Para manter a pele bonita e saudável em casa, é preciso ter alguns cuidados diários. Eles são fundamentais, já que o dia a dia pode acabar influenciando em nossa pele negativamente, com alguns fatores externos como: mudanças de temperatura, poluição, clima, bactérias, excesso de maquiagem,  descuidos na remoção da maquiagem, etc.

Alguns fatores internos também influenciam, como: estresse, alimentação, hormônios, medicamentos, etc. Tudo isso pode danificar a sua pele, comprometendo a saúde e a aparência dela.

Mas como manter a pele bonita e saudável em casa? O que fazer para evitar esses problemas? Não é preciso muito, porém é preciso ter uma rotina dedicada à pele. Confira nossas melhores dicas e siga os passos abaixo!

pele bonita

Mulher sorridente, com a mão no rosto. Fundo branco. Crédito da foto: Freepik

Publicidade

1. Invista na hidratação para deixar a pele bonita

Seja pelo sol forte, seja pelo clima mais frio do inverno, a sua pele precisa de uma boa hidratação. Em épocas mais frias, transpiramos menos, por isso é o momento certo para caprichar no uso do hidratante.

Já no verão, a pele precisa de atenção em dobro. Especialmente quem costuma abusar do sol e da praia. Os banhos de mar ou piscina podem deixar a pele ressecada, daí a importância de usar o hidratante para restaurar a região.

Portanto, o hidratante é um grande aliado para manter a pele bonita, macia e livre de ressecamentos.

Por outro lado, o banho quente e o sabonete eliminam a gordura natural, fazendo com que a pele perca água.

Além disso, aplicar o creme hidratante logo após o banho, com a superfície ainda úmida, é uma ótima opção, para uma hidratação mais profunda.

A dica é utilizar o hidratante ideal para sua pele (oleosa, mista ou seca) para que os danos sejam minimizados e você possa aproveitar mais os benefícios do produto. Use e abuse dos hidratantes!

Publicidade

2. Mantenha o organismo igualmente hidratado

Sabemos que a água é necessária para todas as reações do nosso organismo e também é fundamental na regeneração dos tecidos e manutenção da saúde da nossa pele.

Ou seja, não basta investir na hidratação cutânea, também é necessário hidratar todo o corpo!

Por isso, beber água é fundamental para que você alcance a pele perfeita. A recomendação é de oito copos por dia.

Além disso, ingerir sucos e chás também ajuda a hidratar o organismo. Cuidado apenas quanto ao consumo de açúcar, certo?

Além desses benefícios acima, beber líquidos regularmente ajuda a emagrecer e diminui o risco de desenvolver doenças

3. Lave a sua pele pelo menos uma vez ao dia

Cuidar da higiene é fundamental para deixar a pele bonita. Por isso, é recomendável lavá-la pelo menos uma vez ao dia.

Publicidade

Isso pode ser feito durante a noite, uma vez que ao longo do dia nossa pele acumula sujeira, bactérias e resíduos que podem preencher os poros e causar alergias.

Use água corrente e limpa, lave com muito cuidado. Escolha bem o sabonete, de acordo com o seu tipo de pele.

Entretanto, de preferência, sem óleo. A menos que sua pele seja muito seca. E esfregue o sabonete com a ajuda de uma esponja, fazendo movimentos circulares.

pele bonita

Mulher em casa, de toalha, sorrindo em frente ao espelho com as mãos no rosto. Crédito da foto: Freepik

Dicas para manter a pele bonita e saudável em casa

4. Seque bem o seu rosto

Deixar o rosto molhado não é uma boa ideia. Mas também é preciso cuidado na hora de secar a pele. Evite esfregar uma toalha comum no rosto, utilize uma específica para isso.

Sendo assim, prefira pressioná-la no rosto, em vez de esfregar de um lado para o outro. Sobretudo se você estiver em tratamento de acne, por exemplo.

5. Use protetor solar diariamente

Você sabia que o sol de todo dia envelhece o rosto, leva à formação de manchas e contribui para o surgimento do câncer? Sim! Por isso, aplique filtro solar todos os dias pela manhã. É essencial para quem quer ter uma pele bonita!

Um bom protetor deve ser aplicado diariamente, pelo menos meia hora antes de se expor ao sol. Mas a quantidade deve ser equivalente a cinco pinguinhos distribuídos uniformemente na testa, bochechas, queixo e nariz.

No entanto, não há necessidade de reaplicação, desde que você use filtro solar com fator 30 ou superior e passe o dia em ambiente fechado. Caso contrário, passe pelo menos um produto de fator 15.

Há diversos filtros solares que oferecem também outros benefícios, como antioxidantes, cobertura de base, moléculas antioleosidade, apresentação em pó, em BB ou CC cream.

A apresentação em pó é interessante para quem se expõe ao sol ao longo do dia: com ele não há necessidade de reaplicação da maquiagem, pois é possível retocar o filtro com uma esponja.

Lembrando que é fundamental usar produtos eficazes e de qualidade – existem diversas opções com base e sem base, com cor ou sem. Escolha a sua e use, combinado?

Esse é um dos passos mais importantes e deve ser adotado diariamente!

6. Remova muito bem a maquiagem do rosto

A maquiagem obstrui os poros e aumenta a chance de surgirem cravos e espinhas, além de alergias. Inclusive é durante a noite, também, que a pele absorve melhor os nutrientes.

Portanto, é fundamental remover a maquiagem para que a derme, limpa, possa absorver os produtos recomendados pelo seu dermatologista.

Em outras palavras, sempre higienize sua pele após usar a make. Você pode aproveitar lencinhos umedecidos para ajudar a retirar os excessos ou usar discos de algodão, principalmente ara remover a maquiagem dos locais mais delicados, como os olhos.

Independente disso, é essencial o emprego de um bom demaquilante (de acordo com o seu tipo de pele). O ideal é que seja um produto bifásico.

Por último, lave o rosto com água fria para que os poros sejam fechados. Você pode finalizar a limpeza usando um tônico para pele.

Menina de toalha, com a mão no rosto, olhando para os lados. Fundo rosa. Crédito da foto: Freepik

7. Saiba qual é o seu tipo de pele

Usar o produto errado pode trazer resultados contrários aos desejados. Por exemplo, ao hidratar uma pele oleosa com produtos destinados a peles secas, pode-se agravar o quadro, provocando o surgimento de acne.

Sendo assim, a pele pode ser classificada em quatro tipos:

Normal

A pele normal tem textura saudável e aveludada, produzindo gordura em quantidade adequada, sem excesso de brilho ou ressecamento.

Geralmente, a pele normal apresenta poros pequenos e pouco visíveis.

Seca

A perda de água em excesso caracteriza a pele seca, que normalmente tem poros poucos visíveis, pouca luminosidade e é mais propensa à descamação e vermelhidão. Também pode apresentar maior tendência ao aparecimento de pequenas linhas e fissuras.

A pele seca pode ser causada por fatores genéticos ou hormonais, como menopausa e problemas na tireoide, e também por condições ambientais, como o tempo frio e seco, o vento e a radiação ultravioleta. Banhos demorados e com água quente, podem provocar ou contribuir para o ressecamento da pele.

Oleosa

Tem aspecto mais brilhante e espesso, por causa da produção de sebo maior do que o normal. Além da herança genética, contribuem para a oleosidade da pele os fatores hormonais, o excesso de sol, o estresse e uma dieta rica em alimentos com alto teor de gordura.

Por fim, a pele oleosa apresenta poros dilatados e maior tendência à formação de acne, de cravos e de espinhas.

Mista

É o tipo de pele mais frequente. Apresenta aspecto oleoso e poros dilatados na “zona T” (testa, nariz e queixo), podendo apresentar acne nesta região e seco nas bochechas e extremidades.

Dependendo do seu tipo, você deve investir em produtos específicos para ele, senão pode causar o efeito rebote ou contrário ao desejado.

8. Respeite o tempo e a frequência do uso dos produtos

Se a recomendação de aplicação do hidratante é diária, não adianta querer utilizá-los a cada dois ou três dias. Os resultados não serão alcançados como você gostaria.

9. Cuidado com máscaras caseiras

As partículas esfoliantes não industrializadas podem machucar, por serem cortantes. Nos produtos específicos, as partículas são arredondadas, para evitar esse tipo de problema.

Além disso, as máscaras caseiras feitas a partir de frutas, sementes e grãos podem causar alergias ou irritações e até manchar a pele.

10. Faça limpeza de pele, quando necessário

A limpeza é um procedimento feito em consultório, por um profissional qualificado e pode ser um elemento-chave no tratamento da acne.

Sendo assim, você pode fazer mensalmente caso precise muito – ou então em um intervalo de tempo maior.

11. Descanse e controle o estresse

Primeiramente, a falta de descanso e o sono atrapalham muito, pois dão origem às temidas olheiras, que  costumam aparecer quando não dormimos bem ou estamos muito estressados.

Do mesmo modo, elas também podem surgir com o passar dos anos, resultado do envelhecimento.

Portanto, a nossa penúltima dica é: durma melhor e descanse. E caso elas persistam, procure um médico dermatologista para iniciar um tratamento mais específico.

Mulher negra passando hidratante em seu rosto, sorrindo em frente ao espelho. Crédito da foto: Freepik

Dicas para manter a pele bonita e saudável em casa

12. Comece agora

Desde já, é preciso correr contra o tempo para começar a cuidar da saúde da pele. De forma geral, até os 20-25 anos a preocupação fundamental deverá ser a hidratação e a proteção solar.

Além disso, a partir dos 25 anos pode-se iniciar o combate aos radicais livres e ao envelhecimento com suplementos, ácidos e antioxidantes tópicos e orais.

13. Pratique atividade física

Primeiramente, é importante levar em consideração que a prática de exercícios é fundamental para prolongar a saúde, a firmeza e a boa aparência da pele.

Em outras palavras, a atividade física estimula a circulação sanguínea, favorecendo a chegada de nutrientes como o oxigênio a todas as células do nosso corpo.

Porém, há evidências de que o excesso de exercícios pode contribuir para o surgimento de radicais livres, por isso é muito importante investir em antioxidantes.

Outro ponto é que pessoas com sobrepeso ou muito abaixo do peso podem ter o processo de envelhecimento exacerbado, já que o tecido subcutâneo é formado por gordura e é ela que dá suporte e sustentação à nossa pele.

14. Cuide da barreira natural da pele

Em primeiro lugar, a pele saudável possui uma barreira cutânea natural formada por queratina e pelos óleos e gorduras fabricados nas glândulas sebáceas.

Portanto, para peles sensíveis, a recomendação é banho morno ou frio e o uso de loções de limpeza, evitando os sabões que fazem espuma.

Além disso, o banho com água muito quente, o uso de sabões e buchas (ou tudo isso junto) podem causar uma desorganização dessa proteção da pele.

Ou seja, nada de buchas! A bucha remove fisicamente a barreira de gordura da pele e pode contribuir para micro lesões em pessoas com pele muito seca ou sensível.

15. Cuide da sua alimentação

Antes de mais nada, evite certos alimentos em excesso, como doces e massas, porque a digestão deles pode levar a processos que estão ligados ao envelhecimento da pele.

Além disso, uma alimentação cheia de doces e massas pode contribuir para o endurecimento do colágeno e da elastina, levando à perda da elasticidade e à flacidez da pele.

Por outro lado, invista nas frutas, que possuem fibras solúveis e açúcar, o que evita a produção excessiva da insulina.

Lembrando que a insulina é desencadeada pelos picos de glicose que estão relacionados à glicação, processo que, junto com a oxidação, promove o envelhecimento da pele.

Você também pode apostar em alimentos ricos em carotenos, vitaminas E  e C e zinco – como vegetais verdes escuros, frutas e legumes coloridos.

Sendo assim, eles são antioxidantes excelentes para a pele, combatendo o envelhecimento dela, que ocorre na medida em que o oxigênio que respiramos produz radicais livres.

Pensando nisso, a partir dos 25 anos já é possível tomar suplementos alimentares ricos em antioxidantes, como as vitaminas C e E  e os oligoelementos, como o zinco e o silício. Consulte um dermatologista!

Mulher branca de cabelos castanhos lisos, sorrindo, com as mãos no rosto. Fundo branco. Crédito da foto: Freepik

16. Mantenha hábitos saudáveis

Nada de fumar, pois o envelhecimento da pele é acentuado pelo uso do cigarro e fica ainda mais intenso quando o fumante se expõe ao sol. Mesmo em pessoas jovens, o cigarro piora a aparência da pele.

Além disso, evite o consumo excessivo de álcool, que também tem radicais livres. Ao invés disso, se você está em busca dos benefícios do resveratrol (substância antioxidante presente na casca e na semente da uva) o suco de uva é melhor opção do que o vinho.

Resumindo, seguindo todos esses passos acima, você com certeza terá uma pele bonita, macia, hidratada e saudável! Ela é fundamental para a nossa autoestima e nós merecemos nos sentirmos lindas!

Agora que você já viu nossas 12 melhores dicas para manter a pele bonita em casa, que tal ler também esses outros conteúdos sobre beleza e moda?