Saber como cuidar da saúde mental dos filhos é um grande desafio para a maioria dos pais. Até porque a responsabilidade pode ser bem intensa, afinal, sabemos o quanto os nossos pais impactaram no nosso desenvolvimento psíquico, não é mesmo?

Por isso, atuar de uma maneira mais saudável, sobre a vida dos filhos, é essencial para garantir um futuro mais promissor para os pequenos. E a boa notícia é que pequenas ações podem gerar grandes frutos mais tarde.

Quer saber quais são essas ações? Então confira todas as considerações que destacamos neste texto. Acompanhe!

Veja também: Vitamina D: por que ela é fundamental para a saúde do seu filho e de toda a família?

Publicidade

Como cuidar da saúde mental dos filhos?

Como cuidar da saúde mental dos filhos

Menina feliz sorrindo. Foto: Freepik

Para cuidar da saúde mental dos filhos é preciso abrir a mente e enxergar novos horizontes. Não dá para ficar repetindo velhos erros ou ideais ultrapassados, achando que o conservadorismo é a melhor saída.

Mas sim, é preciso expandir os seus horizontes e encontrar outras estratégias que viabilizem um ambiente familiar mais saudável e equilibrado. Veja algumas práticas que auxiliam nesse sentido:

1. Como cuidar da saúde mental dos filhos: Dê espaço para a criança se expressar

Um cuidado muito importante que você deve ter é com relação às emoções dos seus filhos: deixe-os se expressarem.

Precisamos nos lembrar que as crianças estão em desenvolvimento, isso quer dizer que elas ainda não têm total controle sobre as emoções. Se até nós, adultos, às vezes agimos de forma impulsiva e não conseguimos controlar o que sentimos, imagine as crianças?

Por isso, permitir que ela expresse o que está sentindo, seja falando ou chorando, é uma maneira de mostrar que você se importa com o que ela sente. E ainda, é uma forma de ela mesma se ouvir e começar a nomear melhor as suas emoções, até consegui controlá-las de maneira saudável.

Publicidade

Claro que não devemos confundir o ato de expressar as emoções com uma birra. Mas, devemos ter o feeling para saber qual é o momento de sentar em um local reservado com a criança e conversar sobre o que ela sente e pensa.

2. Não projete seus sonhos na criança

Infelizmente, este ainda é um erro muito comum: muitos pais ainda projetam os seus próprios sonhos sobre a criança.

É o caso de os pais quererem escolher a carreira do filho, ou forçarem-no à fazer futebol porque esse era o sonho da mãe, por exemplo.

Em ambos os casos você estará deixando de cuidar da saúde mental dos filhos. Afinal, não somos uma pessoa só: nossos filhos precisam de espaço para que possam fazer as próprias escolhas.

Cada um tem os seus próprios desejos, sonhos e vontades, e respeitar isso é de suma importância para que cada um tenha mais espaço no mundo e assim possa encontrar a felicidade.

Veja mais: Primeiro dia de aula? Veja 6 dicas para adaptar as crianças

Publicidade

3. Entenda que a criança irá se frustras às vezes – e tudo bem!

Como cuidar da saúde mental dos filhos

Família feliz em casa. Foto: Freepik

Outro grande equívoco que muitos pais cometem é o de tentar compensar uma frustração do filho. Um exemplo seria levar para passear depois de tirar uma nota baixa, na tentativa de fazer com que o filho esqueça do problema a todo custo.

Claro que em algumas circunstâncias pode ser interessante, se o filho ficar muito abalado. Mas tentar tapar todos os “buraquinhos” que as frustrações promovem é abrir um caminho para que o seu filho não saiba lidar com limites.

E quando ele for adulto – e se frustrar com algo – poderá ter sérios problemas para lidar com isso. E assim, poderá desenvolver ansiedade e até mesmo depressão. Afinal, ele não desenvolveu a capacidade de viver o luto da frustração e seguir em frente.

Por isso, às vezes é mais interessante dar um abraço e dizer que entende a criança, deixando-a se frustrar e falar sobre a frustração, do que tentar distraí-la a todo custo.

4. Como cuidar da saúde mental dos filhos: Não mande a criança “engolir o choro”

Como cuidar da saúde mental dos filhos

Menino pulando na cama. Foto: Freepik

Este erro é um dos mais grotescos que os pais podem cometer na hora de cuidar da saúde mental dos filhos. Se você manda a criança “engolir o choro”, ela começa a entender que é normal esconder as emoções e não senti-las plenamente.

Mais tarde, essa ausência de expressão pode se transformar em uma psicossomatização, ocasionando diversos efeitos colaterais na saúde física e mental do sujeito.

5. Fale sobre os seus sentimentos com ela – com cuidado

Você também pode cuidar da saúde mental dos filhos falando sobre o que você sente. Mas aqui vale um adendo: você não precisa abrir toda a sua vida íntima e sentimental para uma criança pequena. Mas pode comentar que hoje está um pouco tristonho por conta de algo que aconteceu.

Esse hábito de nomear as emoções e os sentimentos pode ajudar o pequeno a entender o que ele mesmo sente, viabilizando um autoconhecimento e uma auto reflexão. Faça o teste!

Comente como você se sente com relação a algo, por mais simples que seja, e veja como a criança irá se comunicar a partir dessas intervenções.

Veja também: Como dividir as tarefas de casa com os filhos?

6. Não encare o seu filho como um mini adulto

Como cuidar da saúde mental dos filhos

Menina segurando globo terrestre. Foto: Freepik

Infelizmente, muitas pessoas se esquecem de que as crianças são, antes de qualquer coisa, crianças. E assim, as tratam como um verdadeiro “mini adulto”, que deve se controlar, agir e pensar como tal.

Aqui, caberia o exemplo de “engolir o choro”. Pais que mandam a criança “engolir o choro” podem estar enxergando o filho como um mini adulto que deve saber se controlar em público ou algo assim.

Mas são apenas crianças! E crianças estão aprendendo a lidar consigo mesmas e com os outros, e por isso precisamos ser pacientes durante todo esse processo.

7. Como cuidar da saúde mental dos filhos: Auxilie, mas estimule a autonomia

Auxiliar a criança nas suas tarefas cotidianas é importante para que ela aprenda a forma correta de executar certas ações. Porém, você deve ter o cuidado de não anular a autonomia do pequeno, para que ele possa se desenvolver.

Por exemplo, você pode ajudar a criança a amarrar o cadarço do tênis, mas pode fazer com que ela o coloque no pé sozinho.

No começo, vai parecer uma eternidade. Mas, com o tempo, a criança começa a desenvolver a coordenação e a autonomia, melhorando o seu desempenho. E o apoio que você der nesse processo certamente fará com que ela se sinta mais motivada ao tentar, e mais realizada ao conseguir.

Leia também: Guia educacional para explicar às crianças porque a lua muda

8. Seja honesto e cumpra o que você propõe

Como cuidar da saúde mental dos filhos

Família ao ar livre. Foto: Freepik

Jamais prometa algo que você não irá cumprir. Sabe aquela ideia de “na volta a gente compra”? Pois é! Esse tipo de comentário, quando não cumprido, pode minar a confiança que a criança tem em você. E ainda, pode ensiná-la que alguns tipos de mentiras são aceitas, fazendo com que ela minta naturalmente e ache isso normal.

Portanto, se você não quer ensinar a mentira ao seu filho e não deseja decepcioná-lo pela falta de palavra, comece a cumprir as suas promessas. E, acredite, até a promessa mais boba é importante – como a de assistir um filme à noite.

9. Não faça chantagens emocionais

As chantagens emocionais também podem ser um grande problema. Além de dolorosas, elas minam toda a sua tentativa de cuidar da saúde mental dos filhos.

Isso porque a criança poderá se sentir pressionada e colocada em uma situação completamente desconfortável. Logo, também aprenderá que por meio de chantagens é possível conquistar algumas coisas.

Sendo assim, parta da premissa de não fazer com o seu filho o que você não gostaria que fizessem com você.

10. Cuidado com as palavras usadas – elas têm muito poder!

Família feliz ao ar livre. Foto: Freepik

Para cuidar da saúde mental dos filhos também é preciso prestar muita atenção nas palavras que você usa quando conversa com os pequenos.

Frases do tipo “Você não tem jeito!” podem pesar – e muito – no coração e na mente da criança. E sabe o que é pior? Esse tipo de frase tende a ficar cravada na memória pelo resto da vida.

Por isso, esteja ciente de que você está em um lugar muito “poderoso” com relação à vida da criança. E por isso deve ter muito cuidado na hora de escolher palavras. Jamais rotule o seu filho!

Veja também: Como ensinar Educação Financeira para o seu filho

11. Como cuidar da saúde mental dos filhos: Incentive os hábitos saudáveis e o autocuidado

O autocuidado e os hábitos saudáveis são importantes para a saúde mental de qualquer pessoa, e isso a gente já sabe. Mas, quando se trata de cuidar da saúde mental dos filhos, é preciso incentivar os pequenos.

Para isso, opte por fazer programas em família, como passear no parque e se exercitar, bem como cuidar da alimentação, ter um hobby, entre outras ações.

Até mesmo os cuidados com a aparência podem ajudar o pequeno a reconhecer o seu valor e a importância de olhar para si mesmo.

12. Invista na sociabilidade dos seus filhos

Menina feliz brincando ao ar livre. Foto: Freepik

A sociabilidade também deve ser estimulada na hora de cuidar da saúde mental dos filhos.

Nesse caso, vale matricular o seu filho em uma aula de dança ou idiomas – de acordo com os desejos dele, a fim de viabilizar um encontro com mais crianças.

A interação com adultos também é importante, desde que estes adultos conversem de maneira saudável com a criança, e não a tratando como um ser à parte e que não sabe de nada.

Afinal, elas sabem sim. Apenas na medida certa para a idade. E devemos respeitar isso.

Para cuidar da saúde mental dos filhos esteja com a sua em dia!

Menina sorrindo. Foto: Freepik

Lembre-se ainda que para cuidar da saúde mental dos filhos é importante que a sua saúde mental esteja em dia. Afinal, se você anda estressado, ansioso e irritado, como poderá oferecer um suporte saudável aos pequenos?

Nesse caso, a busca pela psicoterapia pode ser muito interessante. Invista nessa possibilidade e cuide de você. Assim você terá mais chances de cuidar da saúde mental dos filhos com eficiência.

Veja também: