A quarentena no Brasil, contra o coronavírus, ainda não tem previsão para acabar. E, por causa disso, muitas famílias estão buscando passar esse período em lugares mais confortáveis e espaçosos que seus lares convencionais. Entre casas de campo, sítios e casas de praia, o que une todos esses locais é sair de casa com as crianças – e pior, muitas vezes pegar a estrada durante a pandemia!

Mas, como fazer essa mudança de um local para o outro em meio a um cenário tão delicado e perigoso? O que levar, como se comportar na estrada e quais as medidas de segurança para não colocar a vida da família e de outras pessoas em risco?

Confira a seguir, algumas dicas para isso. 

 

Publicidade

Quarentena não é férias, só saia de casa com as crianças se for extremamente necessário 

Mãe colocando a máscara no filho criança. Foto: Freepik

O momento de isolamento social não tem nenhuma função recreativa. Muito pelo contrário. A vida continua a mesma mas se adaptando à distância. Ou seja, o correto é não fazer viagens recreativas, para lugares com outras pessoas que não estavam isoladas com você, hotéis, pousadas ou por meio de transportes com alta circulação de gente como aeroportos e rodoviárias. 

Então, a opção mais segura é o transporte por carro e para uma casa também isolada, apenas com as pessoas da sua casa habitual. 

 

Os cuidados que devem ser tomados na estrada

De preferência, é melhor não ir para um local que exija muitas horas de viagem ou uma pernoite, por exemplo. Essas paradas desnecessárias e dormir em um local desconhecido aumentam muito as chances de contato com o vírus. O que torna perigoso não apenas para a sua família, mas para outras pessoas que tiverem contato com vocês. Muitos casos do coronavírus são assintomáticos. 

Então, a melhor opção é viajar direto! Melhor ainda se for sem fazer paradas para ir ao banheiro ou abastecer. Se for o caso, e se for realmente necessário, certifique-se que todos estarão usando máscaras, que tenha álcool ou sabão e água para fazer a higienização correta das mãos, e deixar o sapato fora da casa quando chegar!

Publicidade

 

Snacks são essenciais para sair de casa com as crianças 

Opções de lanches saudáveis para crianças. Foto: Freepik

Sempre rola aquela fome e vontade de fazer um lanchinho durante a viagem. Porém, em condições de isolamento social, essa é a maior cilada! Além de ser um gasto extra, em um momento de super contenção financeira para algumas famílias, o contato com locais possivelmente infectados é ainda maior. 

Nesse caso, prefira levar tudo que precisa dentro do carro! Água, sanduíches, frutas, bolachas e lanchinhos que sejam da preferência das crianças, mas que também deem sustância e tenham algum valor nutricional. O mesmo vale para os adultos. 

 

O horário da viagem é crucial 

Se possível, é ótimo conciliar o horário da viagem com o momento de soneca ou a hora de dormir das crianças. Possivelmente, os pequenos acabam dormindo, e isso ajuda para que a viagem seja menos estressante e também passe mais rápido. 

Publicidade

Evitando possíveis brigas, manhas, e muuuuitas perguntas de “falta muito para chegar?”. Essa tática ajuda também na agilidade dos pais, de evitarem tantas paradas na estrada. 

 

Não esqueça de fazer a manutenção do carro – sempre!

Mão conferindo motor do carro. Foto: Freepik

É bom dar um check-up no carro antes de pegar a estrada, para evitar perrengue! O básico que dá pra fazer em casa mesmo: óleo, água, pneus, extintor de incêndio, bateria e faróis. Não esqueça também de conferir se as cadeiras das crianças estão dentro dos parâmetros necessários. 

 

Chegando no destino 

Sapatos para fora e lavar as mãos! Antes de qualquer coisa, essas devem ser as medidas ao entrar no novo local. Se possivel, trocar as roupas também é uma boa. Depois de desfazer as malas, é bom deixar tudo limpinho e secando no sol.

Sobre mercado e itens essenciais: só de máscara ou delivery! É importante ter a consciência social e evitar o contato com outras pessoas, pelo bem de ambos os lados. 

 

Ao sair de casa com as crianças, evite o grupo de risco

Mãe e filho usando um tablet. Foto: Freepik

Não vale procurar um local mais confortável para quarentenar, e ir para a casa dos avós das crianças. Manter o grupo de risco (doentes crônicos e idosos) isolados, é uma recomendação super importante e que deve ser seguida não importa o que! 

Como falamos no começo do texto, essa oportunidade de sair de casa para outro local é realidade para algumas pessoas, mas deve ser feita com consciência. Evite entrar em contato com pessoas que podem ser afetadas. Mesmo que você não tenha sintomas, ainda pode carregar o vírus!