Estudar em casa com as crianças não precisa ser difícil e trabalhoso. Com essas dicas, iremos te ajudar a tornar esse momento mais prazeroso!

A pandemia causada pelo coronavírus causou várias transformações na realidade das pessoas. Entre elas, a adaptação dos ambientes de casa, que passaram a ser também um lugar de estudo e trabalho.

Com o isolamento social sendo necessário, muitas empresas passaram a atuar em Home Office, com seus funcionários trabalhando exclusivamente de casa. Assim com elas, as escolas também passaram a atuar de maneira remota, com os alunos estudando em seus lares.

Sabemos que estudar em casa pode não ser uma tarefa muito fácil, né? Com as crianças então, é ainda mais trabalhoso… Mas, calma! Nada de pânico, porque iremos te ajudar com várias dicas fundamentais sobre como estudar em casa com os baixinhos.

Publicidade

Seguindo as dicas abaixo, você irá passar por essa etapa de maneira muito mais tranquila e prática! Vamos lá?

 estudar em casa

Menina sentada na sala, acenando para sua professora em aula online. Crédito da foto: Freepik

Estudar em casa com as crianças pode ser algo muito proveitoso e útil para o aprendizado dele, que se tornará mais autônomo e independente ao final dessa fase.

Com o isolamento social, muitas escolas se viram obrigadas a fechar e tornar suas aulas remotas, através de vídeo-chamadas na casa de cada aluno.

Com essa nova prática, o ensino à distância se consolidou e segue em constante crescimento em todo o mundo. Porém algumas pessoas ainda têm dificuldade em se adequar ao método.

Se você é uma delas, leia nossas dicas a seguir!

Publicidade

1) Ofereça um ambiente de estudos adequado

Em primeiro lugar, uma notícia reconfortante! As crianças possuem muita facilidade com os meios digitais, por já terem nascido nessa geração.

Elas são consideradas “nativas digitais” e já possuem uma desenvoltura maior e mais natural com a internet, o que facilita todo o processo de aprendizado das atividades virtuais.

No entanto, mesmo que as crianças tenham mais familiaridade com esse universo, são necessários o apoio e orientação dos pais e professores, para que os mesmos possam estudar remotamente de maneira eficiente e proveitosa. Mas como?

O primeiro passo é oferecer um ambiente de estudos adequado. Isto é, estudar deitado na cama ou na frente da TV não é legal, porque é inadequado e pode distrair o pequeno.

O ideal é ter um cantinho separado para essa atividade em si, para que ele consiga estudar nas condições devidas. Pense em um local que não tenha (ou que tenha mínimas) distrações externas. Tente deixar silencioso e iluminado, bem como arejado e ventilado.

É preciso que o ambiente também tenha espaço para apoio de computadores, cadernos e materiais necessários para o aprendizado e a realização das práticas de estudo. Uma mesinha ou escrivaninha são ótimas opções! Pode ser na mesa normal também, desde que organizada.

Publicidade

2) Elabore uma rotina de estudos em casa

É fundamental criar uma rotina de estudos em casa, como se seu filho estivesse realmente na escola. Isso o ajudará a encarar os estudos com mais facilidade e torná-las um hábito em seu dia a dia.

Para isso, tente manter os mesmos horários no qual a criança já estava acostumada, bem como tomar café e se vestir como se estivesse realmente em sala de aula. Nada de ficar de pijama o dia inteiro, ok?

Manter um horário diário reservado para estudar é essencial para naturalizar a prática e não torná-la apenas um compromisso a mais para a criança. A vida continua, afinal de contas!

3) Faça pausas para o descanso

Estudar é muito importante, mas é igualmente importante ter um tempo para descansar e brincar. Como se fosse o recreio, é fundamental separar um momento de lazer.

Por isso, faça intervalos entre os estudos e não sobrecarregue seu filho. Ele não deve ficar o tempo todo estudando sem nenhuma pausa, mesmo que em casa.

Não é uma boa ideia sobrecarregar a criança, ainda mais nesse momento tão delicado e difícil em que ela já está privada de suas demais atividades. Isso pode fazer com que ela acabe nutrindo um desprazer pelo estudo em casa.

Além disso, nosso cérebro consegue se manter focado de verdade nas atividades apenas por alguns minutos. Exceder esse tempo não irá fazer com que ele atinja melhores resultados, mas ao contrário, pode atrapalhar e desestimular a criança em seus estudos em casa.

Então, lembre-se de respeitar os intervalos e intercalar momentos de estudo com momentos de lazer, porque ele é muito importante para o processo de desenvolvimento da criança em geral, bem como para manter sua saúde física, emocional e mental.

4) Ajude, mas preserve a autonomia da criança

Ajudar é sempre bem-vindo, mas não tirar a autonomia da criança. Em outras palavras, ajude seu filho na organização das tarefas, no planejamento do estudo, mas deixe que seu filho tente executar as demais ações sozinha.

É importante que ela aprenda a fazer sozinha as tarefas de casa e tenha autonomia para realizá-las do modo que ela se sentir mais confortável e confiante. Deixe que seu filho seja o protagonista no processo de aprendizagem, mas claro, se ele lhe pedir ajuda, atenda ao pedido!

Quando a criança faz sozinha, ela se sente mais confiante e independente. Assim, esse momento tende a ser mais interessante e prazeroso, além de se criar um senso de responsabilidade maior da criança com seu desenvolvimento.

 estudar em casa

Menino sentado na mesa assistindo à aula online, de frente ao laptop. Crédito da foto: Freepik

5) Converse com seu filho sobre esse momento

Conversar com seu filho é fundamental, pois nesse momento tão complicado é normal que as crianças fiquem ansiosas, estressadas, cansadas e entediadas (assim como os adultos!).

Afinal de contas, esse momento de isolamento é difícil para elas. Por isso, é preciso ter empatia e entender suas dores, bem como tentar ajudá-las.

Explique para seu pequeno a real importância de continuar estudando em casa. Mostre-se disponível para conversar com ele sobre seus sentimentos e sobre as formas que ele prefere estudar em casa.

6) Pergunte se ele entendeu a aula ou tarefa

Pergunte ao seu filho se ele entendeu e peça para que ele explique sobre o que foi a aula, ou o que ele teve que fazer na atividade.

Caso ele tenha tido dificuldades, tente compreender para que juntos possam trabalhar os melhores caminhos e métodos para tornar o aprendizado mais prazeroso e efetivo. Se preciso, converse com os professores e pedagogos também!

Além disso, perguntar sobre o que foi a aula é uma ótima maneira de fazer com que a criança relembre o conteúdo e assimile melhor o que aprendeu. Habilidades como a comunicação e o poder de síntese também serão estimuladas, outro ponto positivo.

Estudar em casa: 7) Incentive seu filho

Incentivar seu filho é fundamental! Elogie suas tarefas bem feitas, corrija quando necessário (mas de maneira gentil) e não faça críticas desnecessárias.

Continue alimentando constantemente o interesse dos seus filhos pelos estudos. Comemore todas as pequenas vitórias com ele e dê dicas de como superar as dificuldades enfrentadas.

Tudo isso ajudará a manter a motivação da criança com seus estudos e a impulsioná-lo em seu processo de desenvolvimento.

Estudar em casa: 8) Se não souber algo, pesquise

A verdade é que os pais não sabem tudo. E está tudo bem! Caso seu filho tenha alguma dúvida que você não saiba responder na hora, pesquise, por que não?

Demonstre para a criança que esse processo de pesquisa é algo normal e estimulante para nosso aprendizado. É bom pesquisar para aprender coisas novas!

Mostre para os maiorzinhos como eles podem tirar dúvidas online de modo seguro, em fontes confiáveis.

 estudar em casa

Menina sentada na mesa estudando na frente do computador. Crédito da foto: Freepik

Extra: mais dicas de como estudar em casa sozinho

​​​​​​​Além das dicas acima, veja também essas dicas extras para a criança estudar em casa sozinha!

  • A internet é uma ótima aliada nesse momento. Existem diversos aplicativos, sites e plataformas, inclusive gratuitas, que podem complementar o processo de aprendizado da criança em casa.
  • Faça brincadeiras e jogos educativos! Essa é uma ótima forma de estimular a criança de maneira leve, atrativa e interativa. Use a criatividade!
  • Disponibilize alguns livros para ele ler, sobre temas que ele goste, com ilustrações e textos curtos e legais, próprios para a faixa etária dele. Quais assuntos ele gosta? Animais, paisagens, espaço, contos de fadas? Existem livros para todos os assuntos! Essa é uma ótima atividade, que irá incentivar ainda mais seu gosto pela leitura.
  • Troque experiências, dicas e dificuldades com pais que estejam passando pelo mesmo cenário que você. Trocar figurinhas é uma boa para ajudar a vencer alguns dos desafios de como estudar em casa com os filhos e compartilhar informações!

Viu só? Estudar em casa com as crianças pode ser sim divertido. É um desafio, assim como tudo na vida, mas com certeza você e sua família passarão por esse momento juntos.

Os estresses e aborrecimentos são normais, porém com essas iniciativas simples e fáceis de serem adotadas, vocês conseguirão se planejar e estudar em casa de forma muito mais tranquila e produtiva!

Leia também: