Apneia em crianças: aprenda a identificar o problema em seu filho

Por 0 Comentários


Um dos principais distúrbios do sono infantil, a apneia obstrutiva do sono é caracterizada por interrupções da respiração na hora de dormir. Trata-se de um quadro que precisa de atenção, pois quando a criança sofre de apneia, ela não descansa o suficiente e pode apresentar problemas comportamentais, desencadeados pela condição. Contudo, sua detecção não é das mais simples, já que o pequeno não percebe que está dormindo mal para relatar que algo está errado. Mas nós, pais, podemos ajudar nossos filhos, prestando atenção em alguns comportamentos. Veja quais são eles a seguir, informe-se melhor sobre a apneia em crianças e descubra se o seu filho pode estar sofrendo do problema:

Imagem: 123RF

5 sintomas mais comuns de apneia em crianças

Ronco: tem gente que não acredita, mas bebês e crianças podem roncar. Contudo, assim como nos adultos, o quadro não significa que a pessoa esteja dormindo bem, profundamente, mas, sim, é sinal de inquietação e de que o sono está longe do ideal. O ronco é a característica mais comum da apneia, e você deve observar a frequência e a altura. Guarde essas informações para relatar ao pediatra (se necessário, grave com o celular) pois, mesmo que não se trate de apneia (veja outras possíveis causas do ronco aqui), o quadro pode esconder outros problemas que precisam de tratamento.

Respiração pela boca: seja dormindo ou acordado, se o seu filho respira pela boca é sinal de que existe algo atrapalhando a entrada e saída de ar pelo nariz, como deveria ocorrer naturalmente. Isso pode fazer até com que a criança tussa durante o sono. É preciso investigar!

Sono muito agitado: mais uma característica da apneia em crianças é a agitação durante o sono. Observe se o seu filho se mexe muito na cama ou dorme em posições “estranhas”, pois a atitude pode ser a saída encontrada, inconscientemente, para tentar melhorar a respiração. Também pode ser que a criança sue muito durante a noite e faça xixi na cama.

Hiperatividade e irritação: essas são consequências comuns de noites mal dormidas. Se o seu filho tem apresentado mudanças repentinas de humor durante o dia e aspecto constante de cansaço, desconfie, pois pode ser que ele não esteja dormindo como deveria (com o sono comprometido pela apneia).

Baixo rendimento escolar: se a criança está indo mal na escola, não descarte a hipótese de que o problema esteja relacionado ao sono. Isso porque, quando dormimos mal, no dia seguinte a concentração fica comprometida, e o resultado é que não conseguimos assimilar as informações que recebemos adequadamente.

Mas o que causa a apneia em crianças?

A principal causa de apneia em crianças é o aumento do tamanho das amígdalas e adenoides (aglomerados de tecidos entre o nariz e a garganta), comuns durante o crescimento infantil. Outros possíveis motivos são obesidade, doenças neuromusculares e malformações craniofaciais.

Para tratar a apneia em crianças podem ser receitados medicamentos (como corticoides nasais), além de um tratamento em conjunto com o dentista (com uso de aparelho) e o fonoaudiólogo. Em alguns casos, ainda pode ser indicada a cirurgia das amígdalas e adenoide.


 



Arquivado em: SaúdeSono do bebê Tags:

Deixe seu comentário

Inscreva-se na nossa newsletter!

Cadastre seu email e receba nossos posts. Clique no email de confirmação que você receberá para ativar o recebimento!