No meu mundo ideal, bebês recém-nascidos teriam unhas que só precisariam ser cortadas depois que eles completassem 3 ou 4 meses de vida. Isso porque dá uma aflição enorme aparar as unhas de um ser tão pequenininho! Se você já é mãe, sabe do que eu estou falando. E se está grávida, pode esperar: uma das primeiras coisas com que você terá que se preocupar quando chegar em casa será em como cortar as unhas do bebê.

unha do bebe

Imagem: Beauty Heaven

Alguns bebês já nascem com unhas enormes, e por isso podem arranhar o rosto se você não tomar alguns cuidados. Se seu filhote nascer no inverno, você poderá colocar luvinhas para evitar os arranhões; mas se seu filho nascer no verão (como a minha), não vai dar para adiar por muito tempo os cuidados com as unhas. De início elas são muito molinhas, e minha dica é que você apenas lixe (com uma lixa bem fininha, pois se usar uma lixa grossa há o risco de machucar seu dedinho). Eu ganhei uma ao sair da maternidade, e foi a única coisa que usei para aparar as unhas de Catarina no primeiro mês. Aliás, uma dica é tentar tirar o excesso de unha do bebê com os dedos da mãe. A unha é tão mole que você consegue tirar as lasquinhas passando de leve a sua unha (e dessa forma não há como machucar o bebê).

Depois de um tempo, naturalmente, a unha do bebê ficará mais grossa, e apenas uma lixa não será o suficiente para apará-la. Há no mercado kits de manicure para bebês (como o da imagem abaixo), com uma tesoura sem ponta e um mini-cortador (que muitos conhecem como Trim). Eu praticamente não usei a tesoura, acho mil vezes mais fácil usar o cortador. Corte as unhas retas, sem aprofundar muito nos cantos para que não haja risco da unha encravar e inflamar o dedo do filhote. Não custa lembrar: tesouras, cortadores e lixas que forem usadas no bebê são apenas dele e não devem ser compartilhadas pelo resto da família.

Publicidade

tesoura e cortador de unhas para bebê

Você verá que as unhas das mãos crescem bem mais rápido do que as dos pés, e será necessário que você as apare aproximadamente uma vez por semana (às vezes com frequência até maior!). Já as unhas dos pés são lentas (ufa!), e só precisam ser aparadas uma ou duas vezes no mês. Como os bebês se mexem demais (e você precisa que ele fique imóvel para que não corte um pedacinho do dedo junto!), corte as unhas enquanto ele dorme. Ou se seu bebê só dormir com reza brava (clique para ver toda minha saga de problemas como sono) e você preferir nem encostar nele quando finalmente ele dorme, corte durante a mamada (eles ficam tão molengas e relaxados que a tarefa ficará mais fácil).

Não tenha medo de cortar as unhas: você consegue!