3 (GRANDES!) dicas para incentivar as crianças com elogios

Por 1 Comentário


Você já parou para pensar em como as palavras e a forma com que transmitimos mensagens para as crianças possuem uma grande influência no seu desenvolvimento? É durante a infância que os pequenos estão conhecendo os conceitos de certo e errado, aprendendo a se relacionar com os outros e entendendo como o mundo funciona. Assim como evitamos situações negativas (que se manifestam tanto física quanto psicologicamente – como o sobrepeso e o bullying), também precisamos valorizar ainda mais as atitudes positivas, que elevam a autoestima e a confiança dos nossos pequenos.

Pensando nisso, preparei esse post recheado de dicas para reforçar as boas atitudes das crianças, por meio de práticas envolvendo elogios. Confira!

Imagem: 123RF

Quadro de elogios

Crianças adoram receber elogios e sentem-se orgulhosas quando essas ações são valorizadas por quem elas amam. Então que tal deixar isso exposto, para que todos da casa possam ver o que o pequeno fez para merecer a recompensa? Por exemplo: imagine que seu filho acabou de ler, sozinho, seu primeiro livro infantil. Um elogio que reforce a prática da leitura e recompense o esforço do aprendizado pode ser escrito em uma folha de papel e colocado na geladeira da sua casa. Grande ideia, concorda?

Quando alguém passar pela cozinha, ler o quadro e souber o que aconteceu, poderá também parabenizar e elogiar a criança pelo feito. Além da sensação de recompensa, isso fará com que seu pequeno sinta-se como os parentes mais velhos, no sentido de alguém que também realiza grandes coisas e é reconhecido por isso. O ideal é que o quadro receba um novo elogio diariamente, para que até mesmo pequenas atitudes do dia a dia da criança sejam valorizadas.

 

Caderno de elogios

O caderno de elogios, baseado nos conceitos da pedagogia da Seicho-No-Ie, é uma iniciativa que surgiu em uma escola potiguar e que acabou sendo difundida na internet. O objetivo principal do caderno é criar um ambiente estimulante e recompensador para os alunos, incentivando-os a escreverem elogios para eles mesmos e para seus colegas e professores.

E você pode aplicar praticamente a mesma ideia em casa, com os seus filhos. Decore um caderno especialmente para isso – de preferência já envolvendo a criança na atividade – e peça para ela preencher a primeira página com elogios para si própria. Depois, diariamente, incentive-a a registrar elogios para familiares, amigos, professores ou para quem ela quiser. Será uma espécie de diário, mas focado apenas em atitudes positivas! Ah, você também pode deixar elogios e recadinhos no caderno, ressaltando uma qualidade ou uma boa ação do seu filho.

 

Troca de elogios

Além de ser elogiada, a criança também deve aprender a elogiar, a ser grata pelo que os outros fazem por ela. Uma boa dica para isso é promover uma troca de elogios verbais – uma atitude rápida, simples, mas que pode trazer grandes aprendizados para os filhos e também para os pais.

A ideia é a seguinte: reúna todos os familiares da casa e faça um elogio para uma dessas pessoas, sobre algo que ela fez naquele dia. Essa pessoa, por sua vez, deverá fazer um novo elogio para alguém, sem repetir. Esse fluxo continua até que todos tenham sido citados e tenham feito um elogio.

Ao envolver a criança nessa atividade, você terá a oportunidade não apenas de valorizar algo que ela tenha feito, mas também de conhecer como a mente dela funciona em relação ao que é gratidão. Um exemplo: você pode elogiar seu filho por ter feito a lição de casa no horário indicado, enquanto ele elogia alguém que simplesmente parou alguns minutinhos para brincar de esconde-esconde com ele. Essa é uma boa maneira ainda de entender um pouco mais os gostos do seu filho e saber como agradá-lo no dia a dia. Além disso, a atividade estimulará o pequeno a apreciar os esforços dos pais, irmãos, avós e outras pessoas.

 

 

Gostou das ideias? Tem alguma outra para compartilhar? Parta para a prática e não deixe de comentar os resultados das ações aí na sua casa! Vamos dividir experiências com outros pais!






Arquivado em: ComportamentoDesenvolvimentoTags:

Comentários (1)

Trackback URL

  1. Patricia Maeoka disse:

    Aqui em casa instituímos para nosso filho de 3 anos um sistema de recompensas pelo bom comportamento. Na prática, um grande copo de cerveja que ganha uma rolha a cada boa ação (good choice): guardar os brinquedos, vestir o uniforme, escovar os dentes, ir dormir na hora certa, xixi no vaso (ajudou muito no desfralde). Em contrapartida, um mau comportamento (bad choice) leva à perda de uma rolha. Cada vez que esse copo fica cheio de rolhas (algo em torno de 12 delas), vale uma recompensa: um hot wheels ou uma brincadeira (com Lego pequeno, por exemplo, que não deixamos muito pq quando desmonta no meio da brincadeira normalmente gera um momento de frustração) ou passeio que ele escolha (parque, visitar os bisos, etc.). Fizemos meio de improviso no começo, aproveitando uma oportunidade em que ele queria brincar com as rolhas para colocar no caminhão de brinquedo, e já faz pelo menos um ano que tem se mostrado eficaz. Ajudou até no convívio com a recém chegada irmãzinha, a quem ele trata com muito carinho. Acho o máximo quando chega alguém em casa e ele mostra o tal do copo com orgulho, enfatizando que está quase cheio pq ele se comportou muito bem, como um menino grande. Funcionou melhor do que o quadro de incentivo, com as carinhas felizes e tristes para a realização das tarefas diárias. Sei que não funcionará pra sempre, mas para a fase atual está uma beleza!

Deixe seu comentário