Cuidados indispensáveis na gestação: Estrias, melasma, acne, sensibilidade… Junto com o corpo e o psicológico é normal que a pele mude muito durante a gestação. Alguns fatores como as estrias tem uma causa mais óbvia: o crescimento do corpo para a gestação do bebê. 

Mas, porque a gravidez afeta também a cor da pele e o toque? Entenda a seguir essas mudanças e como se cuidar nesse momento tão especial. 

Por que a pele muda durante a gravidez? 

Mulher jovem fazendo máscara purificante no rosto. Foto: Freepik

A sensibilidade da pele acontece por causa das alterações vasculares, ou seja, surgem mais vasos sanguíneos. O que pode causar vermelhidão, irritação e essa sensibilidade ao toque. 

Publicidade

As modificações pigmentares, como melasma, aumento de sinais na pele e escurecimento da aréola mamária (os mamilos) acontecem por causa de um estímulo fisiológico do organismo feminino nessa fase. Eles não vem, necessariamente, por causa da exposição excessiva ao sol. Mas, se você possui tendência a manchas, melasmas, sinais e acne, isso pode ser potencializado na gestação. 

Já as famosas estrias são marcas de degradação das fibras de elastina, aquelas responsáveis pela elasticidade da nossa pele. As causas vão desde quando há um crescimento excessivo de alguma região do corpo, ganho peso, falta de hidratação nessas regiões onde é comum aparecer as marcas até hereditariedade. 

Como prevenir as manchas na pele durante a gestação

Cuidados indispensáveis na gestação

Mãos femininas passando filtro solar. Foto: Freepik

Duas palavras: filtro solar! Indispensável antes, durante e depois da gravidez, o filtro deve ser aplicado até para ficar em casa. Quando aplicado junto, ou na rotina, com um hidrante, ainda melhor porque favorece a elasticidade da pele. 

Antes de correr para a farmácia e escolher o produto que mais te agrada, é importante consultar um médico especialista. Alguns dermocosméticos são contraindicados durante a gestação então é necessário adequá-los para essa fase, assim como para as necessidades da sua pele. Há compostos com um poder de penetração tão forte que podem atravessar a placenta. Retinol e ureia, por exemplo, são dois compostos contraindicados. Assim como produtos com excesso de cafeína! 

Como sumir com as estriar durante a gravidez 

Cuidados indispensáveis na gestação

Mulher grávida segurando jarra e copo de água. Foto: Freepik

Publicidade

O estiramento da pele é constante na gravidez, principalmente na barriga, quadril e seios. Logo, é normal que as estrias apareçam! Não precisa esquentar a cabeça com isso. Mas, para cuidá-las hidratação é o caminho. 

Prefira por componentes mais naturais e com alto poder de hidratação como óleos mineiras e de amêndoas e manteiga de karité. Também consulte um médico antes de decidir pelo hidratante preferido. Assim como o filtro solar, os cremes podem conter ingredientes contraindicados para sua gestação ou seu tipo de pele. 

Não esqueça de beber água em abundância também! A hidratação exterior é ótimo, mas é importante manter a hidratação de dentro para fora também. Aposte também em uma bruma ou água termal hidratante, para refrescar a pele durante o dia. 

Invista em cremes, brumas e protetores sem aroma! Os perfumes muito intensos podem ser gatilhos para os enjoos e nauseas. Imagina comprar um creme caro e não conseguir usá-lo por causa do cheiro?!

Cuidados indispensáveis na gestação – A acne na gravidez 

Cuidados indispensáveis na gestação

Mulher jovem com toalha branca enrolada na cabeça espremendo espinha na testa. Foto: Freepik

Durante a gestação, acontece uma hiperatividade das glândulas sebáceas. O que significa que a pele e os cabelos podem se tornar mais oleosos durante esse período. Colado às alterações hormonais, algumas mulheres sentem uma melhora na pele e no cabelo, enquanto outras se queixam de queda e acne. 

Publicidade

O que vai acontecer, é um pouco imprevisível. Mas a pele costuma dar sinais. A acne costuma aparecer principalmente no rosto, pescoço, colo e dorso, onde há uma produção maior das glândulas sebáceas. Alimentos gordurosos como farinha branca e açúcar podem contribuir para o aparecimento de espinhas. Calor e aplicação de produtos contraindicados também podem prejudicar a cútis. 

Para tratar a pele é importante ter o acompanhamento de um dermatologista que indique os produtos corretos para fazer a limpeza da cútis, o tratamento das lesões e a estabilização da oleosidade. Limpeza de pele profissional pode ser feita durante a gestação, mas tratamentos mais invasivos como peelings químicos e ácidos devem ser evitados. 

Cuidados indispensáveis na gestação – Cuidados especiais com as unhas

Mão feminina em fundo rosa segurando lixa de unha e esmalte. Foto: Freepik

Durante a gestação, você pode notar algumas alterações na saúde das unhas. Principalmente no primeiro trimestre, é normal que perceba-se menos brilho, fraqueza, descamação e crescimento mais lento. 

Para ajudar no fortalecimento das unhas, a alimentação é fundamental com uma dieta rica em proteína. Cuidados diretos também podem contribuir: capriche da hidratação das unhas, prefira removedores de esmalte sem acetona, aposte em luvas e protetores para lavar a louça e fazer atividades que deixam as mãos imersas na água por muito tempo. 

A fraqueza não dura pra sempre. Inclusive, algumas mulheres podem vivenciar o contrario. Por causa da grande circulação do sangue, não é incomum encontrar gestantes que percebam um crescimento bastante alavancado nas unhas! Qualquer uma que sejam as alterações, elas costumam voltar ao normal depois de 6 meses após o parto. 

Cuidados indispensáveis na gestação – A rotina também pode mudar para os cabelos 

Diferente dos outros processos, o cabelo costuma passar por duas fases. Durante a gravidez ele engrossa e apresenta saúde, enquanto após o parto ele pode cair e quebrar. O que acontece nos nove meses é que a fibra do cabelo costuma engrossar e por causa disso a queda se reduz. 

Depois do parto, todo esse cabelo que cresceu e engrossou durante esses meses passa para a fase final do crescimento ativo. Então, na verdade, a queda não é do cabelo normal mas esse crescimento em excesso que aconteceu durante a gestação! 

Pode parecer assustador presenciar a queda do seu cabelo, ainda mais em uma fase delicada como o puerpério. Mas o que acontece é a comparação da diferença, o cabelo engrossa e depois volta ao normal. Nada preocupante! 

Caso perceba alergias um quedas muito acentuadas, elas podem elas ligadas a quedas hormonais ou alergias, por exemplo. Por isso, um dermatologista especialista também deve ser consultado nesse caso. 

Quais a dicas que não podem faltar na sua rotina de pele? Conta para gente nos comentários!