Aumentar a fertilidade após os 30 anos é mais fácil do que se imagina. Erroneamente, vemos muitas informações que tornam a terceira década da vida uma verdadeira “vilã” da saúde reprodutiva da mulher, porém, não é bem assim que o organismo funciona.

Se você sempre teve hábitos saudáveis e uma vida ativa, saiba que as chances de concepção são altíssimas. No entanto, se você teve uma vida, até então, mais sedentária e com hábitos e vícios ruins, não se cobre tanto! Ainda dá tempo de reverter algumas situações e melhorar outras.

Para isso, acompanhe o nosso conteúdo de hoje e fique por dentro das nossas dicas que vão lhe ajudar a melhorar a sua saúde reprodutiva.

Veja também: Fertilidade Feminina e Masculina: 7 dicas para aumentar

Publicidade
Fertilidade após os 30 anos

Mulher apreensiva antes de ver o resultado do teste de gravidez. Foto: Freepik

5 dicas para aumentar a fertilidade após os 30 anos

Após os 30 anos, percebemos que o nosso metabolismo mudou. A retenção de líquidos pode parecer mais vezes, além da sensação de flacidez na pele.

Embora estes sinais possam deixar qualquer mulher preocupada, eles são completamente naturais. Além disso, podem ser amenizados com uma vida saudável e ativa.

Partindo do mesmo pressuposto, sabemos que a fertilidade após os 30 anos também pode ser melhorada, desde que você siga as recomendações corretas.

Portanto, veja agora as nossas 5 dicas para impulsionar a sua saúde reprodutiva:

Fertilidade após os 30 anos: Procure cortar ao máximo o consumo de alimentos industrializados

Os alimentos industrializados e ultraprocessados passam por diversas etapas antes de chegarem para as suas respectivas embalagens e, mais tarde, para a mesa da sua casa. Enquanto estão sendo preparados pelas grandes indústrias, recebem uma carga imensa de aditivos químicos, como conservantes, corantes, aromatizantes, entre outros.

Publicidade
Fertilidade após os 30 anos

Mulher preparando sua refeição. Foto: Freepik

Tudo isso, no agregado, torna a nossa saúde digestiva um pouco comprometida. Nosso corpo gastará energia de uma forma nada interessante, apenas para digerir esse tipo de alimento. Com o passar do tempo, a vitalidade diminui e algumas funções do organismo podem ficar afetadas. Dentre essas funções, podemos destacar a reprodutiva.

Por conta de todos esses fatores, manter uma dieta que “descasca mais” e “desembala menos” é uma medida interessante para garantir a saúde sempre em dia. Prefira, dessa forma, alimentos vegetais, como frutas, verduras e legumes. Procure sempre preparar as suas refeições, na maior parte das vezes, diminuindo o consumo de comidas de microondas, por exemplo.

Veja também: Dieta, amamentação e cólicas: banana dá cólica no bebê?

Fertilidade após os 30 anos: Cuidados com o consumo de álcool e tabaco

O álcool e o tabaco, embora possam ser encarados como substâncias “recreativas”, não agregam em nada em nossa saúde. Pelo contrário, o seu excesso é capaz de prejudicar a saúde do coração, a saúde mental e, obviamente, a saúde reprodutiva.

Pessoas que consomem álcool e tabaco em demasia tendem a ter mais problemas de infertilidade. No caso da mulher, os óvulos poderão ficar comprometidos, e o útero pouco receptivo. Enquanto que, no caso dos homens, a mobilidade e a qualidade do espermatozoide podem diminuir.

Publicidade
Fertilidade após os 30 anos

Mulher feliz segurando uma flor. Foto: Freepik

Por isso, o ideal seria que você cortasse o consumo dessas substâncias, porém, nem sempre isso é possível, devido ao contexto no qual você está inserido. No entanto, a nossa recomendação é que você vá reduzindo o consumo, pouco a pouco.

No caso do cigarro, vale salientar que o fumante passivo também precisa ficar atento, para garantir que não estará inalando fumaça em demasia que, mais tarde, impactará na fertilidade.

Fertilidade após os 30 anos: Pratique meditação, yoga e faça psicoterapia

Atividades que induzem ao relaxamento e ao bem-estar também precisam entrar na sua lista de práticas para aumentar a fertilidade após os 30 anos.

Isso porque a ansiedade e a depressão podem trazer efeitos nocivos para o organismo, além de impactar o dia-a-dia da mulher e na sua disposição para seguir com o sonho de ter filhos, por exemplo.

Desse modo, praticar meditação, yoga e ainda, fazer psicoterapia, são medidas interessantes e capazes de melhorar a vida da mulher de uma forma ampla, reduzindo o estresse e os efeitos colaterais desse problema.

Fertilidade após os 30 anos

Mulher relaxando em um SPA. Foto: Freepik

É válido destacar que os desequilíbrios mentais podem impactar diretamente na saúde reprodutiva de uma pessoa e, consequentemente, na sua fertilidade. Afinal, que mulher que nunca notou variações no ciclo menstrual quando passou por fortes índices de estresse e ansiedade?

Suplementos de ácido fólico podem ajudar

Não é de hoje que ouvimos falar que mulheres que consomem suplementos de ácido fólico tendem a ter uma gestação mais segura e saudável. De todo modo, esse consumo pode acontecer para também elevar a fertilidade após os 30 anos, fazendo com que a mulher tenha um período fértil mais saudável.

Além disso, o que pouca gente sabe é que este ácido também pode ser consumido por homens, com o intuito de promover uma maior mobilidade para os espermatozoides.

Entretanto, vale salientar que a quantidade que deve ser consumida pode variar de pessoa para pessoa e, dessa forma, o ideal é que você converse com um nutricionista para que ele lhe prescreva a quantidade ideal, de acordo com o seu organismo.

Casal feliz ao ar livre. Foto: Freepik

Pratique exercícios de maneira regular, mantendo o corpo sempre ativo

Por fim, não podemos deixar de citar o quanto um corpo ativo é importante para a manutenção da fertilidade após os 30 anos.

Quando nos exercitamos, nosso organismo recebe mais nutrientes em todos os órgãos e tecidos, devido ao aumento de circulação sanguínea. Além disso, a oxigenação das células também aumenta, devido à respiração mais acelerada durante os treinos.

Mulher correndo na praia. Foto: Freepik

Por isso, investir em uma vida que considere o hábito de praticar exercícios é indispensável para promover o bem-estar, diminuir o estresse e, unido a tudo isso, melhorar a fertilidade de qualquer pessoa.

Portanto, procure se exercitar pelo menos 4 vezes por semana. E lembre-se: os exercícios não precisam ser intensos e focados em ganhar massa magra, por exemplo. Uma caminhada, pulada de corda ou até mesmo corrida, já são capazes de melhorar – e muito – a saúde do seu organismo.

O importante é que você evite o sedentarismo e permita que os seus batimentos cardíacos acelerem, sua respiração seja acelerada e seu corpo receba benefícios com cada movimento intenso.

Cuide-se, demonstre amor por você mesma e faça com que este autocuidado aumente a sua fertilidade após os 30 anos!

Leia agora: Tentando Engravidar: O Que Fazer Para Ajudar na Concepção