O comprometimento da memória que atrapalha a vida diária pode ser um dos primeiros sintomas do Alzheimer ou outro tipo de demência – doenças que levam a um declínio lento da memória, do pensamento e de todas as funções cognitivas.

Sintomas da doença de Alzheimer

Existem 10 sinais que são potencialmente sintomas da doença. Se você notar algum deles, consulte o seu médico.

1 – Perda de memória que atrapalha sua vida diária

mulher com mão na cabeça

Mulher com perda de memória. Fonte: Freepik

Um dos sinais básicos do início da doença de Alzheimer é a perda de memória. É especialmente fácil esquecer eventos recentes ou informações recebidas recentemente.

Publicidade

Vale a pena considerar se:

  • Você esquece datas ou eventos importantes, é forçado a esclarecer certas informações várias vezes;
  • Se você precisa cada vez mais de lembretes ou ajuda de parentes em situações em que você costuma guardar tudo na memória sozinho.

2 – Dificuldade em planejar atividades ou resolver problemas complexos

Algumas pessoas experimentam uma mudança em sua capacidade de formular e seguir um plano de ação. Por exemplo, elas acham difícil seguir uma receita culinária familiar ou organizar contas para pagar. Pode haver dificuldade de concentração.

  • Provavelmente, as coisas com as quais você lidou rapidamente você começaram a demorar muito mais tempo para fazer.

3 – Dificuldade em fazer coisas comuns em casa ou no trabalho

As pessoas com Alzheimer costumam ter dificuldade em realizar atividades diárias, como dirigir um carro ou fazer compras, ou até mesmo não conseguir jogar seu jogo favorito.

4 – Orientação incorreta no tempo ou espaço

mulher com Alzheimer

Mulher com Alzheimer. Fonte: Freepik

Pessoas com Alzheimer podem perder a sequência de eventos, às vezes é difícil para elas acompanhar a passagem do tempo e até mesmo a mudança das atividades.

Elas podem não se lembrar de como acabaram em um determinado lugar ou não entender onde estão.

Publicidade

5 – Dificuldade com percepção visual

Em algumas pessoas, a doença de Alzheimer começa precisamente com uma violação da percepção visual:

  • É difícil de ler
  • A relação espacial dos objetos no campo de visão é perturbada;
  • As cores são percebidas incorretamente.

6 – Dificuldade em encontrar as palavras certas na fala ou na escrita

mulher com enfemeira

Mulher com enfemeira. Fonte: Freepik

Pessoas com Alzheimer podem ter dificuldade em participar de uma conversa – às vezes, elas precisam parar sem expressar seus pensamentos, porque não entendem como terminar uma frase ou muitas vezes repetem suas próprias palavras várias vezes.

Uma pessoa percebe como seu vocabulário está ficando empobrecido, percebe que não consegue encontrar a palavra certa ou lembrar o nome do objeto.

7 – Perda frequente de seus pertences

Muitas vezes, na doença de Alzheimer, as pessoas colocam as coisas nos lugares errados e depois não conseguem encontrá-las e, o que é importante, muitas vezes não conseguem lembrar e repetir o seu próprio caminho para tentar encontrar as suas coisas.

Às vezes, elas podem até suspeitar que seus entes queridos estão roubando. Com o tempo, isso acontece cada vez com mais frequência.

Publicidade

8 – Pensamento diminuído ou empobrecido

Pessoas com Alzheimer gradualmente notam mudanças na maneira como pensam e tomam decisões. Eles começam a ter dificuldades para contar dinheiro, fazer compras.

Às vezes, uma pessoa se torna menos atenta à sua aparência (não muda de roupa com frequência suficiente, por exemplo).

9 – Diminuição do interesse no trabalho e hobbies

Com a doença de Alzheimer, a pessoa perde gradativamente o interesse por suas atividades favoritas, jogos, livros, programas de TV, até mesmo por suas funções no trabalho.

Com o tempo, a pessoa deixa de se comunicar com os amigos, torna-se indiferente à companhia de seus entes queridos.

10 – Mudanças de humor e personalidade

O humor e os traços de caráter de uma pessoa podem mudar muito sob a influência de uma doença. As pessoas ficam ansiosas, inquietas, desconfiadas, tristes ou indiferentes.

Elas podem facilmente perder a paciência em casa, no trabalho, ao se comunicar com amigos ou em qualquer ambiente que antes era confortável para elas.

Quais são os 7 estágios do Alzheimer?

Alzheimer

Mulher caída no chão. Fonte: Freepik

Quantos estágios de Alzheimer existem? Embora cada pessoa desenvolva a doença de forma diferente, os seus sintomas e a forma como os vivenciam são diferentes em cada pessoa.

Vejamos esses estágios do Alzheimer, desde a ausência de deterioração até a doença avançada.

  • Fase 1 – Assintomático
  • Fase 2 – Esquecimento benigno
  • Alzheimer fase 3 – Comprometimento cognitivo leve
  • Fase 4 – Diagnóstico de demência de Alzheimer
  • Fase 5 – Fase moderada
  • Alzheimer fase 6 – Fase moderada severa
  • Fase 7 – Fase muito severa

Uma pessoa com Alzheimer em estágio final geralmente tem dificuldade para comer e engolir. Ela precisa de ajuda para andar e, eventualmente, perde a capacidade de andar. Ela precisa de ajuda em tempo integral com atenção personalizada.

A fase 7 é, portanto, a fase terminal e acarreta um comprometimento cognitivo e funcional muito sério. A duração dessa fase, como todo o processo da doença, é altamente variável, variando de meses a vários anos.

Por que é importante prestar atenção a esses sinais?

O fato é que, com o diagnóstico precoce, é possível iniciar o tratamento o mais cedo possível e, assim, aliviar os sintomas e prolongar o período de vida “independente”.

A pessoa terá mais tempo para navegar pela situação e agilizar sua vida o máximo possível. Os entes queridos terão tempo suficiente para planejar suas ações no cuidado ao paciente, para pensar em como podem ajudá-lo.

Prevalência e fatores de risco

Alzheimer

Alzheimer. Fonte: Freepik

A doença é mais comum em mulheres. Presumivelmente, isso se deve aos seguintes fatores:

  • A expectativa de vida das mulheres é maior do que a dos homens, e a idade é o fator de risco mais significativo para o desenvolvimento da doença de Alzheimer;
  • Além disso, o risco de desenvolver a doença aumenta em 70% para pessoas com depressão, é mais comum em mulheres;
  • Um nível de educação mais baixo está associado a um risco aumentado de demência; em alguns países, as mulheres têm um nível de educação mais baixo do que os homens;
  • Além disso, distúrbios hipertensivos ocorrem frequentemente durante a gravidez; eles estão associados a um risco aumentado de comprometimento cognitivo mesmo décadas após a gravidez.

Complicações da doença de Alzheimer

A expectativa de vida de pessoas com doença de Alzheimer após o diagnóstico geralmente varia de 3 a 10 anos. Menos de 3% dos pacientes vivem mais de quatorze anos após o diagnóstico.

A redução da sobrevida está associada a:

  • Comprometimento cognitivo grave;
  • Diminuição da atividade física;
  • Quedas frequentes;
  • Comprometimento do estado neurológico.

Condições médicas comórbidas também afetam a duração e a qualidade de vida na doença de Alzheimer.

Pneumonia e desidratação são as causas imediatas de morte mais comuns devido à doença de Alzheimer. Além disso, quanto maior for a idade, maior será a idade de sobrevivência global. Nos homens, o prognóstico é menos favorável do que nas mulheres.

Dicas para cuidar de um familiar com doença de Alzheimer

Alzheimer

Mulher cuidando de idosos. Fonte: Frepik

Ao cuidar de uma pessoa doente, é importante fornecer um espaço seguro e confortável para ela.

Recomendações para o quarto do paciente com Alzheimer

Ao lado do paciente, coloque um dispositivo com o qual ele possa ligar para seus entes queridos: uma campainha, um botão de chamada, uma babá eletrônica.

Deixe à disposição dele:

  • 1 Copo d’água;
  • Controle remoto de TV;
  • Livro;
  • Abajur próximo à cabeceira da cama;
  • A cama deve ter amortecedores para que o paciente não caia;
  • Se o risco de queda for alto, você deve abaixar a cama ou colocar um colchão ao lado dela.

Corredor

  • Remova itens desnecessários e não os coloque ao longo das paredes.

Banheiro

  • Prenda pequenos corrimãos nas paredes próximas ao banheiro;
  • Coloque tapetes antiderrapantes no chão e no fundo do banheiro;
  • Livre-se da soleira na entrada do banheiro.

Cuidados pessoais

Também é importante escolher seus sapatos e roupas com cuidado.

Com o desenvolvimento da demência, a gama de tarefas práticas que uma pessoa idosa pode enfrentar diminui gradualmente. Sendo assim, é muito importante ajudar o paciente a encontrar um hobby de que goste.

Essas atividades podem ser:

  • Caminhada;
  • Comunicação com animais de estimação;
  • Cuidados com as plantas;
  • Observar peixes no aquário;
  • Ouvir programas de rádio e música;
  • Criatividade, como modelagem e pintura;
  • Ler livros, se for impossível, pessoas próximas podem fazê-lo em voz alta.

Portanto, ao cuidar de uma pessoa doente, você não deve ignorar sua saúde. O paciente deve receber nutrição normal, um regime, um estilo de vida ativo – isso se aplica totalmente aos entes queridos de uma pessoa doente.

O que fazer quando alguém com Alzheimer fica violento?

É importante garantir a segurança, própria e da pessoa com Alzheimer.

Se a reação envolver agressão física, é importante manter certa distância dela e usar um tom de voz calmo e reconfortante, procurando direcionar sua atenção para algo que possa ser agradável.

A doença de Alzheimer é curável?

Infelizmente, no momento não. No entanto, as técnicas desenvolvidas podem retardar significativamente a progressão dos desvios.

Mas quanto mais cedo for detectado, mais eficazes serão os medicamentos e mais tempo o paciente poderá permanecer mentalmente saudável.

Assim, inovações em engenharia genética sugerem que em breve será inventado um medicamento que bloqueie completamente a formação de compostos amiloides que contribuem para a formação de placas nos vasos cerebrais.

Referências