Se tem algo desafiador na maternidade e paternidade é como incentivar a criança a comer bem, não é mesmo? Pensando nisso, elaboramos um guia que pode te ajudar na hora entender melhor a tarefa que é alimentar bem as crianças!

As crianças seguem os exemplos que têm em casa, seja na alimentação ou em outros quesitos, por isso é importante que os pais sejam bons exemplos e entendam que tudo relacionado às crianças demanda tempo. Afinal, elas estão aprendendo e se desenvolvendo aos poucos. Por isso, estabelecer uma rotina é importante para o desenvolvimento de seus filhos.

E em se tratando da alimentação, diversos quesitos são importantes para estabelecer essa rotina saudável de uma criança. Vamos entender melhor neste texto? Acompanhe!

Leia também: Como organizar o lar depois que os filhos saem de casa?

Publicidade
incentivar a criança a comer bem

Menina comendo fruta na mesa. Foto: Canva.

Guia de rotina de alimentação para incentivar a criança a comer bem

O processo de transição da introdução alimentar até o momento em que os filhos decidem que já sabem comer sozinhos é desafiador, a gente sabe. Mas, faz parte de seu desenvolvimento e é super comum.

Faça seu Chá de Fraldas AGORA!
Vai organizar seu Chá de Fraldas?
Organize sua festinha em minutos!
👪 Lista de Presentes Virtuais
🎉 Informações da Festa
💌 Lindos convites online
📑 Confirmação de Presença
🎁 Presentes Personalizados
🥳 Ideal para qualquer evento
Faça seu Chá de Fraldas AGORA!

Os pais vão se deparar com muitas questões, como no caso de os pequenos não gostarem de um alimento que nunca provaram ou só quererem comer um determinado tipo  de comida todos os dias.

Criar uma criança é mesmo um desafio! Concorda?

Por isso, seja paciente e crie um ambiente acolhedor para seu filho se sentir à vontade para compartilhar suas vontades e desejos sempre que necessário. Assim ele confiará em você e se sentirá mais confiante para explorar o mundo e suas possibilidades.

Nesse cenário, alguns ponto vão te ajudar a incentivar a criança a comer bem e vão facilitar essas tarefa:

Publicidade
  1. Estabelecer rotina;
  2. Variedades de alimentos;
  3. Deixe seu filho participar;
  4. Deixe o ambiente mais atrativo;
  5. Faça escolhas de utensílios adequadas à idade;
  6. Respeite as vontades de seu filho;
  7. Encoraje-o sempre que possível;
  8. Façam suas refeições juntos;
  9. Faça as comidas favoritas de seu filho;
  10.  Deixe a criança criar independência. 

Agora vamos compreender mais a fundo cada ponto apresentado. 

1. Estabelecer rotina

É muito importante compreender que ter uma rotina é fundamental para uma criança. Ela deve ter seus horários estabelecidos, como a hora de acordar, de comer, de brincar e de dormir. 

Assim, com uma rotina pré-estabelecida, a mente da criança se acostuma com os horários e a faz sentir fome nos momentos certos. A partir disso, você poderá trabalhar outras etapas importantes para incentivar a criança a comer bem. 

Veja também: 7 coisas que não podem faltar na alimentação de uma criança!

2. Variedade de alimentos

Muitas vezes, as crianças não comem bem por não ter muitas opções de alimentação. O arroz e feijão são os alimentos mais presentes na casa dos brasileiros, são ricos em vitaminas e devem estar presentes na alimentação de seu filho, e isso é claro. 

Porém, para além disso, sempre procure (conforme suas condições permitam) apresentar a seus filhos outros tipos de preparo dos alimentos básicos, para o melhor estímulo de sua alimentação.

Publicidade

Além disso, evite a todo custo alimentos processados. Sempre prefira frutas, verduras, legumes e proteínas naturais, afinal, elas serão mais saudáveis para seu filho. Assim sendo, sempre aposte em saladas e frutas para combinar com a refeição. 

incentivar a criança a comer bem

Menina comendo em pé. Foto: Canva.

3. Deixe seu filho participar

Um passo importante para incentivar a criança a comer bem é deixá-la participar das escolhas dos alimentos que vão compor seu prato e também da produção.

Ou seja, deixe ele escolher entre o tomate ou o repolho, entre o frango ou o peixe, brócolis ou cenouras. As opiniões e desejos dela devem ser levados a sério, sempre deixando claro que ela tem opções. Mas lembre-se de sempre apresentar alimentos saudáveis para que ela escolha entre eles. 

Além disso, deixe-o participar da limpeza, do preparo e do processo de servir o alimento no prato. Uma criança participativa é uma criança que vai se desenvolver melhor e isso implica na sua alimentação. 

Veja mais: 10 dicas para ajudar na alimentação das crianças!

4. Deixe o ambiente mais atrativo

Muitos podem acreditar que um ambiente atrativo demais pode deixar a criança desconcentrada, mas na medida certa a criança pode se envolver mais com a hora da refeição, pode colaborar com o processo de abrir o apetite e aumentar o interesse da criança para os alimentos. 

Por isso, estimule a criança a se servir sozinha, e deixe que ela use as mãos para sentir os alimentos que ela vai consumir. Invente brincadeiras divertidas, conte histórias, fale da origem dos alimentos.

  • Dica: evite ao máximo a utilização de telas na hora das refeições, elas distraem e podem causar vícios na criança, como o de comer só quando estiver assistindo algo, o que não é nenhum pouco benéfico.

5. Faça escolhas de utensílios adequadas à idade

De acordo com a idade de seus filhos, é importante que os utensílios sejam adequados, ou seja, se você tiver um bebê, utilize colher de silicone para que não machuque a gengiva do seu pequeno. 

Utilize talheres menores para seus filhos, e pratos e copos que sejam de seus personagens preferidos, com as cores favoritas. Afinal, utensílios temáticos podem ser um bom atrativo para a hora da refeição. 

Opte por pratos e copos de plástico para evitar acidentes e para o uso de utensílios de vidro ou de qualquer outro material que possa quebrar é sempre bom estar atento e supervisionar o momento que seu filho está comendo. 

Veja também: Alimentação para fortalecer a imunidade infantil ajuda?

incentivar a criança a comer bem

Menina mordendo um pimentão. Foto: Canva.

6. Respeite as vontades de seu filho

Uma criança pode ter desejos diferentes dos adultos, e isso é um fato. Eles se alimentam diferente, comem menos e isso deve ser levado em consideração pelos pais. 

Se a criança deseja comer sozinha, deixe que ela explore isso, não se importe com a sujeira, o desenvolvimento do seu filho é mais importante que isso. Incentivar a criança a comer bem e sozinha é um passo essencial para que ela se torne independente. 

Deixe que a criança explore os alimentos e, se ela não gostar de determinado alimento, não force. Espere outro momento para fazer uma nova tentativa com o ele. 

Além disso, se seu filho já comeu determinada quantidade de comida e não quer mais, é importante que não insista. Até porque, comer muito nem sempre é o melhor. Não force mais do que ele suporta, dessa maneira a hora da refeição pode se tornar algo ruim para criança, gerando ansiedade e desconforto. 

  • Dica: Consulte um pediatra para entender as necessidades do corpo do seu filho e sempre ofereça alimentos diversos e ricos em vitaminas para ele. 

7. Encoraje-o sempre que possível

Um passo muito importante na criação das crianças é torná-las independentes, então, sua missão como responsável é deixar que ela cometa erros e aprenda com eles.

Deixe a criança criar autonomia, deixe ela se alimentar sozinha, que faça sujeira, que se divirta… deixe a criança entender que o momento de fazer as refeições é um momento importante e que ela pode participar ativamente.

Não puna seus filhos por fazer sujeira. Sempre ensine e acolha seu filho para que ele se sinta mais estimulado a comer bem. 

Leia mais: Boa alimentação para crianças: 10 dicas para te ajudar!

incentivar a criança a comer bem

Criança sorrindo enquanto come na mesa. Foto: Canva.

8. Façam suas refeições juntos

Se você quer incentivar a criança a comer bem de forma efetiva, mostre a ela que você se alimenta bem.

Se possível, realize as refeições junto das crianças. Mostre a elas que você também consome verduras, legumes e frutas. Deixe seu prato sempre colorido, assim como os delas, pois assim as crianças não verão esses itens como obrigação e sim como algo comum na refeição de todos. 

Mostre que você gosta dos alimentos, deixe seu filho saber que eles fazem bem e não são forma de puni-lo. 

Os pais são exemplos constantes na vida dos filhos, por isso, mantenha sua alimentação saudável, assim seus pequenos terão bons exemplos e poderão se sentir mais incentivados a comer bem. 

9. Faça a comida favorita do seu filho

Separe pelo menos um dia da semana para fazer a refeição preferida de seu filho. Essa é uma ótima maneira de fazer com que o momento da refeição seja algo agradável e que seu filho goste de participar.

Pergunte a ele sobre seus gostos e desejos para o dia, pois esse pequeno gesto pode tornar a criança mais aberta para comer melhor.

Leia mais: Bebê está pronto para a Introdução Alimentar

10. Deixe a criança criar independência

Como já comentado a criança precisa criar independência, por isso, ela deve ser incluída nas decisões sobre as refeições do dia e ser convidada a participar do passo a passo do preparo das refeições.

Seu filho precisa ser estimulado a ser independente, deixe que ele erre e acerte, apoie ele sempre e ajude-o a se desenvolver.

Deixe que se suje durante a refeição, que sinta os alimentos, sua textura e sua temperatura. Só cuidado para que não se machuque com comida quente. 

Estimule a coordenação motora sempre que possível, sendo em momentos de refeição ou não, assim, na hora de comer, o seu filho já vai estar mais à vontade para se alimentar com autonomia. 

incentivar a criança a comer bem

Criança comendo na mesa. Foto: Canva.

Estimule a sua paciência durante o processo!

Por fim, incentivar a criança a comer bem com toda certeza é uma tarefa que exige paciência e que os pais estejam dispostos a estimular seus filhos corretamente. Então, dentro de suas condições, sempre aplique boas ações nas refeições. 

Lembre-se sempre que a base de tudo é o exemplo e a compreensão por parte dos pais. Que vocês possam sempre entender o lado de seus filhos. 

Deixe a criança à vontade e escute-as. Ofereça alimentos nutritivos e fuja dos processados e das bobagens que possam prejudicar a saúde das crianças. 

Com essas dicas, seu filho vai passar a se alimentar melhor e, quem sabe, você também!

Veja agora: