“Quando vou ouvir o coração do bebê?”. Veja a resposta!

Por 0 Comentários


Se você está à espera do primeiro filho, provavelmente já se perguntou quando é que o seu pequeno vai mexer na barriga, o que a criança sente no útero e, até mesmo, quando será que, finalmente, você vai conseguir ouvir o coração do bebê. Enquanto as duas primeiras perguntas eu já respondi aqui no blog (clique nos links para descobrir as respostas!), hoje eu falo sobre a terceira. Trata-se de uma dúvida muito importante que seja esclarecida, inclusive, pois o coração do bebê é um indicador significativo da saúde dele ainda dentro da barriga.

Quer então saber quando chegará o momento de ouvir o coração do bebê pela primeira vez? Confira a seguir:

ouvir o coracao do bebe

Imagem: 123RF

Ouvindo o coração do bebê

Na terceira semana de gravidez o coração do feto começa a se formar. Para esse processo, dois tubos se juntam e dão origem a cinco estruturas: dois bulbos, um ventrículo, um átrio e um seio venoso. Está reconhecendo os nomes? Pois é, tudo isso origina o tubo cardíaco que, na quinta semana, se divide em cavidades. Aí é lá pela oitava semana que o coração está pronto!

Os batimentos cardíacos são perceptíveis por meio de ultrassom. A partir da quinta semana, no ultrassom transvaginal, dependendo da sensibilidade do aparelho, já é possível ouvir o o coração do bebê. Mas se você já chegou a essa fase e não conseguiu escutar o som do seu bebê, não se preocupe: na maioria dos exames desse tipo só se consegue ouvir o coração do bebê a partir de 6 semanas e meia.  No consultório, os batimentos podem ser identificados a partir de 12 semanas, por meio do ultrassom morfológico.

Contudo, mesmo nesse exame, pode não ser fácil para o médico localizar o coração do bebê. Mas não se preocupe: será mais simples encontrá-lo a partir de 16 semanas. E outro método para ouvir os batimentos da criança é pelo uso do estetoscópio de Pinard, ferramenta que o médico coloca no ouvido dele e na sua barriga. Aqui, você não vai conseguir ouvir, apenas o profissional, a partir da 20ª semana.

Exames importantes para o coração

Por volta da 12ª e 13ª semanas de gestação, o médico já consegue detectar alterações no coração. Às vezes, problemas no desenvolvimento de partes do órgão podem ocorrer, e exames realizados ainda durante o pré-natal são capazes de detectá-los. Com o exame de ultrassom, o médico pode fazer um primeiro diagnóstico e, depois, com um ecocardiograma fetal, é possível atestar alguma anomalia.

E se o meu bebê tiver algum problema de coração ainda no útero?

Entre as alterações identificadas no coração do bebê ainda na fase fetal está a bradicardia fetal, que é quando o coração bate em um ritmo mais lento, e a taquicardia fetal, em que o ritmo fica mais acelerado. Nesses casos, para tratar, o médico pode optar por receitar medicamentos para a mãe, aplicar injeções no próprio feto ou até mesmo recorrer à implantação de marcapasso no bebê.

Em outros casos, quando há grandes chances de o bebê morrer se não houver intervenção cirúrgica ainda no feto, cirurgias podem ser realizadas para salvar o pequeno.

Lembrando também que, nas primeiras 24 horas após o parto, deve ser feito na criança o teste do coraçãozinho, que serve para detecção precoce de doenças no coração do bebê.

A importância do batimento cardíaco

Eu tenho certeza de que você vai se emocionar ao ouvir o coração do bebê pela primeira vez e você terá motivos de sobra para comemorar! Isso porque o batimento cardíaco indica não só que a criança está se desenvolvendo, mas também que as chances de ocorrer um aborto natural diminuíram significativamente!


 



Arquivado em: Gravidez Tags:

Deixe seu comentário