Papel de parede em quarto infantil – como usar?

Por 0 Comentários


Um dos ítens de decoração que eu não costumava usar, mas passei a amar depois que minha filha nasceu é o papel de parede. O efeito que ele é capaz de trazer para o quarto infantil é simplesmente incrível – sem falar na rapidez da colocação, e no fato de não deixar cheiro no ambiente.

Quando nos mudamos recentemente de casa, fiz uma pesquisa extensa de papéis de parede para quarto infantil, para escolher o que colocaria no quarto de minha filha. Entendi um pouco mais das tendências recentes, o que funciona para quarto de bebê e de criança mais velha, e por isso decidi compartilhar essas dicas com vocês também, já que tantas mães têm as mesmas dúvidas.

Vem comigo, que a seguir eu conto tudo isso!

Papel de parede para quarto de bebê

Se você está grávida e montando o primeiro quartinho do seu filho, a melhor opção é usar papéis de parede em tons pastéis. Isso porque eles criam um ambiente aconchegante para o bebê que está chegando ao mundo, sem causar uma estimulação excessiva da visão (que pode, inclusive, atrapalhar o sono).

Se você estiver pensando em recobrir várias paredes, o ideal é escolher um papel de parede com estampa delicada, que não fique excessiva no ambiente. Pequenas estrelas, nuvens e bolinhas cumprem bem essa função. Veja alguns exemplos abaixo:

Se, por outro lado, a ideia for destacar uma parede em particular, nada melhor do que utilizar um papel com uma estampa especial. Você pode combiná-la ao tema do quarto (passarinhos, safari, bichinhos, brinquedos, por exemplo).

Em relação às cores, acredita-se que cada tom traga um certo tipo de vibração ao ambiente (afinal, as cores são determinadas por diferentes comprimentos de onda). As cores quentes, como o amarelo, o bege, o laranja (mesmo que usadas em tons pastéis) costuma trazer alegria ao quarto. Enquanto as frias, como o azul, o cinza e o verde inspiram tranquilidade e paz.

Uma tendência no uso de papéis de parede para quartos infantis é a de mistura de dois ou mais papéis. Nesse caso, para não errar, opte por um mais neutro (geométrico, por exemplo) e outro com figuras mais marcadas (casinhas, cidades, animais, etc) em tons que combinem. O efeito é bastante requintado, se você usar em partes diferentes do quarto da criança. Veja a seguir dois papéis de parede que poderiam facilmente serem usados no mesmo ambiente:

Falando em geométricos, aliás, eles são uma das tendências mais fortes em decoração infantil nos últimos anos. Como a decoração fica com um toque especial, mas permanece neutra (sem uma grande ligação com a fase do bebê), o quarto pode ser usado por bastante tempo pela criança, sem que haja a necessidade da troca, quando ela fica mais velha. Veja alguns modelos lindos a seguir:

Papel de parede para quarto de criança

Seu filho já é um pouco mais velho? Então dá para usar cores mais vibrantes, pois as crianças adoram! Aqui a dica é acompanhar a personalidade do seu filho: ele é alegre, descontraído? Opte por cores fortes! Se ele for uma criança calma e compenetrada, aposte em estampas e cores mais neutras, pois ele se sentirá bem no ambiente.

Também no quarto de crianças maiores, a tendência do geométrico e da combinação de papéis de parede se mantém. O bacana aqui é escolher um tema de papel que seja do gosto do seu filho (carros costumam fazer sucesso com os meninos, e unicórnios com as meninas, por exemplo).

Por fim, uma excelente ideia para os maiores é usar um papel de parede em estilo lousa, que permite que a criança escreva e desenhe sobre ele, com giz. A limpeza é fácil e feita com esponja ou pano úmido. Já imaginou como seu filho vai curtir a novidade do quarto?

Os papéis que mostrei aqui são do site Papel de Parede dos Anos 70, que traz uma seleção enorme de papéis infantis de diferentes temas e cores. Eles entregam inclusive aqui no Brasil (dificilmente aqui você encontra um site que ofereça tantos modelos!).


 



Arquivado em: DecoraçãoPublieditorial Tags:

Deixe seu comentário