As mães de primeira viagem precisam saber uma série de informações, mas nem sempre têm acesso a esses conhecimentos. Por isso, fizemos um guia completo com diversos fatores que as mamães precisam conhecer para iniciar a maternidade da melhor forma possível.

Preparada para construir a sua história no papel de mãe? Esperamos que sim! Venha conosco.

Veja também: Saúde mental na maternidade: Cuidados importantes

O que as mães de primeira viagem precisam saber?

as mães de primeira viagem precisam saber

Mãe deitada no chão enquanto ergue o seu bebê. Foto: Freepik

Publicidade

Separamos diversas considerações que as mães de primeira viagem precisam saber para ter uma maternidade mais tranquila e saudável. Acompanhe:

1. Não queira fazer tudo sozinha – delegar e receber ajuda é bom e necessário!

Embora a maternidade possa ser o sonho de muitas mulheres, tenha o cuidado de não cair no erro de querer fazer tudo sozinha. Muitas pessoas ainda acreditam que podem dar conta de tudo (trabalho, alimentação, casa, saúde) sem precisar da ajuda de terceiros.

Mas, vamos combinar… Se já é difícil dar conta de tudo na nossa vida, imagina da vida de uma segunda pessoa, ou seja, do bebê? Pois é! Por isso, aceite ajuda de familiares. Além disso, aprenda a delegar aquelas atividades que não precisam ser executadas apenas por você.

A única tarefa que só você pode fazer é a de amamentar. De resto, tudo pode ser compartilhado com os seus familiares/parceiro(a).

Leia mais: Como evitar a ansiedade na maternidade?

2. O que as mães de primeira viagem precisam saber: Planeje uma rotina

as mães de primeira viagem precisam saber

Mãe com bebê no colo. Foto: Freepik

Publicidade

Antes de o seu bebê nascer, comece a pensar em uma boa rotina para ambos. Alguns questionamentos podem ajudar:

  • Em quais dias da semana você pretende sair para visitar familiares? E receber familiares em casa?
  • Qual será o horário do banho?
  • Quando você pretende cuidar da casa, caso não delegue? (Estabeleça um dia para isso).
  • Quais tarefas deverão ser executadas por você?
  • Quando você irá delegar algo? Como? Para quem?
  • Como funcionará a dinâmica de acordar no meio da noite para cuidar do bebê?
  • Quando você pretende dormir? Dica: o ideal é dormir quando o bebê dorme…
  • Como funcionará o seu banho? Combine com o seu parceiro que você tirará ao menos 1 hora por dia para se banhar e cuidar de si com calma, enquanto ele atende o bebê.

Esses são apenas alguns questionamentos que podem ajudar. Fique atenta ao que as mães de primeira viagem precisam saber para ter uma rotina qualificada!

3. Defina o seu orçamento e tenha uma reserva

as mães de primeira viagem precisam saber

Mãe com bebê no colo. Foto: Freepik

Se tem um assunto que as mães de primeira viagem precisam saber, é o de finanças. Muitas mulheres acabam se esquecendo da importância de se ter uma reserva de emergência, por exemplo, e esperam que simplesmente tudo aconteça dentro de um limite de orçamento específico.

Mas a verdade é que os imprevistos sempre aparecem. Sendo assim, você precisa ter em mente dois pontos primordiais, que são:

  • O orçamento mensal que você possui para cuidar do seu bebê.
  • Uma reserva de emergência para situações pontuais.

4. Inclua hábitos saudáveis na rotina, de acordo com o seu ritmo

Você precisa ter um plano para incluir hábitos saudáveis na sua rotina, de acordo com o seu ritmo pessoal. Isso significa que você deve recordar a importância de se alimentar adequadamente, ao mesmo tempo em que inclui exercícios físicos no seu cotidiano.

Publicidade

Sendo assim, tente encaixar exercícios que combinem com o seu novo estilo de vida: você pode se exercitar em casa, enquanto o bebê brinca quietinho; bem como pode fazer caminhadas com o bebê no carrinho.

Assim, mantém a vida ativa ao mesmo tempo em que está em contato com o seu pequeno.

Da mesma forma, lembre-se que para incluir hábitos saudáveis na rotina você precisa de uma dose de paciência. Afinal, as mães de primeira viagem precisam saber que tudo será uma constante adaptação, que pode demorar ou não.

Vá aos poucos, com calma e construa uma rotina saudável para você.

5. Monte um plano para o momento do parto

as mães de primeira viagem precisam saber

Mãe abraçando o seu bebê no colo. Foto: Freepik

Você sabia que montar um plano para o momento do parto também é muito importante? Afinal, trata-se de um acontecimento grandioso na vida de qualquer mulher, o que pode gerar uma certa ansiedade e até mesmo uma dose de medo.

Sendo assim, respire fundo e considere os pontos abaixo:

  • Analise se você vai ter um parto normal ou não;
  • Considere escolher o seu médico e já converse com ele;
  • Conheça a maternidade na qual você fará o seu parto;
  • Converse com alguma doula que possa acompanhar você;
  • Pergunte para outras mães o que elas fizeram para se preparar para o parto;
  • Converse com os profissionais da saúde para saber qual a melhor posição para fazer o seu parto;
  • Entre outras questões que podem trazer mais tranquilidade e confiança para você.

Veja também: Ansiedade e estresse: Seu filho sofre? Veja dicas para lidar com isso!

6. Converse com o seu ou sua parceira sobre as mudanças

A sua vida vai mudar. Você não será mais aquela mesma mulher que o seu parceiro ou sua parceira conheceu há alguns anos. Claro que você ainda será a mesma pessoa, mas você terá um novo papel para assumir em sua vida: o de mãe.

Conversar sobre isso com quem está ao seu lado é muito importante para evitar uma série de frustrações. Afinal, nos primeiros meses a vida sexual poderá ficar mais escassa, bem como os momentos a dois tenderão a diminuir.

No começo isso pode até parecer assustador. Mas com muito diálogo, amor e organização, essas mudanças “bruscas” poderão ser amenizadas. Apenas não fique forçando a barra para tentar manter a vida a dois de antes, e seja sincera quando se sentir pressionada.

7. Estude sobre a amamentação

as mães de primeira viagem precisam saber

Mãe e bebê sorrindo deitados na cama. Foto: Freepik

A amamentação é uma das coisas que as mães de primeira viagem precisam saber com bastante antecedência. Embora todo mundo saiba o que é amamentar, a realidade é que muitas mulheres não entendem tudo sobre o assunto, na prática.

Por isso, ler sobre amamentação e conversar com profissionais da saúde é de suma importância para não se assustar com os contratempos que podem surgir. Afinal, tudo é novo, e a mulher pode ficar com medo quando as mamas doerem ou os mamilos racharem, por exemplo.

A informação pode salvar a saúde e o bem-estar da mulher. Procure aprender mais sobre o assunto!

Veja mais: Até quando amamentar o filho? Qual a idade certa para parar?

8. O que as mães de primeira viagem precisam saber: Considere a fisioterapia

A fisioterapia pélvica também pode ser uma forte aliada das mamães de primeira viagem. Especialmente em casos que ocorre a laceração, por exemplo.

Além disso, muitas dúvidas sobre o assoalho pélvico, rotina miccional (de fazer xixi), e demais questões relacionadas à saúde íntima podem ser sanadas nas sessões de fisioterapia.

Veja mais sobre o assunto neste texto: Fisioterapia pélvica na gestação: O que é? Como funciona? Quais as vantagens?

9. Não se compare a outras mães e não permita palpites exagerados

Mãe com o bebê no colo. Foto: Freepik

Uma das principais coisas que as mães de primeira viagem precisam saber é com relação à comparação. Muitas cometem o equívoco de acompanhar outras mães nas redes sociais, por exemplo, enxergando apenas as “perfeições” delas. Como consequência, acabam colocando a própria saúde mental em risco, por se verem incapazes de atingir tais padrões.

Mas a verdade é que ninguém atinge esses padrões de perfeição. O que vemos como perfeito nas outras mulheres é, na verdade, apenas a pontinha da vida delas. Não podemos nos basear nas redes sociais!

Além disso, cada mulher tem a sua própria história, seus próprios desejos e limites. Ninguém possui a mesma trajetória. É injusto com você e com a outra mãe ficar se comparando. Respeite-se!

Veja mais: Estou exausta na maternidade: O que fazer?

10. O que as mães de primeira viagem precisam saber: Converse com o seu bebê

Foco nos pezinhos do bebê que está no colo da mãe. Foto: Freepik

Conversar com o seu bebê também é algo incrível. Afinal, a maior parte das mulheres tende a passar o dia sozinha em casa, com o bebê. Então por que não conversar com ele?

Você não precisa tratá-lo como um adulto. Mas saiba que essa conversação, de falar sobre as coisas da vida – de uma forma branda – auxilia, inclusive, no desenvolvimento cerebral do pequeno.

Converse com ele sobre os pets, sobre a casa, o dia, as suas vontades… Conte algumas histórias que aconteceram com você. Pode acreditar: quando você criar esse hábito, perceberá que isso criará um laço ainda mais forte entre você e o seu pequeno. Faça o teste!

11. Aproveite para voltar a ser criança em alguns momentos – brinque, cante, dance…

Sem dúvidas, as mães de primeira viagem precisam saber disso: vocês podem voltar a ser criança, pelos menos em algumas partes do dia!

Aproveite para cantar músicas infantis, brincar de boneca e carrinho, rabiscar papéis, dançar… Sente-se no chão, deite, divirta-se no quintal sem se preocupar com a sujeira na roupa, e assim por diante.

Mãe dando um beijo no seu bebê. Foto: Freepik

Permitir-se é essencial para ter uma maternidade mais sadia e mais leve. Você não precisa bancar “a madura” o tempo todo. Mas sim, pode muito bem investir em momentos de criancice para aproveitar ainda mais a companhia do seu bebê.

Isso poderá mudar a sua vida! Pode acreditar.

Veja agora: As melhores brincadeiras antigas para ensinar aos seus filhos