Se você está grávida, aposto que uma das perguntas que não sai da sua cabeça é: “quando meu bebê vai mexer dentro da barriga?”. Essa é uma das maiores ansiedades das futuras mamães durante a gestação (especialmente as de primeira viagem, que estão descobrindo as aventuras dessa fase tão gostosa).

Ainda não teve essa sensação? Então não se desespere: demora um pouquinho mesmo para o filhote dar as primeiras mexidas mais intensas (e perceptíveis do lado de fora). Nesse post tem tudo explicado sobre esse processo, vem ver!

barriga de gestante

barriga de gestante. Foto: freepik

Primeiras sensações: Quando o bebê vai mexer?

É entre a 18ª e a 20ª semanas que, geralmente, você conseguirá sentir o bebê mexer na barriga pela primeira vez. Provavelmente você perceberá de início alguns movimentos suaves (algumas mães chegam a se referir a eles como cócegas, bem de leve; ou então um peixe nadando, uma borboletinha batendo assas lá dentro ou, ainda, pequenas explosões na barriga).

Publicidade

Esses movimentos podem ser chutes, socos ou mesmo cabeçadas. Para sentir melhor quando seu bebê vai mexer, experimente comer algo e, depois, deitar com a barriga para cima. Normalmente é após a ingestão de alimentos que o pequeno se mexe com mais frequência, pois fica com mais energia.

E por que antes não dá para sentir o bebê?

Nessa fase das primeiras mexidas, o filhote costuma ter cerca de 800 g e 18 cm, ou seja, um tamanho considerável para “marcar presença” e você sentir o bebê mexer na barriga! Antes, porém, ele era muito menor, e o volume de líquido amniótico acabava sendo bem maior que o próprio bebê inteiro (daí não dá para sentir muita coisa mesmo).

É já a partir da décima semana que o feto pode começar a se mexer, mesmo que você ainda não sinta. Nesse período, ele faz movimentos como abrir a boca, se esticar, virar a cabeça e até mesmo levar as mãos ao rosto. Já às 11 semanas, o pequeno boceja e, às 14, movimenta os olhinhos.

É interessante lembrar que mães que já tiveram o primeiro filho costumam observar que o bebê vai mexer antes (pois já conhecem as sensações e sabem identifica-las com mais facilidade).

fases da gestação

fases da gestação. Foto: freepik

Publicidade

Os movimentos aumentam com o tempo?

O que começa como uma sensação suave de movimentos, com o tempo, acaba se transformando em algo mais intenso. Isso porque, à medida que o bebê cresce na barriga, trancos e chutes acabam ficando mais fortes (e podem ser, inclusive, cambalhotas!).

Às 24 semanas pode ser que você sinta, ainda, uns pulinhos dentro da barriga. Isso nada mais é do que o bebê soluçando!

Vale destacar ainda que um pouquinho antes, lá pelo terceiro mês, o aparelho auditivo do bebê já consegue perceber sons. Ou seja: pode conversar com ele, colocar uma música que você goste ou tocar instrumentos musicais perto da barriga, que ele pode ouvir e reagir.

Porém, chegando perto do final da gravidez, você vai notar movimentos menos intensos. Isso também é resultado do crescimento do feto que, chegando perto das paredes da barriga, acaba ficando com um espaço limitado.

Contudo, por esse mesmo motivo, é possível que essa movimentação nos últimos meses incomode um pouquinho a mamãe (pelos chutes e cabeçadas nas costelas e outros órgãos internos).

Agora sinto o bebê se mexer na barriga: Qual a sensação?

  • Algumas mulheres o descrevem como o bater de uma borboleta ou a asa de um anjo.
  • Outros sentem aceleração como uma sensação de cambalhota ou espasmos.
  • E outros ainda acham que parece bolhas ou gás.
bebê mexendo

bebê mexendo. Foto: freepik

Publicidade

Lembre-se de que a altura do fundo do útero (parte superior do útero) ainda é relativamente baixa quando ocorre o aceleramento, então preste atenção na parte inferior do abdome para sinais de movimento fetal.

Ao passar para o segundo e terceiro trimestres, você notará os movimentos com mais frequência e poderá até ter uma boa ideia de quais partes do corpo estão dando esses golpes!

Por que você deve monitorar os movimentos do seu bebê

O movimento regular permitirá que você e seu médico saibam que seu filho está crescendo e se desenvolvendo ativamente no útero.

Lembre-se de que cada bebê se move de acordo com seu próprio padrão, e o que é normal para outra pessoa pode não ser normal para você. Acompanhe quando seu bebê está mais ativo e quando é mais provável que esteja descansando.

Se ele mantiver um padrão consistente de movimento, é provável que tudo esteja progredindo normalmente. Um benefício adicional é que você começará a formar um vínculo com seu bebê à medida que aprende sua rotina e cronograma de movimentos.

gestante com pelúcia

gestante com pelúcia. Foto: freepik

Movimentos a serem observados

Perto do final da gravidez, você pode sentir movimentos fetais e bolhas de gás ao mesmo tempo. Você provavelmente conseguirá identificar os movimentos do bebê, mas as bolhas de gás têm maior probabilidade de causar dor abdominal. O movimento fetal pode ser desconfortável, mas geralmente não é doloroso.

Se os movimentos do seu bebê diminuíram, chame o seu médico, porque ele provavelmente vai querer dar uma olhada no seu filho. Se você estiver perto do dia do parto, seu bebê irá naturalmente desacelerar seus movimentos, pois fica grande demais para se mover confortavelmente.

 

Veja também:

O que o bebê sente dentro da barriga?