Muitas mulheres se sentem inseguras no início da gravidez: O que posso fazer e o que não posso fazer? O que devo prestar atenção no dia a dia e na prática de esportes? Uma das principais dúvidas é se a grávida pode andar de bicicleta.

Grávida pode andar de bicicleta? Quais são os benefícios?

O exercício durante a gravidez é perfeitamente saudável. O exercício moderado pode ajudar a prevenir alguns sintomas da gravidez. Com alguns treinamentos por semana, você pode tomar medidas contra dores nas costas e fadiga, por exemplo.

Grávida pode andar de bicicleta, pois não é muito cansativo, pode ser facilmente integrado à vida cotidiana e pode até prevenir diabetes gestacional entre outras coisas.

Ao pedalar, as pernas se movem uniformemente. Isso estimula a circulação e promove a circulação do sangue por todo o corpo. Sua resistência e seu sistema cardiovascular agradecerão pelo movimento. Assim como todas as articulações, tendões e ligamentos que são poupados durante o ciclismo. O exercício ao ar livre também é bom para a psique e pode até mesmo aliviar o humor depressivo.

Publicidade

Grávida pode andar de bicicleta no primeiro trimestre de gravidez?

Mulher gravida parada na bicicleta

Mulher gravida parada na bicicleta – Foto: Freepik

A gravidez é, sem dúvida, o momento em que a mulher deve prestar atenção especial ao seu corpo e ter cautela. No entanto, isso não significa que ela não possa praticar nenhum esporte.

Andar de bicicleta durante a gravidez aumenta o fluxo sanguíneo, reduz o estresse, melhora o humor e aumenta a resistência durante o parto, ao passo que, após o parto, permitirá que você recupere rapidamente toda a força e saúde.

Além disso, também melhora a qualidade do sono, reduz as doenças da gravidez, por exemplo, indigestão ou constipação, cura a dor nas costas e aumenta a taxa metabólica.

Grávida pode andar de bicicleta no segundo trimestre?

No segundo e terceiro trimestres da gestação, a prática esportiva deve ser abandonada devido ao risco de tombamento e, consequentemente, de lesão ou fratura. Isso se deve ao deslocamento do centro de gravidade do corpo para a frente.

Quais são as desvantagens de andar de bicicleta durante a gravidez?

Mulheres grávidas andando de bicicleta

Mulheres grávidas andando de bicicleta – Foto: Freepik

Publicidade

Como uma mulher grávida, é fácil para você sobrecarregar o corpo e tentar alcançar antigas conquistas. Eles não são um padrão agora. Se você se esforçar demais, poderá superaquecer ao andar de bicicleta na gravidez, e isso pode ser perigoso para você e seu feto.

Além disso, ao pedalar, é claro, há risco de queda ou colisão para cada um de nós. Portanto, como mulher grávida, certifique-se de conduzir em caminhos que não sejam muito movimentados ou muito estreitos e de estar particularmente atenta.

Grávida pode andar de bicicleta até que mês?

Como regra, você pode andar de bicicleta até o final da gravidez. Claro, você não deve treinar para uma corrida ou praticar acrobacias em uma bike. Mas ir para o trabalho é uma ótima maneira de integrar os exercícios à vida cotidiana e manter a forma.

Ouça o seu corpo e não exagere. É melhor andar muito devagar do que muito rápido e fazer pausas. Então, grávida pode andar de bicicleta sem problemas.

Mas se você sofre de náuseas, problemas circulatórios, pressão alta, posição desfavorável da placenta ou sangramento, evite pedalar durante a gravidez. Converse com seu médico (ginecologista) sobre qual esporte é o melhor para você durante a gravidez.

Além disso, você deve escolher bem a sua rota. Na verdade, locais irregulares não são seguros para mulheres grávidas, especialmente nas primeiras semanas durante a implantação.

Publicidade

Dicas para andar de bicicleta durante a gravidez

Mulher empurrando a bicicleta

Mulher empurrando a bicicleta – Foto: Freepik

  • Primeiramente, use um monitor de frequência cardíaca em viagens mais longas para evitar sobrecarregar-se. 130 a 140 batimentos por minuto é aproximadamente o máximo que você não deve exceder.
  • Uma posição sentada confortável e ereta é importante ao andar de bicicleta durante a gravidez. O sangue no abdômen pode circular muito bem.
  • Além disso, é melhor pedalar apenas rotas que você possa avaliar bem. Desta forma, evita-se que as forças sejam perdidas durante o passeio.
  • Você conhece melhor o seu corpo. Se notar que algo está errado, afinal não consegue fazer o percurso ou o ciclo não funciona: cancele o passeio e deixe alguém ir buscá-la.
  • Para passeios mais longos, leve um lanche com você para aumentar seu nível de açúcar no sangue, se necessário. Uma maçã ou algumas frutas secas são ideais.

Precauções para grávida andar de bicicleta

Obviamente, as ciclistas grávidas devem levar em consideração alguns pontos. Por exemplo, esforço excessivo e superaquecimento não são bons para a futura mãe e para o filho. Outros cuidados essenciais são:

Risco de queimadura solar

As mulheres grávidas correm maior risco de queimaduras solares, por isso precisam se proteger o dobro em dias de sol. De qualquer forma, muitos líquidos são importantes, mas especialmente durante a gravidez.

Em algumas mulheres grávidas, o senso de equilíbrio também se deteriora e, nesse caso, o cuidado é essencial. Em geral, você deve ajustar a velocidade e dirigir com mais cuidado do que o normal, talvez até mesmo evitar estradas estreitas ou acidentadas.

A bicicleta certa

Para a maioria das mulheres, andar de bicicleta é possível até o final da gravidez. Porém, no máximo no quarto mês, a maioria das mulheres acha desconfortável na bicicleta. E também não adianta nada: o peso do estômago dificulta o equilíbrio e é um grande desafio. Por esse motivo, a bicicleta certa é importante.

Andar de bicicleta durante a gravidez – contraindicações

Mulher de vestido azul na bicicleta azul

Mulher de vestido azul na bicicleta azul – Foto: Freepik

Durante a gravidez, praticamente todas as atividades devem ser realizadas com mais cuidado do que antes. Assim, o mesmo se aplica ao ciclismo; que em caso de gravidez de risco é estritamente proibido devido a choques, possibilidade de queda e aumento do esforço.

Além disso, o estado de saúde da mulher resultante do seu estilo de vida atual também é uma contraindicação para o ciclismo durante a gravidez.

Assim, para mulheres menos ativas, recomenda-se caminhar ou nadar. Mas o clima lá fora também é importante. Para grávidas de bicicleta, o clima deve ser moderado, sem vento ou sol excessivamente escaldante.

Em resumo, as principais contraindicações:

  • A gravidez está em risco – placenta prévia, abortos anteriores, hematomas no útero;
  • Quando ocorre sangramento;
  • Gravidez múltipla;
  • Diabetes;
  • Hipertensão;
  • Anemia;
  • Doenças cardíacas.

Uma alternativa para duas rodas, ou seja, uma bicicleta ergométrica durante a gravidez

Mulher gravida na bicicleta ergométrica

Mulher gravida na bicicleta ergométrica – Foto: Freepik

Uma bicicleta ergométrica durante a gravidez também é uma boa escolha, especialmente quando temos medo de capotamento ou colisão como resultado da desatenção de outros usuários da estrada.

As bicicletas estacionárias são muito estáveis, por isso é mais fácil manter o equilíbrio. Assim, o risco de queda é minimizado.

Andar de bicicleta ergométrica durante a gravidez traz muitos benefícios à saúde para o sistema cardiovascular e ativa os músculos que estabilizam a pelve.