10 cuidados que os pais devem ter com os bebês no inverno

Por 0 Comentários


Inverno é sinônimo de cuidado redobrado com a nossa saúde e a dos nossos filhos, não é mesmo? Preocupação, aliás, que não é à toa, já que essa época do ano é bastante propícia para o aparecimento de diversas doenças, como as famosas gripes e resfriados. E o que dizer então sobre quem tem um bebê em casa – um serzinho tão frágil que parece ficar doente a qualquer espirro nas proximidades? Mas calma: dá para tentar evitar que ele fique doentinho, sim – é só ver as dicas desse post, importantes para cuidar da saúde do seu pequenino nesse inverno (e que funcionam!). Confira, que vale a pena!

Imagem: 123RF

1. Mantenha o filhote bem agasalhado: para manter o bebê quentinho e confortável, vista-o em camadas: um body por baixo, depois uma calça e enfim um macacão. O ideal são as peças de algodão, que não provocam alergia e mantém os pequenos aquecidos. Quando sair de casa, ainda vale colocar no filhote luvas e gorrinhos, para aquecer as extremidades do corpo (que são as regiões mais frias!). E fique de olho se o bebê transpirar ou se irritar (sem motivo aparente), pois pode ser sinal de calor (e daí vale tirar uma camada de roupas).

2. Priorize as visitas a pessoas mais próximas: é bastante comum encontrarmos pessoas resfriadas durante o inverno, por isso vale restringir as saídas com o bebê aos parentes e amigos mais próximos. Como são pessoas íntimas, provavelmente te avisarão caso não estejam muito bem de saúde, para adiar a visita (e, assim, não correr o risco de prejudicar o pequeno). Fique também atenta às visitas na sua casa, e, se notar alguém doente, vale deixar o pequenino em outro cômodo (e depois arejar bem a casa!).

3. Evite locais com muitas pessoas: ainda no sentido da dica anterior, é importante evitar lugares fechados com aglomeração de pessoas (como restaurantes, cinemas – lembrando que há sessões do Cinematerna, em que é possível levar bebês). Essa recomendação é válida porque são esses ambientes os mais propícios para a proliferação dos vírus – afinal, são maiores as chances de se encontrar alguém doente ali e de ter contato com secreções infectadas dessas pessoas (e, assim, ficar doente também!). Pense: se nós já corremos o risco de ficar doente só de encostar em uma maçaneta (que alguém coçou o nariz e encostou ali antes), imagine um bebê que coloca a mão em tudo e depois a leva à boca? Lembre também que aglomerados não são nada recomendados para bebês com menos de dois meses, por conta das vacinas que ainda não têm idade para tomar.

4. Preste atenção aos horários: se sair de casa com o bebê em um dia frio, opte por passeios entre 10h da manhã e 17h, pois fora desses horários a temperatura costuma estar mais baixa, e o ar mais gelado. Ah, e observe se o carrinho de bebê do seu filho possui protetor nas laterais contra o vento, pois vale usá-lo (caso não tenha, você encontra peças avulsas para comprar).

Veja também: 7 dicas para manter o seu bebê quentinho durante o dia e à noite

5. Cuide da hidratação: geralmente, ouvimos que devemos ingerir bastante líquido no verão. Contudo, no inverno também é fundamental não descuidar da hidratação, sabia? Isso porque, com o tempo seco e frio, beber água é muito importante para lubrificar as vias aéreas – o que previne infecções respiratórias, além de gripes e resfriados. Se o filhote estiver na fase da amamentação exclusiva, não precisa oferecer água a ele (pois o leite materno já contém a quantidade suficiente que o pequeno precisa). Agora, para os mais velhos, vale ficar de olho e incentivá-los a beber bastante água nesse período.

6. Não esqueça dos banhos de sol: essa é mais uma dica que parece de verão, mas é muito importante segui-la no inverno também. A exposição ao sol (com os devidos cuidados, é claro) é a forma mais eficiente de absorver vitamina D, nutriente necessário para o nosso crescimento (e, por isso, tão fundamental aos pequenos). Então não abandone os banhos de sol no inverno e, também, invista em alimentos que contenham vitamina D para oferecer ao filhote nesse período.

7. Aposte nos melhores alimentos: se o seu bebê já passou da amamentação exclusiva, alguns sucos e outras receitinhas podem ser grandes aliados para turbinar a imunidade no inverno e manter as doenças longe. Aqui no blog eu já contei para vocês quais os melhores alimentos para o inverno (ou seja, aqueles cuja colheita é justamente nessa época do ano e são ricos em propriedades benéficas ao fortalecimento do organismo). Vale inseri-los no cardápio durante esses meses!

8. Tenha cuidado na hora do banho: dar banho no bebê durante o inverno exige bastante atenção. É preciso levar em conta o melhor horário, a temperatura da água, do banheiro, além dos produtos que serão utilizados para higienizar o filhote. Quer saber como fazer as escolhas certas? Nesse outro post tem tudo e mais um pouco sobre banho no frio, vale a pena conferir.

9. Prepare o berço: quando for colocar o bebê para dormir no frio, vale a mesma regra que falei para as roupinhas: vista-o em camadas (mas, daí, pode ser com um pijama de flanela no lugar do macacão). Já em relação ao berço, o ideal é evitar o uso de cobertores e edredons, para que o pequeno não corra risco de sufocação. O mais indicado, se estiver muito frio, é colocar o filhote em um saco de dormir.

10. Mantenha as mãos sempre higienizadas: cuidados básicos de higiene são fundamentais para evitar o contágio por vírus. Isso vale para todos os dias do ano, é claro, mas vale reforçar no inverno, quando as chances de contaminação são maiores. Então, antes de pegar o pequeno no colo, lave as mãos e as mantenha sempre limpas, especialmente depois que voltar da rua. E não tenha vergonha de pedir essa cautela às visitas que forem ver o bebê também!


 



Arquivado em: Cuidados diários Tags:

Deixe seu comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!

Cadastre seu email e receba nossos posts. Clique no email de confirmação que você receberá para ativar o recebimento!