Muitas mulheres “recém mães’ temem a barriga pós-parto por se sentirem longe da forma que tinham antes de engravidar. E embora essa mudança corporal seja extremamente natural, muita gente ainda  “torce o nariz” para as características físicas de uma nova mãe.

No entanto, passado o período de repouso (de cerca de 20 dias), a mulher já pode começar a inserir exercícios físicos leves em sua rotina, desde que recomendados pelo médico. Com o passar do tempo, ela vai restabelecendo a forma que tinha antes de gravidez, desde que mantenha uma rotina baseada em hábitos saudáveis.

E é justamente considerado esses hábitos que fizemos este conteúdo para lhe ajudar nessa nova fase da sua vida. Mantenha a sua autoestima, saúde e amor próprio com mudanças simples na vida cotidiana. Acompanhe e entenda!

Para ler depois: Você não precisa voltar ao seu corpo de antes da gravidez

Publicidade
barriga pós-parto

Mãe com bebê no colo. Foto: Freepik

Barriga pós-parto: Veja formas de voltar a boa forma sem prejudicar a saúde!

A barriga pós-parto pode impactar a autoestima de muitas mulheres, porém, com as medidas certas é possível minimizar os impactos causados pela gestação. Veja as nossas dicas:

Evite o consumo de sal, gordura e açúcar

Evitar o consumo de sal é indispensável para reduzir a retenção líquida durante o pós-parto. Além disso, alimentos ricos em gorduras ruins (como frituras, por exemplo) também devem ser evitados. Opte sempre por alimentos ricos em gorduras boas, como abacate, chia, sementes de linhaça, etc.

Quanto ao açúcar, diminua a ingestão do refinado e evite alimentos como doces, biscoitos, balas, chocolates ao leite, entre outros alimentos ricos em açúcar de caloria pobre.

Troque alimentos industrializados por naturais

Outra forma inteligente de perder a barriga pós-parto é fazendo trocas inteligentes em suas refeições. Consuma mais alimentos naturais e tente fugir ao máximo das opções industrializadas e carregadas de aditivos químicos.

Os alimentos naturais costumam ser mais ricos em vitaminas, nutrientes e em fibras, sendo que esta última impacta diretamente na sensação de saciedade que sentimos ao longo do dia. Procure, dessa forma, apostar em mais saladas e porções de frutas no lugar de lanches com bolos, biscoitos e etc.

Publicidade
barriga pós-parto

Mãe segurando os pezinhos do bebê. Foto: Freepik

Aposte na drenagem linfática

A drenagem linfática também pode lhe ajudar a reduzir o inchaço na barriga pós-parto, fazendo com que haja muito menos retenção líquida na região. Além de ser muito eficaz, a massagem também é responsável por gerar sensações de bem-estar na mulher, e com isso é possível ter um período de pós-parto muito mais tranquilo, confortável e revigorante.

A quantidade de sessões pode depender do seu organismo e das suas singularidades, obviamente, embora o recomendado seja que a drenagem aconteça pelo menos uma vez por semana.

Leia mais: Tornozelos inchados na gravidez: causas, tratamento e remédios naturais

Faça tratamentos contra a flacidez na região

Se a pele ficar muito flácida, aposte em massagens, tratamentos e cosméticos que podem melhorar a elasticidade e a firmeza do tecido na região. Procure adquirir produtos específicos para mulheres que estão amamentando, para assim melhorar ainda mais os resultados.

barriga pós-parto

Mãe com bebê no colo. Foto: Freepik

Publicidade

Lembre-se também de que a aplicação desses cosméticos deve ser diária, para que os efeitos no longo prazo sejam realmente notáveis. Afinal, nada acontecerá da noite para o dia e você precisará respeitar esse período de recuperação, ok?

Barriga pós-parto – Amamente o seu filho para queimar mais calorias

Você sabia que a amamentação saudável é capaz de fazer com que uma mulher queime cerca de 700 calorias por dia? Pois é!

Por esse – e tantos outros maravilhosos motivos – que a amamentação é tão incentivada e vista como algo imprescindível para a saúde da mulher e do bebê. Sendo assim, procure manter uma dieta adequada e mantenha a amamentação do seu filho.

Acredite, o seu organismo trabalhará de uma forma muito mais equilibrada, pois os hormônios darão a entender que você está amamentando e que o seu útero pode contrair para o tamanho normal, diminuindo o inchaço abdominal.

Veja também: Leite materno para skin care: Como usar o próprio leite materno.

Mãe segurando o bebê. Foto: Freepik

Beba água adequadamente para emagrecer a barriga pós-parto

A hidratação adequada também é indispensável para garantir que o seu corpo retenha menos líquido; expulse mais toxinas; mantenha diversas funções ativas; hidrate o seu organismo e ainda mantenha a sua pele mais firme e saudável; incluindo a pele da barriga.

Por isso, o ideal é que você beba cerca de 2 litros de água por dia, no mínimo, para garantir que as suas necessidades corporais sejam atendidas. Vale ressaltar que algumas mulheres podem necessitar de uma maior ingestão líquida, a depender do seu peso, biotipo e estilo de vida. Nesses casos, é interessante conversar com a sua nutricionista para saber a quantidade ideal.

Barriga pós-parto – Diminua o estresse com meditação

Por fim, tenha o cuidado de evitar picos muito altos de estresse e ansiedade, pois eles podem atrapalhar o processo de emagrecimento e resultar em uma maior dificuldade para perder a barriga pós-parto. Como sugestão, você pode fazer meditação, mesmo que apenas 5 minutos por dia, para esvaziar a sua mente e produzir sensações de prazer e bem-estar. Você merece esse relaxamento!

Mãe levantando o seu bebê. Foto: Freepik

Tenha paciência e respeite o tempo de recuperação

Cuidado para não se deixar levar com aquelas ideias de “capa de revista”, onde as mulheres são “impecáveis”, “perfeitas” e não possuem nenhum tipo de mancha ou gordura na barriga pós-parto. Afinal, esse tipo de imagem costuma passar por muitos tratamentos e edições, fazendo com que o resultado não seja assim tão conectado com a realidade.

Outro ponto a se considerar é que cada organismo é único, e não será no tempo da sua colega que a sua barriga irá voltar para a forma inicial. Cada corpo reage de uma forma única, dentro de um tempo adequado às necessidades dele.

Mãe descansando com o seu bebê. Foto: Freepik

Por isso, antes de sair praticando exercícios físicos intensos e sem critério apenas para “emagrecer rápido“, observe as pequenas evoluções cotidianas, criando uma rotina saudável e respeitando sempre o seu repouso. A sua saúde é mais importante do que qualquer padrão imposto pela sociedade. Respeite-se!

Leia agora: Barriga flácida pós parto: o que deve ser feito?