No artigo de hoje, confira as melhores dicas de segurança e transforme sua casa em um ambiente seguro para o seu filho! Afinal, quem tem criança em casa sabe que qualquer pequeno descuido, ainda que em questão de segundos, pode ocasionar graves acidentes.

Muitos pais são extremamente atenciosos ao preparar a decoração da casa para a chegada do bebê. Tomam todos os cuidados necessários para que o ambiente demonstre o quanto a criança é aguardada e bem-vinda.

Entretanto, com toda a excitação do momento, muitos se esquecem de que a segurança do bebê deve vir em primeiro lugar na adaptação da casa. Se esse é o seu caso, mas você não sabe por onde começar, está no lugar certo!

Leia as dicas que preparamos para você! Temos certeza de que será muito útil e irá te ajudar a transformar a sua casa em um ambiente seguro, confortável e acolhedor para o seu pequeno que está por vir.

Publicidade

Vamos lá?

dicas de segurança

Mãe com o filho, do lado de dentro do berço. Crédito da foto: Freepik

Dicas de segurança: transforme sua casa em um ambiente seguro

Dicas de segurança – 1. Adapte as janelas

Inicialmente, as janelas podem não representar qualquer problema, mas não se engane, o crescimento das crianças acontece bem rápido. Portanto, vale a pena adaptá-las desde o início.

Confira algumas dicas de adaptação:

  • Instale grades ou redes de segurança;
  • Evite segurar a criança apoiando-a na janela;
  • Não deixe móveis próximos às janelas, principalmente provadores;
  • Remova ou corte as cordas da cortina ou persiana, deixe-as com, no máximo, 15 cm.

2. Restrinja o acesso às escadas

Assim como as janelas, as escadas parecem não representar um risco de imediato, mas não é bem assim. Em média, os bebês começam a engatinhar entre o sétimo e o oitavo mês de vida, e mais rápido do que você pensa, eles podem tentar se aventurar nas escadas.

Então, nossa dica é que sejam instaladas fitas antiderrapantes nos degraus. A instalação é muito simples e pode ser feita pela própria família.

Publicidade

Bem como, outro cuidado necessário é instalar na base e no topo da escada pequenos portões removíveis.

Dicas de segurança – 3. Instale protetores em móveis com quinas

Do mesmo modo, instale protetores móveis com quinas e objetos pontiagudos devem receber protetores. Para os móveis, existem aparatos emborrachados próprios.

Em relação aos objetos pontiagudos, muitos possuem bases ou capas protetoras, mas, em alguns casos, usar essas proteções pode não ser suficiente. A melhor medida de segurança é mantê-los fora do alcance das crianças.

4. Quarto: pense na segurança do bebê, não apenas na decoração

Em relação ao quarto do bebê, muitos pais acreditam que como todos os objetos ali foram projetados para compor um ambiente infantil, que eles não representam riscos, mas não é bem assim! Existem riscos na maneira como os pais os utilizam.

Portanto nossas dicas são:

  • Evite montar e instalar o trocador e o berço próximos às janelas;
  • Mantenha a grade do berço sempre erguida e travada;
  • Assim que a criança começar a “firmar” o corpinho, abaixe ao máximo o estrado do berço – não espere que ela comece a levantar;
  • Evite decorações que tenham cordas ou peças pequenas nos berços.

5. Mantenha a criança protegida contra acidentes que envolvam eletricidade

Atualmente, já existem protetores para tomadas e eles podem ser instalados pela própria família. Entretanto, essa não é a única medida para prevenção:

Publicidade
  • Opte por passar os fios por trás dos móveis;
  • Mantenha secadores de cabelo, chapinhas, ferros e outros utensílios elétricos completamente fora do alcance das crianças e nunca em ambientes com saídas de água (como o banheiro, por exemplo).

Dicas de segurança – 6. Instale protetores nas portas

O cuidado com as portas é para que elas não prendam as mãozinhas das crianças. Em geral, é bem comum o uso de pesos que impeçam o fechamento abrupto das portas.

Porém, vale redobrar o cuidado, instalando protetores de borracha ou de tecidos atados às maçanetas.

7. Evite objetos que podem causar intoxicação

Além de esconder os medicamentos e os materiais de limpeza, os pais devem se preocupar também em:

  • Evitar que esses produtos sejam guardados em recipientes de bebidas, como garrafas de sucos ou refrigerante;
  • Ter um local seguro para que as visitas deixem as bolsas, evitando que a criança tenha acesso acidental a vidros de perfumes, cartelas de remédios, etc;
  • Pesquisar se suas plantas ornamentais são tóxicas.

Leia mais: Conforto e segurança para o quarto de bebê – Veja dicas!

dicas de segurança

Quarto de bebê com berço branco, estante, etc. Crédito da foto: Freepik

Dicas de segurança: transforme sua casa em um ambiente seguro

Abaixo você confere quais são os principais produtos e objetos que devem ser sempre mantidos fora do alcance das crianças, para a melhor segurança delas.

Objetos e lugares que você deve manter longe das crianças:

  • Objetos cortantes/perfurantes (facas, tesouras, estiletes, armas);
  • Tomadas e fios elétricos;
  • Medicamentos;
  • Produtos de limpeza e para jardinagem;
  • Produtos de higiene pessoal (que podem causar intoxicação);
  • Objetos pequenos que podem ser ingeridos (inclusive peças pequenas removíveis dos brinquedos);
  • Fontes de calor (fogão, fornos, panelas, ferro de passar, fogueiras);
  • Mesas e cadeiras;
  • Vidros em geral e louças;
  • Produtos inflamáveis (álcool, velas, fósforo, isqueiro);
  • Recipientes que acumulam água (como bacias, baldes, piscinas infantis);
  • Alimentos e bebidas quentes que podem cair sobre a criança e causar queimaduras;
  • Escadas portáteis;
  • Objetos de decoração passíveis de quebrar (que podem estar ao alcance da crianças);
  • Ventiladores portáteis.

O mesmo vale para o ambiente, já que todos os ambientes de uma casa podem representar risco, pois as crianças são muito criativas e curiosas.

Por isso, é fundamental que um adulto sempre supervisione as crianças enquanto elas brincam pela casa.

Além disso, é importante que os pais ou responsáveis observem os hábitos de seus filhos e preparem os ambientes para evitar possíveis acidentes.

Apesar disso, os ambientes e pontos da casa que mais pedem atenção são os seguintes:

  • Cozinha (cadeiras, fogão, forno, panelas);
  • Banheiro (vaso sanitário, banheira, box de vidro);
  • Piscina;
  • Escadas;
  • Janelas e portas sem proteção;
  • Área de serviço ou lavanderia (tábua de passar roupa, ferro elétrico, material de limpeza);
  • Sala de estar (que contenha móveis com quinas expostas).

Leia mais: 10 perigos que você deve evitar em casa, para garantir a segurança do seu filho

dicas de segurança

Bebê no berço. Crédito da foto: Freepik

22 itens e cuidados que devem fazer parte de uma casa com crianças

Conheça abaixo dicas práticas e itens indicados para manter uma casa segura para as crianças de diferentes idades.

  1. Primeiramente, use protetores de quina para móveis;
  2. Bem como, use fecho protetor para gavetas;
  3. Tanto quanto, tenha proteção nas portas para evitar traumas nos dedinhos dos pequenos;
  4. Utilize protetor de tomadas;
  5. Do mesmo modo, tenha telas protetoras de janelas;
  6. Coloque material de limpeza nos compartimentos superiores dos armários ou trancados, e mantenha-os em embalagens originais. Evite colocá-los em garrafas de refrigerante pelo risco de despertarem a curiosidade da criança;
  7. Deixe os medicamentos totalmente fora do alcance das crianças para evitar a ingestão dos mesmos;
  8. Em sequência, guarde os equipamentos domésticos após o uso, evitando deixá-los ao alcance das crianças;
  9. Igualmente, desfaça-se de brinquedos que contenham peças pequenas removíveis ou baterias removíveis;
  10. Sob o mesmo ponto de vista, coloque nas crianças meias antiderrapantes;
  11. Arrume a disposição dos móveis da casa evitando deixar junto móveis que possam servir de apoio para subir em outros mais altos;
  12. Além disso, evite deixar mesas, cadeiras e bancos perto de janelas;
  13. Coloque portões para evitar acesso a áreas mais perigosas da casa como piscina ou acesso a escadas;
  14. Diminua a altura do berço à medida que a criança for crescendo para evitar quedas.

Outras dicas de proteção e segurança:

  1. Em síntese, nunca deixe a criança sozinha no trocador ou na banheira;
  2. Ao cozinhar, mantenha os cabos das panelas voltados para dentro do fogão, para impedir que sejam puxados por curiosidade e evite que a criança chegue perto do fogão e do forno;
  3. Igualmente, evite o acesso de crianças a pisos molhados, banheiras, baldes e tanques com água, vasos sanitários, visto que crianças podem se afogar com 2,5 cm de profundidade;
  4. Bem como, não deixe que a criança tenha acesso ao ferro de passar roupa, mesmo que desligado;
  5. Da mesma forma, atente-se para não ter móveis posicionados no meio do caminho, assim como tapetes e pisos muito lisos;
  6. Assim como, use iluminação adequada nos ambientes;
  7. Além disso, não permita que crianças menores de seis anos durmam em beliches. Não havendo outra forma, grades devem ser instaladas;
  8. Por fim, teste a temperatura de alimentos e líquidos antes de oferecer às crianças, bem como a temperatura da água do banho.

Os acidentes domésticos com crianças infelizmente são uma realidade. Dessa forma, é essencial lembrar que a prevenção é sempre o melhor caminho!

Esperamos que tenha gostado das nossas dicas de segurança e em como transformar a sua casa em um ambiente seguro e acolhedor para o seu bebê! Todo cuidado é pouco, não é mesmo?

Continue acompanhando o nosso blog Mil Dicas de Mãe e leia também: