Como preparar o corpo na pré-gestação

Por 0 Comentários


Hoje tem uma estreia muito gostosa aqui no blog, e que tem tudo para agradar as gestantes que acompanham o Mil Dicas de Mãe! Quem passa a conversar regularmente conosco é a Andréia Massafera, uma fisioterapeuta muito bacana (além de linda!), especializada em Obstetrícia pela UNIFESP (Escola Paulista de Medicina). Ela também tem formação em Pilates Clássico e Pilates para Gestantes, e todo mês nos contará como é possível trabalhar o corpo antes, durante e depois da gravidez para receber o bebê, manter-se saudável e até auxiliar no processo de parto normal! E, para começar, neste post ela comenta sobre como o preparo corporal antes mesmo da gestação ter início pode melhorar a qualidade de vida da mulher nos nove meses do processo.

Vem ver e compartilhe com todas as amigas que estão pensando em engravidar!

Por Andréia Massafera

A gestação é um período especial da vida de uma mulher. Durante essa fase, seu corpo sofre diversas adaptações fisiológicas, para acomodar o bebê que está chegando. As mudanças são diárias, desde o momento da fecundação até último dia de vida do bebê intra- útero. E algumas delas podem trazer desconfortos – por isso é comum que gestantes se queixem de dores, principalmente na região da coluna vertebral.

Ao longo dos nove meses, a postura da futura mamãe se modifica – com isso, há compensações realizadas por seu corpo, em decorrência do aumento do peso (principalmente das mamas e do útero), o que gera uma sobrecarga de suas articulações. Além disso, por influência de hormônios que se elevam nesse período, como a relaxina (que prepara a pelve materna para o parto) e o estrogênio, ocorre o aumento da flexibilidade, não só da região pélvica (fundamental para a passagem do bebê pelo canal de parto), mas também de todo o corpo da mulher. Isso contribui para a alteração da postura da gestante e para o surgimento de dores osteomusculares.

O sintoma de dor na coluna vertebral chega a acometer 80% das grávidas, podendo afetar de forma negativa a qualidade de vida dessas mulheres. E para preveni-lo, a atividade física é fundamental – ela é importantíssima para uma gestação mais saudável e com menores chances de complicações. O fortalecimento muscular ajuda na estabilização dos músculos, e assim, minimiza as consequências hormonais indesejáveis nas articulações.

Antes mesmo de engravidar, uma mulher pode preparar seu corpo para receber esse bebê, e é nesse ponto que o treinamento de pilates ou o acompanhamento de um fisioterapeuta podem fazer a diferença. Com a ajuda de um bom profissional, é realizado o trabalho do abdome e do centro de força do corpo, justamente por essas regiões sofrerem sobrecargas durante a gravidez. É importante também que seja feito um trabalho postural, de fortalecimento muscular e de melhora da flexibilidade em todo o corpo; bem como dos músculos do assoalho pélvico, que são muito atuantes no período gestacional (a começar pela função de sustentar a criança no interior da mãe).

De acordo com a ICS (Sociedade Internacional de Continência), quase 70% das gestantes apresentam algum episódio de incontinência urinária durante a gravidez – e, com a realização de exercícios de fortalecimento da musculatura pélvica, é possível prevenir ou minimizar esse problema. O trabalho dessa musculatura traz também outros benefícios, como impedir a queda dos órgãos pélvicos e ajudar durante o período expulsivo do trabalho de parto.

Preparar o corpo antes mesmo do resultado positivo do teste de gravidez promove saúde e bem-estar à futura gestante e ao bebê. A maternidade está em seus planos para esse ano? Então esse é um ótimo momento para começar a se movimentar!

Contato: Love You Mommy

selo andreia




Arquivado em: Saúde Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail