem. Isso porque no quarto mês você precisará adquirir algumas peças novas, caso não tenha feito isso nas semanas anteriores.

Veja aqui também alguns modelos fantásticos de camisetas (super divertidas) para grávidas.

E o que evitar?

Vista de mulher segurando sapatos de salto alto pela mão.

Crédito: Freepik

Vale lembrar que o médico ou o enfermeiro obstetra são os profissionais mais adequados para auxiliar a gestante no acompanhamento pré-natal. Eles poderão sanar dúvidas, incentivar ou restringir comportamentos.

Apesar disso, fizemos esta pequena lista com alguns elementos que devem ser evitados durante a gravidez:

  • Salto alto
  • Calças apertadas
  • Cigarros (mesmo sendo somente a fumaça)
  • Bebidas alcoólicas
  • Remédios não autorizados pelo médico
  • Produtos químicos, como elementos de cosmética não autorizados pelo médico

A alimentação também é um fator que deve ter cuidado redobrado durante a gravidez.

Pesquisa conduzida pela Universidade da Califórnia descobriu que várias grávidas consomem regularmente alimentos e bebidas que deveriam ser evitados. Alguns dos alimentos contra-indicados mais consumidos pelas gestantes que participaram do estudo foram:

  • Atum (pelo suposto risco de ingestão de mercúrio, é contraindicado por alguns médicos)
  • Comidas enlatadas
  • Água da torneira
  • Café ou bebidas com cafeína
  • Bebidas alcoólicas

Alimentação na gravidez

Diversos ingredientes gastronômicos naturais, como frutas e legumes.

Crédito: Freepik

Veja aqui algumas recomendações gerais sobre a dieta na gestação.

Leite (e seus derivados) e Fibras

O consumo de leite e de seus derivados é muito importante desde o início da gestação. Isso porque são com base nesses alimentos que a grávida conseguirá adquirir o nível de cálcio necessário para o desenvolvimento saudável do esqueleto do bebê.

Além disso, vale lembrar que a prisão de ventre é um sintoma comum na gestação. Por isso, também é importante que a mulher consiga incluir nas refeições alimentos que sejam ricos em fibras. Por exemplo:

  • Leite integral
  • Queijo
  • Requeijão
  • Creme de Leite
  • Ricota
  • Aveia
  • Gergelim
  • Abacate
  • Amêndoas

Incluir líquidos na rotina também ajudará (e muito!) na hidratação do organismo e na consequente liberação de toxinas. Por isso, aposte suas fichas na água.

Leia também como prevenir e tratar a anemia na gravidez.

Ferro

Vegetais ricos em ferro em uma mesa cinza.

Crédito: Freepik

O ferro também é fundamental para a garantia da saúde da futura mamãe, assim como do bom desenvolvimento do bebe. Por isso, tente incluir alimentos ricos em ferro na sua dieta. Por exemplo:

  • Agrião
  • Açúcar mascavo
  • Espinafre
  • Carne vermelha
  • Brócolis
  • Lentilha
  • Ervilha
  • Couve
  • Feijão

Veja também algumas dicas de como montar um cardápio saudável para crianças de 6 meses até 1 ano.

Desenvolvimento do embrião no quarto mês

No quarto mês o pequenino ainda é, de fato, muito pequenino. Entretanto, ele já está desenvolvendo uma série de características. Por exemplo, nessa fase do desenvolvimento ele já costuma ter sobrancelhas e cílios.

Entre o final do primeiro trimestre e início do segundo trimestre, é normal que as impressões digitais também sejam desenvolvidas. Isso tudo para não falarmos dos primeiros fios de cabelo, que provavelmente aparecerão dentro das próximas semanas.

Apesar de não ser uma regra, em alguns casos há soluços e bocejos no quarto mês de gravidez.

Contato com o mundo externo

Casal de asiáticos segurando a foto do ultrassom na barriga da esposa.

Crédito: Freepik

Novamente, apesar de não ser uma regra, é normal que entre o quarto e quinto mês você comece a sentir o pequenino se mexendo em sua barriga. Esse é um momento muito emocionante para as gestantes: parece que tem borboletas voando em você!

Com o início do segundo trimestre de gestação é normal que o bebê comece a ter mais contato com o mundo externo. Por exemplo, é nesse momento que ele conseguirá sentir as carícias que são feitas na barriga. Aproveite essa capacidade dele e demonstre seu amor por meio dos carinhos.

É também no quarto mês de gravidez que ele conseguirá distinguir o som de sua voz. Por isso, converse com ele. Conte sobre seu dia, diga o que está fazendo, pergunte o que ele está achando da sua estada no útero, etc. Deixe que seu bebê te conheça melhor.

Outra forma de interagir com ele é cantar durante o dia, ou então, colocar músicas agradáveis para tocar.

Lembre que esses detalhes estreitam os vínculos entre vocês, então aposte em conversas e em carinhos.

Veja também estas dicas super importantes para facilitar as compras da casa após o nascimento.

Características do bebê no quarto mês

15 semanas de gravidez

Crédito: Freepik

Com o desenvolvimento evoluindo a cada dia, há uma série de órgãos e membros que estão quase totalmente formados no quarto mês de gravidez. Por exemplo:

  • Pescoço
  • Pálpebras
  • Cordas vocais
  • Esqueleto
  • Laringe

Como já foi mencionado, nesse momento o bebê já começa a apresentar suas próprias impressões digitais, além de conseguir abrir e fechar as mãos.

O rosto do bebê também começa a ser protegido por uma fina penugem, que aparece junto com a sobrancelha.

Além dos elementos que já estão quase formados, há também aqueles que começam a aparecer aqui. Por exemplo:

  • Ponta do nariz
  • Bochechas
  • Órgão genital

O pequenino também começa a apresentar expressões faciais ao longo do quarto mês de gravidez, além de estar mais receptivo e sensível aos contatos externos.

E você, como foi (ou está sendo) o seu quarto mês de gravidez? Deixe um comentário com a sua experiência.