A aparência da barriga após o parto costuma ser uma surpresa para as novas mamães. Em primeiro lugar, devemos dizer que é inevitável a barriga flácida pós parto.

A flacidez nada mais é do que o excesso de pele causado pelo enorme crescimento da barriga da mulher em pouco tempo e depois pela diminuição dessa barriga.

Esse “efeito sanfona” define a barriga de uma mulher que acabou de ter um bebê, mas a boa notícia é que isso não é algo que precisa incomodar e pode ser revertido de forma saudável.

As duas principais armas no combate à barriga flácida pós parto são a alimentação e os exercícios, o que significa que um estilo de vida saudável é essencial para que os resultados ocorram.

Publicidade

É necessário pensar em alguns detalhes, principalmente para que essa dieta não interfira na vida da mulher em relação à amamentação, portanto, prestar atenção na sua rotina alimentar, é importante.

Se essa rotina for seguida corretamente, além da diminuição da barriga flácida e a inevitável melhora de sua saúde, o bebê também será alimentado da melhor maneira e por uma mãe muito disposta.

Aparência da barriga flácida pós parto

Mulher com barriga flácida

Mulher com barriga flácida – Foto: Freepik

A aparência da barriga após o parto depende não apenas da predisposição genética, mas também de como a pele reagiu aos quilos extras, quanto peso você ganhou e em que condição seus músculos estavam.

Barriga flácida pós parto: o que fazer

Antes de dar qualquer passo sobre o assunto, vale a pena consultar seu médico. O útero após o parto se contrai por cerca de 40 dias e, juntamente com sua redução de tamanho, inicia-se a restauração do abdome após o parto.

Até o fim do processo de contração do útero, os médicos não recomendam a prática de esportes, para não causar sangramento.

Publicidade

Alimentação para mulher com barriga flácida pós parto

Peixe

Peixe – Foto: Freepik

Quando se trata de nutrição, a melhor coisa para quem quer se livrar da barriga flácida no período pós-parto são alimentos que contenham proteína magra, além de proteína com baixo teor de gordura. Podemos citar alguns alimentos como:

  • Ovos
  • Peito de frango
  • Grãos como lentilhas e feijão preto
  • Iogurte natural
  • Peixe
  • Espinafre
  • Berinjela
  • Beba pelo menos 1,5–2 litros de água pura por dia, isso inicia processos metabólicos no corpo, torna a pele mais elástica e saudável.
  • Beba água pelo menos 15 minutos antes de uma refeição e não antes de 15 minutos depois, mas é melhor aumentar o intervalo entre a comida e a água até 30 minutos.
  • Reduza a ingestão de açúcar tanto quanto possível.

É importante ressaltar que deve haver uma alimentação balanceada, e a mulher deve se alimentar a cada 3 horas para não alterar sua saúde e produção de leite. Mas lembre-se: com uma boa alimentação, seu bebê também ganha!

Não faça uma dieta severa – a rápida perda de peso afetará sua capacidade de amamentar. Uma dieta extrema coloca seu corpo em modo de jejum, e o estresse e a fadiga reduzem a quantidade de leite que você produz.

Além disso, quando você faz dieta demais, não consegue comer alimentos ricos em nutrientes suficientes, significa que seu bebê pode não estar recebendo todas as vitaminas de que precisa com o leite materno.

Exercícios para mulher com barriga flácida pós parto

Quando posso praticar esportes após o parto? Depois de um parto natural, você pode começar exercícios para fortalecer os músculos abdominais em 6-8 semanas. Após uma cesariana, comece a se exercitar somente após 2 a 2,5 meses.

Publicidade

Uma boa rotina de exercícios também é essencial para quem quer perder a barriga flácida no pós-parto. Existem vários tipos de exercícios que ajudam a atingir os objetivos. Podemos listar alguns deles como:

  • Abdominais
  • Corrida
  • Pular corda

Cada um desses exercícios tem um benefício diferente e requer um esforço diferente. Então, vamos falar em detalhes sobre cada exercício para que você possa entendê-los melhor.

Abdominais

Abdominal

Abdominal – Foto: Freepik

Eles são fáceis de fazer e você pode realizar praticamente em qualquer lugar. Por isso mesmo, é muito comum que os abdominais sejam um dos exercícios mais comuns de se fazer em casa.

Também é bom para a mãe, que pode se exercitar perto do bebê e ficar de olho nele o tempo todo.

Corrida ajuda contra a barriga flácida pós parto

Corrida

Corrida – foto: Freepik

Um tipo de exercício que vai requerer que você melhore com o tempo, mas trará resultados muito positivos além da diminuição da barriga flácida.

Primeiramente, correr é bom para o sistema cardiovascular, para a respiração e é uma ótima maneira de manter o corpo em movimento.

Pular corda

Pular corda

Pular corda – Foto: Freepik

Um tipo de exercício que pode ser bastante divertido e que também pode ser feito em casa. Apesar de ser mais pesado, pular corda cria ainda mais efeitos. Ótima opção para a mulher que quer perder a barriga flácida após o parto.

Quanto tempo levará para minha barriga voltar ao normal?

Todos nós já ouvimos histórias e vimos fotos de mães cujas barrigas estavam perfeitas logo após o nascimento. Isso acontece muito raramente.

A maioria das mulheres leva meses para se livrar da barriga flácida e, às vezes, ela não desaparece completamente.

Paciência é a chave. Sua barriga levou nove meses para se alongar para se ajustar ao bebê, então é lógico supor que levará pelo menos a mesma quantidade de tempo para que ela se retraia.

Primeiramente, a velocidade e a extensão dessa transição dependem muito do tamanho de seu corpo, de quanto peso você ganhou durante a gravidez, de quão ativa você é e de seus genes.

Assim, mulheres que ganharam menos de 14 kg e se exercitaram regularmente durante a gravidez, que estavam amamentando e tiveram apenas um filho, têm maior probabilidade de perder peso rapidamente.

O que posso fazer para melhorar a aparência da minha barriga?

Mulher com barriga flácida

Mulher com barriga flácida – Foto: Freepik

A amamentação ajuda, principalmente nos primeiros meses após o parto. As mulheres que amamentam queimam calorias extras para produzir leite, então tendem a perder peso mais rápido do que as mulheres que não amamentam.

O exercício também desencadeia contrações que ajudam a diminuir o útero. Mas muitas mães que amamentam dizem que é difícil para elas perderem os últimos 3-5 kg.

Alguns especialistas sugerem que o corpo armazena essas reservas extras de gordura para a produção de leite. Mas a ciência ainda não deu uma resposta definitiva a esta pergunta.