No pós-parto, é normal a mulher querer emagrecer, para voltar ao peso que tinha antes de engravidar, para aumentar a sua autoestima e para se sentir bem.

No entanto, durante essa fase a perda de peso deve ser progressiva, não sendo recomendado realizar dietas restritivas, pois pode ter consequências para mãe e para o bebê.

É importante manter uma alimentação equilibrada e saudável que favoreça a perda de peso naturalmente depois do parto, devendo perder entre 250 a 500 gramas por semana.

Iremos dar algumas dicas de como emagrecer no período pós-parto. Veja só!

Publicidade
pós-parto

Mulher grávida com roupa de ginástica, sentada. Crédito da foto: Freepik

Como emagrecer no pós-parto – 1. Amamente seu filho

Em primeiro lugar, é muito importante tentar amamentar sempre que possível, pois nesse processo é utilizada a gordura que foi armazenada durante a gravidez, assim como as calorias que se consomem para estimular a produção de leite materno.

Assim, a amamentação favorece a perda de peso no pós parto, já que para produzir 1 litro de leite materno são necessárias 800 calorias por dia, em que 500 calorias são fornecidas pela dieta e 300 calorias são do depósito materno.

Por isso, durante a amamentação, a mãe perde 1 a 2 kg por mês, de forma lenta e gradual, devido à quantidade de energia que se utiliza para produzir o leite materno.

Ou seja, durante este período não é aconselhado adotar nenhum tipo de dieta restritiva para emagrecer.

Amamentar emagrece em quanto tempo?

A mulher que amamenta exclusivamente, geralmente até aos 6 meses, consegue voltar ao peso antes de engravidar, pois:

Publicidade
  • ​Logo após o parto a mulher perde cerca de 9 a 10 kg;
  • Após 3 meses pode perder até 5-6 quilos, se amamentar exclusivamente;
  • Após 6 meses pode também perder até 5-6 quilos, se amamentar exclusivamente.

No entanto, se a mulher engordar muito na gravidez poderá demorar mais de 6 meses a voltar ao peso antes de engravidar, especialmente se ela não amamentar de forma exclusiva ou não seguir uma alimentação equilibrada durante a amamentação.

2. Tenha uma alimentação saudável

Após o parto é importante que a mulher mantenha uma alimentação saudável e equilibrada para não só promover a saúde do bebê, mas também parar manter a sua saúde e favorecer a perda de peso e, por isso, é importante incluir no dia a dia alimentos ricos em sais minerais, vitaminas e ferro.

A dieta para o pós-parto tem que ser rica em líquidos, cereais integrais, frutas, legumes, peixe, leite e derivados porque esses alimentos são ricos em nutrientes que vão ajudar a recém mamãe a recuperar a forma rapidamente, assim como também conseguem responder às exigências energéticas da amamentação.

É importante também que a mulher diminua a quantidade de sal na alimentação do dia a dia e evitar alimentos gordurosos e ricas em açúcar, pois além de interferir no processo de perda de peso, também pode levar à produção de gases e cólicas no bebê.

Além disso, é importante que beba bastante líquidos durante o dia para manter o corpo hidratado, combater a retenção de líquidos e favorecer a produção de leite materno, além de também ser importante que a mulher mantenha e estimule a amamentação, já que também contribui para a perda de peso após o parto.

Lembrando que não é legal fazer uma dieta restritiva nessa fase, pois pode prejudicar a recuperação da mulher e a produção de leite materno. Por isso, o emagrecimento só deve ser uma preocupação por volta dos seis meses de vida do bebê.

Publicidade

Até lá o peso deve reduzir naturalmente, especialmente com a ajuda da amamentação.

Como emagrecer no pós-parto – 3. Faça exercícios

Dando sequência às nossas dicas, a prática de atividade física após o parto é também importante para ajudar na perda de peso.

Porém, é essencial que a mulher só volte a praticar exercício após liberação do médico, o que normalmente acontece mais ou menos na sexta semana após o parto.

Assim, para favorecer o processo de emagrecimento, primeiramente é importante que a mulher realize exercícios aeróbicos e de forma para fortalecer os músculos, principalmente os abdominais, e, assim, combater a flacidez.

Em segundo lugar, a mulher deve ser acompanhada por um profissional de educação física para que a intensidade dos exercícios seja progressiva e, assim, possam ser evitadas complicações após o parto.

Alguns dos exercícios que podem ser indicados no pós-parto são:

  • Elevação do quadril: a mulher deve deitar no chão com a barriga para cima e dobrar os joelhos, apoiando os pés no chão e mantendo as mãos ao lado do quadril. Em seguida, deve levantar o quadril, contraindo os músculos da região pélvica e depois voltar à posição inicial, controlando o movimento;
  • Prancha: para fazer a prancha, a mulher deve inicialmente deitar no chão, com a barriga para baixo, e empurrar o chão, ficando apoiada com as mãos e ponta dos pés, mantendo o abdômen contraído;
  • Coice: com os cotovelos e os joelhos apoiados no chão, levantar uma das pernas do chão até a altura do quadril, mantendo-a dobrada, e depois retornar à posição inicial controlando o movimento.

Estes exercícios devem ser feitos cerca de 2 a 3 vezes por semana e quando aliados a caminhadas, corrida, pilates ou ioga, por exemplo, é possível perder mais calorias e emagrecer mais rapidamente.

pós-parto

Mulher grávida sorridente. Crédito da foto: Freepik

4. Gaste calorias

Usar o canguru ou o sling também é uma espécie de musculação, mas andar de carrinho também é uma boa forma de gastar calorias.

Andar com o carrinho do bebê tonifica o abdômen, distrai longe da rotina de casa e também faz muito bem à mente e à autoestima. Por exemplo, apenas 20 minutos de caminhada pode significar 100 calorias a menos.

Às vezes é complicado, mas tenha paciência e espere passar pelo menos 6 meses, combinado? Assim, o corpo vai estar mais equilibrado hormonalmente para responder bem ao sacrifício e emagrecer rápido depois do parto.

Emagrecer depois do parto não é tão fácil, especialmente quando, por algum motivo, a mãe não pode amamentar.

Mas, algumas vezes, mesmo assim, depois do bebê nascer o estresse, o cansaço e as noite mal dormidas fazem com que o peso normal demore para ser alcançado.

Como emagrecer no pós-parto – 5. Beba bastante água

Em primeiro lugar, o consumo de água durante essa fase é essencial, pois não só ajuda a manter a produção de leite materno, mas também diminui a fome.

Isso porque mantém o estômago relativamente cheio durante o dia, diminuindo a vontade de comer outros alimentos menos saudáveis.

Além disso, melhora o trânsito intestinal, ajuda a eliminar o excesso de líquido acumulado no organismo e a manter o organismo hidratado.

Mulher amamentando seu bebê, recém-nascido, na janela. Crédito da foto: Freepik

Posso fazer uma dieta mais restrita no pós-parto?

Como emagrecer no pós-parto: No caso das mulheres que estão em fase de amamentação é importante esperar pelo menos 6 meses para que seja iniciada uma dieta mais restrita.

Assim, o organismo estará mais equilibrado a nível hormonal e a produção de leite materno não será prejudicada.

Sabemos que perder peso depois do parto não é fácil, sendo um pouco mais difícil para aquelas mães que não puderam amamentar por algum motivo. Nesses casos a mãe poderia realizar uma alimentação um pouco mais restritiva antes dos 6 meses.

Agora que você já sabe como emagrecer no pós-parto, leia também: