Infelizmente, ainda vemos muitas mulheres dizendo “estou exausta da maternidade” devido à sobrecarga que essa posição pode representar em algumas circunstâncias.

Se você tem se sentido dessa forma, primeiramente, gostaríamos de dizer que queremos ajudar você! Por isso, fizemos este conteúdo com o intuito de proporcionar algum acolhimento para com a sua situação.

Para isso, sugerimos que você leia este material até o fim. Esperamos lhe ajudar!

Veja mais: Autocuidado na maternidade – Dicas importantes

Publicidade

Estou exausta na maternidade: O que fazer?

estou exausta na maternidade

Vetor de mãe cansada e estressada com os filhos à sua volta. Foto: Freepik

Estou exausta na maternidade, o que posso fazer?

Se esse questionamento acima tem se tornado muito recorrente na sua vida, saiba que você não está sozinha.

Infelizmente, vemos que a maternidade ainda é muito “empurrada” para as mulheres, de uma forma nada saudável. Dito de outro modo, a romantização da dor ainda é uma realidade, uma vez que vemos a maternidade sendo comparada ao ato de ser “guerreira”, “suportar todas as coisas”, e assim por diante.

Embora essa posição realmente exija uma determinada força da mulher, ela não deve ser um castigo/tortura. Ela deve proporcionar momentos de realização, mesmo em meio às dificuldades que podem surgir.

Porém, quando a exaustão materna aparece e a mulher não consegue mais encontrar subsídios para lidar com tudo isso, está mais do que na hora de corrigir essa situação.

Publicidade

Para isso, considere as nossas sugestões abaixo e boa sorte!

1. Comece a delegar mais as tarefas

Não tenha medo de delegar mais as tarefas cotidianas. Ainda vemos aquela ideia de que a mulher deve arcar “com tudo” sendo muito disseminada, mas ela é errônea. Ninguém nasce com superpoderes para ter que suportar todas as coisas sozinho. Por que as mulheres teriam que ter essa força acima do real?

Sendo assim, comece a delegar aquelas tarefas que estão sobrecarregando a sua vida. Não tenha medo de deixar o seu filho na escola. Não tenha medo de contratar uma babá. Também, não tenha medo de pedir ajuda na limpeza da casa. E assim por diante.

Veja mais: Perguntas de autoconhecimento: Toda mãe precisa fazer!

2. Fuja de comparações e do perfeccionismo

estou exausta na maternidade

Mãe bocejando cansada ao lado do bebê. Foto: Freepik

Não caia naquele erro de ficar se comparando com outras mulheres mães. Você não precisa ser “perfeita” e tampouco igual a outra mãe para ser considerada boa no que faz.

Publicidade

Foque em dar amor e cuidado ao seu filho, não levando em conta as histórias alheias. Afinal, seria completamente injusto com você e com todas as outras mulheres as quais você tem se comparado, não é mesmo? Uma vez que cada uma possui uma história diferente.

Estou exausta na maternidade – 3. Converse com alguém de confiança

Converse com alguma amiga ou familiar quando começar a dizer “estou exausta na maternidade”. Às vezes, algum amigo pode ser o nosso porto seguro nos momentos mais difíceis, viabilizando uma “descarga” das emoções e nos ajudando a enxergar novas perspectivas e caminhos.

4. Procure ajuda psicológica e conte que você tem dito “estou exausta na maternidade”

Da mesma forma que você pode conversar com alguém de confiança, o discurso “estou exausta na maternidade” também pode entrar em pauta na psicoterapia.

Com a ajuda de um psicólogo você poderá entender melhor o que sente, deseja, teme, e assim por diante. Quem sabe, começa a organizar ainda mais a sua mente e viabiliza um desenvolvimento maternal mais saudável, não é mesmo?

5. Entenda os seus limites e respeite-os

Mãe ao lado do berço do bebê com expressão de cansada. Foto: Freepik

Você já parou para pensar nos seus limites pessoais? Conhece cada um deles? Ou nem faz ideia do que é capaz de suportar e do que é impossível aceitar?

Dependendo das suas respostas, talvez o ideal seja praticar o autoconhecimento. Quando você diz “estou exausta na maternidade”, muitas vezes pode estar dizendo que está exausta de passar dos seus limites. Porém, até que ponto você tem responsabilidade sobre esses limites pouco respeitados?

Comece a se conhecer melhor. Entenda o que pode ser um problema em sua vida e não tenha medo de pedir ajuda nesses momentos. Só tenha o cuidado de não “forçar a barra demais”, toda vez.

Estou exausta na maternidade – 6. Procure estabelecer hábitos saudáveis

Na medida do possível, estabeleça hábitos saudáveis para a sua rotina. Cuide do sono, da alimentação, dos exercícios e pratique atividades que geram prazer e bem-estar. Tudo isso pode lhe ajudar a ter uma vida ainda mais saudável e mais leve, diminuindo as tensões geradas pela maternidade.

7. Seja sincera com o seu parceiro ou parceira

Não fique escondendo as suas dores por medo do que o seu parceiro ou parceira irá pensar. Você tem todo o direito de falar como se sente e, ainda, tem todo o direito de dividir as demandas da maternidade/paternidade.

Sendo assim, converse com quem está ao seu lado e seja sempre sincera. Isso ajudará a manter a sua rotina mais equilibrada e menos desgastante.

Veja mais: Saúde mental na maternidade: Cuidados importantes

8. Não se cobre tanto para não precisar dizer “estou exausta na maternidade”

Cuidado com a autocrítica exagerada! Você não deve se cobrar tanto a ponto de se sentir sempre insuficiente. Isso irá minar a sua saúde mental a ponto de você dizer “estou exausta na maternidade”.

Portanto, novamente reiteramos: respeite os seus limites e aceite os seus pontos fracos. Saiba lidar com quem você é sem se comparar ou buscar um padrão inatingível. Você merece gentileza, não cobrança excessiva.

9. Foque no que está ao seu alcance

Mãe exausta com bebê no colo e casa bagunçada. Foto: Freepik

Pare de ficar pensando em tudo o que poderia ter sido se você tivesse feito X ou Y. Mas sim, foque no aqui e no agora, considerando o que está ao seu alcance – e não fora dele.

Lembre-se de que não temos controle sobre todas as coisas, mas sim, podemos e devemos dar a nossa atenção aquilo que é executável, sem ficar “perdendo tempo” com pensamentos repetitivos sobre coisas que nunca serão atingidas.

Por exemplo, se você está doente, não fique se culpando. Você não tem um controle total sobre isso e deve respeitar o seu corpo. Faça o que está ao seu alcance e pare de querer ultrapassar limites.

Estou exausta na maternidade – 10. Cuide das suas emoções

Respeite e cuide das suas emoções. Elas caminham com você todos os dias, e devem sempre ser respeitadas.

Comece a se ouvir melhor. Fale sobre o que você sente, procure entender os gatilhos por trás das emoções… Pense antes de agir, e cuide da sua mente evitando situações de extremo estresse e ansiedade.

Tudo isso, somado, poderá lhe ajudar a lidar com esse sentimento de exaustão.

Mulher cansada deitada ao lado do seu bebê. Foto: Freepik

Esperamos ter contribuído de alguma forma. Qualquer coisa, deixe um comentário aqui abaixo. Até a próxima!

Fique agora com estas ideias: