Próximo a data prevista do parto, qualquer sintoma é sinal de alerta para as mamães! Um deles é a perda do tampão mucoso. Ele é produzido pelo corpo já nos primeiros meses de gestação e funciona como uma “rolha” que fecha o colo do útero, ou seja, impede que a dilatação ocorra e evita infecções uterinas por bactérias e corpos estranhos. Leia a seguir as quatro dúvidas mais frequentes sobre o assunto. 

Perder o tampão mucoso dói? 

Médica examinando gestente. Foto: Freepik

Não dói e muitas vezes a perda pode passar despercebida! Facilmente confundido com o corrimento branco, o tampão mucoso podem variar de gestação para gestação. Nem sempre a perda ocorre como imaginamos: de uma vez só. Ela pode acontecer de forma super espaçada e, em outros casos, apenas durante o trabalho de parto. 

A única maneira de ter certeza que o tampão saiu é por meio do exame de toque feito pelo obstetra. 

Publicidade

Por que o tampão mucoso sai?

Protetor diário e relógio em fundo azul. Foto: Freepik

Ele costuma sair quando ocorre uma baixa hormonal no corpo da gestante, o que a prepara para o trabalho de parto e não necessariamente indica um trabalho de parto iminente. A perda do tampão mucoso pode acontecer até três semanas antes do nascimento do bebê, entre a 37 e a 42 semana de gestação! 

Suas características mais comuns são: 

  • Corrimento gelatinoso inteiro ou em fragmentos. 
  • Textura de clara de ovo, gelatinosa e amolecida. 
  • Cor transparente, esbranquiçada, amarelada ou avermelhada, avermelhada ou amarronzada. 

O bebê corre algum risco de saúde?

Imagens do ultrassom. Foto: Freepik

Em alguns casos, o tampão pode ser expelido ainda em fases iniciais da gravidez. A situação, por si só, não representa nada grave, mas deixa o bebê mais suscetível a infecções nesse período. O normal é que o corpo produza, sozinho, um novo tampão, evitando outros problemas. 

Porém, se ele for expelido após o segundo trimestre, pode existir a possibilidade de um parto prematuro. Em qualquer uma das situações, o obstetra deve ser avisado para que os exames e o acompanhamento médico necessário seja feito!

Publicidade

Médico ou maternidade?

Bolsa azul com fraldas e mamadeira. Foto: Freepik

Se suspeitar que perdeu o tampão, avise seu obstetra antes e espere os sintomas do trabalho de parto! Porém, não precisa se desesperar. A perda do tampão pode acontecer a partir da 36 semana de gravidez, e marca o “início do fim”. Então, nem sempre o parto vai acontecer tão cedo, pode ser que demore até algumas semanas após a perda. Por isso, é importante ficar alerta para os outros sintomas do trabalho de parto como rompimento da bolsa de água e contrações frequentes e regulares.