O sal de Epsom é conhecido também como sal amargo, mas na verdade, o seu nome químico é sulfato de magnésio.

Esse é um mineral excelente, que tem propriedades anti-inflamatórias, além de ser antioxidante e relaxante.

Todas as suas funções, se relacionam ao equilíbrio do mineral magnésio no organismo, o que favorece a produção de serotonina.

Para obter os benefícios do composto, você pode ingerir ou adicionar ao banho, por exemplo. Mas é importante seguir as recomendações de um profissional de saúde.

Publicidade

De qualquer forma, esse texto vai te apresentar informações muito importantes sobre o sal de Epson e os seus benefícios para a saúde e perda de peso.

O que é o sal de Epsom?

sal de epsom

Sal de epsom. Fonte: Freepik

O sal de Epsom é um composto químico conhecido como sulfato de magnésio. Ou seja, é a união entre os elementos magnésio, enxofre e oxigênio.

Descoberto na Inglaterra, esse composto é totalmente diferente do sal de cozinha comum, composto por cloro e sódio (cloreto de sódio).

Apesar de ter o nome sal e ser um pó branco, o sal amargo não é usado na culinária por causa do seu sabor desagradável.

No entanto, ele é frequentemente usado de forma terapêutica, como sal de banho. Isso porque promove o relaxamento do corpo.

Publicidade

Apesar do sabor forte e desagradável, algumas pessoas consomem o sal amargo dissolvido na água, com o intuito de ter benefícios na saúde e para emagrecimento.

A humanidade já utiliza esse composto há séculos, sobretudo para o tratamento de insônia, fibromialgia e constipação.

A maioria dos benefícios acontece porque há um maior equilíbrio na quantidade de magnésio presente no organismo.

Esse mineral é essencial para várias atividades metabólicas. Dessa forma, o consumo do sal de Epsom beneficia todo o organismo.

O sal de Epsom ajuda a emagrecer?

sal de epsom

Sal no pote. Fonte: Freepik

Como você viu no tópico anterior, o sal de Epsom é um composto muito usado como forma de terapia alternativa.

Publicidade

E ele serve bem para diversos problemas de saúde, sendo que alguns desses usos foram comprovados cientificamente.

Inclusive, o sulfato de magnésio é muito usado em tratamentos para a pele e, também para ajudar no emagrecimento.

Antes de seguir falando sobre essa questão, é importante deixar bem claro que não existe uma fórmula mágica que faça emagrecer.

Ou seja, de nada adianta consumir o sal de Epsom, se você não mantiver uma alimentação equilibrada e um nível elevado de atividades físicas.

Sendo assim, o sal amargo é excelente como um auxiliar no processo de perda de peso, mas jamais será capaz de agir sozinho.

Então, se você precisa emagrecer, consulte um endocrinologista, nutricionista e demais profissionais de saúde que possam te auxiliar com esse processo.

Assim, se eles julgarem necessário, você pode começar a usar o sal de Epsom como estratégia auxiliar.

Mas como ele funciona? Por que ajuda a emagrecer? Veja um pouco sobre isso nos próximos tópicos.

O sal de Epsom é uma excelente fonte de magnésio

sal de epsom

Sal grosso no pote. Fonte: Freepik

O magnésio é um dos minerais mais importantes para o organismo humano, visto que ele está envolvido em mais de 325 reações bioquímicas.

Sendo assim, é essencial, sobretudo para o sistema nervoso e cardiovascular. No entanto, a maioria das pessoas não ingere quantidades satisfatórias diariamente.

Além disso, os fitatos e oxalatos presentes na dieta interferem na absorção desse mineral, diminuindo ainda mais o aproveitamento.

Sendo assim, a ingestão do sulfato de magnésio ajuda a manter as funções vitais. Ademais, é essencial para o metabolismo e saúde de maneira geral.

E o bom funcionamento do organismo e reações metabólicas é essencial para qualquer pessoa, mas especialmente as que precisam diminuir a massa corporal.

Estimula o funcionamento intestinal

Outra questão relacionada ao sal de Epson e sua contribuição para o emagrecimento é que a substância melhora o funcionamento do intestino.

Isso porque o magnésio presente na composição ajuda a atrair a água para o cólon. Assim, melhora a movimentação intestinal e alivia a prisão de ventre.

Inclusive, frequentemente utiliza-se uma quantidade elevada de sulfato de magnésio como laxante antes de exames, por exemplo.

Esse efeito laxativo acontece em um período entre 30 minutos e seis horas após a administração.

Então, é justamente esse efeito que contribui para diminuir o inchaço abdominal e melhorar a digestão. Isso ajuda bastante no processo de emagrecimento.

Mas é preciso ingerir apenas a dose indicada por um profissional de saúde, pois há risco de cólicas e desidratação.

Controle do sono e do estresse

Manter níveis sanguíneos de magnésio adequados ajuda a diminuir os níveis de estresse. Isso é fundamental para quem deseja emagrecer.

Isso porque o estresse leva as pessoas a um maior consumo de alimentos, devido à ansiedade. Além disso, níveis adequados de magnésio ajudam a equilibrar o sono.

Tal fato se deve ao magnésio estar envolvido na transmissão dos sinais cerebrais e, também na ação dos neurotransmissores.

Ter boas noites de sono e diminuir os níveis de estresse é fundamental para todas as pessoas. Mas isso é ainda mais importante para quem está em processo de emagrecimento.

Diminuição do inchaço

O sal de Epsom é conhecido por ter um efeito positivo na diminuição do inchaço, eliminando assim o excesso de líquidos do organismo.

Pouco se sabe ainda sobre esse efeito, mas de qualquer forma, isso beneficia o processo de emagrecimento.

Além disso, o sulfato de magnésio ajuda a diminuir o inchaço e a dor relacionados a processos inflamatórios.

Algumas pessoas relatam que ingerir ou tomar banho com sal amargo alivia os sintomas incômodos da artrite e fibromialgia.

O sal melhora o desempenho e recuperação na atividade física

sal de epsom

Sal grosso branco e vermelho – Foto: Freepik

Ingerir ou tomar banho com o sal de Epsom ajuda atletas e praticantes de atividade física a se recuperarem mais rapidamente.

O composto ajuda tanto na diminuição de dores musculares, quanto no alívio das cãibras comuns após o exercício.

Isso ocorre porque o magnésio é muito útil para que o organismo utilize adequadamente a glicose e o ácido lático acumulado.

Assim, o sal de Epsom é ótimo para quem quer emagrecer e precisa ter um bom desempenho nas atividades físicas.

E como ajuda na recuperação, contribui para uma maior frequência dos exercícios.

Mas atenção, porque algumas pessoas relatam que o banho com sulfato de magnésio é bom para isso.

No entanto, não existem evidências científicas que comprovem isso. Então, se você quer realmente ter esse benefício, precisa ingerir o sal de Epsom diariamente.

O sal de Epsom também é usado em tratamentos estéticos

Pouca gente sabe disso, mas o sal de Epsom também é excelente para a saúde da pele e dos cabelos.

Um dos principais usos é em esfoliações, feitas para diminuir a quantidade de acne e espinhas na pele.

Fazer isso é muito simples. Basta colocar um pouco desse sal nas mãos, umedecer um pouco e começar a esfoliar o rosto delicadamente.

Isso é excelente para limpar profundamente a pele e remover as impurezas dos poros. Para isso, basta uma colher de chá de sal amargo para o rosto todo.

E se você quiser uma esfoliação mais suave, pode misturar o sulfato de magnésio a um creme para o rosto.

Nesse caso, o sal de Epsom serve para qualquer tipo de pele. Então não existem contraindicações do seu uso.

Então, na pele esse composto pode te beneficiar, sem provocar danos ou apresentar riscos para a sua saúde.

Posso mesmo usar sal amargo no cabelo?

Muita gente usa também o sal de Epsom no cabelo para aumentar o volume. Nesse caso, você deve misturar o sulfato de magnésio ao condicionador.

Então, depois de lavar o cabelo normalmente, você deve passar o condicionador e deixar agir por pelo menos vinte minutos. Feito isso, basta enxaguar.

No entanto, esse uso do sal de Epsom é controverso, visto que a maioria das empresas de cosméticos evita adicionar sal às composições.

Isso porque o sal teoricamente prejudica a saúde dos fios e promove uma desidratação. Sendo assim, esse uso não é recomendado por não ter comprovação.

Como é o banho relaxante com sal de Epsom?

Existem várias maneiras de se utilizar o sal de Epsom e, uma delas é fazer o banho relaxante. Sabe-se que o magnésio é fundamental para as reações do organismo e, que ajuda no relaxamento.

Por isso, muita gente utiliza o banho com sal amargo como forma de relaxar o corpo, principalmente depois de dias estressantes.

Isso é ainda melhor se você fizer o banho em uma banheira. Afinal, quando o sal amargo se dissolve na água, libera os íons sulfato e magnésio.

Então, depois de dissolvidos na água, os íons entrariam na pele, agindo assim sobre o organismo.

Por mais que essa absorção não seja comprovada cientificamente, ainda assim muita gente adora fazer esse banho relaxante.

De qualquer forma, a água morna vai te ajudar a relaxar e aliviar o estresse do dia a dia.

De qualquer maneira, se você quiser fazer o banho com sal de Epsom, encha a sua banheira e adicione duas xícaras de sal amargo.

Então, fique na água por pelo menos quinze minutos.

Mas se você não tem uma banheira e mesmo assim quer fazer o banho com sal de Epsom, basta espalhar o sal pelo corpo todo e, depois basta enxaguar.

Entretanto, usado dessa forma o sal passa bem menos tempo em contato com a pele. Por isso, a absorção é menos eficiente.

Como tomar o sal de Epsom

A melhor forma de utilizar o sal de Epsom é ingerir o sulfato de magnésio diluído em água. Mas você precisa aprender a fazer isso corretamente para evitar problemas.

Antes de mais nada, é preciso lembrar que você jamais deve consumir o sal amargo sem a recomendação de um médico.

Isso principalmente porque o sal tem efeito laxante e, quando ingerido em excesso provoca problemas gastrointestinais e dores abdominais.

Ademais, o consumo sem recomendação, pode ser perigoso para a sua saúde de maneira geral, podendo provocar reações graves.

Qual é a dose recomendada?

Primeiramente, se você for consumir o sal de Epsom diluído em água, compre um produto que seja seguro. Ou seja, que seja descrito realmente como medicamento.

Esses produtos vêm com bula e, a leitura dela é muito importante. Além de seguir as orientações do profissional de saúde, respeite as informações contidas na bula.

De acordo com as indicações gerais, você deve consumir de 2 a 6 colheres de chá de sal de Epsom diluído em água.

Isso equivale a de 10 a 30 gramas diariamente. Mas é claro que o seu médico pode mudar essa recomendação de acordo com as suas necessidades.

Então, é importante que você fale sobre os seus objetivos. Emagrecer, melhorar a função intestinal e o metabolismo são alguns deles.

Crianças também podem usar o sal amargo, mas nesse caso a dose recomendada é de apenas 1 ou 2 colheres ao dia.

Apesar da dose recomendada ser bem maior, para qualquer pessoa o ideal é começar com quantidades menores para testar a tolerância do organismo.

Então, comece o tratamento com 5 ou 10 gramas por dia e veja se o seu organismo reage bem. Se não houver nenhum problema, então você pode aumentar a dose.

Cuidado com o uso do sal de Epsom

De maneira geral, o Sal de Epsom é um composto muito seguro. Apesar disso, algumas reações desagradáveis surgem com o consumo oral em excesso.

O efeito laxante é o mais intenso. Por isso, a substância pode provocar diarreia, vomito, inchaço abdominal e dores.

Se o seu intuito for consumir o sal amargo para melhorar o funcionamento do intestino, tome cuidado com as doses.

Além disso, beba muita água para aliviar os sintomas ruins e evitar a desidratação.

Por fim, se você quer usar esse composto para o emagrecimento, tenha bastante cuidado. Ter um intestino que funciona bem é ótimo, mas é preciso cuidado.

Se você exagerar na dose, poderá sofrer com inflamação intestinal e irritação da mucosa local.

Ademais, isso diminui a absorção de nutrientes fundamentais, prejudicando assim a sua saúde.

Conclusão

O sal de Epsom é muito usado para melhorar a saúde da pele e para o emagrecimento. Mas apesar de relativamente seguro, é preciso ter muito cuidado com o consumo e pedir indicações a um profissional de saúde.