Técnica para lidar com a birra – testem!

Por 9 Comentários


Olá, amigos do Mil Dicas de Mãe.

Quem tem um filho que já chegou a 1 ano e meio, 2 anos (a famosa idade do terrible twos) sabe como pode ser desgastante conviver o dia inteiro com um bebê birrento. Ele se joga no chão, berra, chora, bate, faz o maior escândalo, e você fica prestes a perder a paciência. E bater nem pensar, afinal você não vai dar exemplo do que ele NÃO deve fazer, concorda?

E aí você pensa: e agora, como lidar com isso? Parece que a única opção é ter muita paciência e esperar o tempo passar!

Hoje eu quero compartilhar com vocês um vídeo que caiu nas minhas mãos, com uma técnica do Dr. Harvey Karp para lidar com a birra. Ele é um pediatra super famoso no EUA, conhecido pelo DVD “O bebê mais feliz do pedaço” (que aliás é imperdível, mostra como acalmar um bebê – assunto para outro post). E vendo o material desse pediatra da UCLA, achei bem interessante sua abordagem para lidar com toddlers (idade que equivale ao período de 1 a 4 anos). Nessa fase o bebê tem reações bem intensas, já sabe o que quer mas nem sempre consegue se expressar bem. E decididamente ainda não sabe controlar bem sua frustração ao receber um não.

O pediatra compara esses pequeninos a homens das cavernas, seres não-civilizados (hahaha! Alguma semelhança com o seu?). E para se comunicar com eles, sugere uma técnica simples (no vídeo vocês verão que é até engraçada!), que consiste em 3 passos:

1) Encurte as frases – o bebê só entende frases curtas; alongar-se significa para ele “bla, bla, bla… bla, bla, bla…”

2) Repita, repita, repita (VÁRIAS vezes o que você está falando!) – como o bebê está em crise, você precisa repetir para ter certeza de que ele está ouvindo.

3) Imite a linguagem corporal do seu filho – abaixe-se até a altura dele, gesticule como ele, imite seu jeito de falar, conecte-se emocionalmente a ele.

É importante que o bebê perceba que você o está escutando, e isso você consegue repetindo as frases dele, usando a mesma linguagem corporal. Depois disso você coloca a sua ordem, ou a sua mensagem. Como ele se acalmou ao perceber que está sendo ouvido, ele também ouvirá seu recado (se você não fizer isso, ele estará no meio da crise de birra/raiva e decididamente não ouvirá você!).

Vamos a um exemplo: seu filho quer mais biscoitos e está na hora do jantar. Provavelmente você diria: “querido, você não pode comer mais biscoitos agora, pois daqui a pouco servirei seu jantar”. Traduzindo, o que ele ouve é bla, bla, bla… E então começa a guerra. Segundo a técnica você deveria dizer: “Biscoito, biscoito, biscoito, você quer biscoito, você quer biscoito” (aí você conseguiu a atenção dele, certo?). Então você coloca a SUA mensagem “agora não, você vai jantar” (frases curtas, lembra-se?). Repita a sua mensagem até perceber que ele entendeu. E mude de assunto, transfira a atenção dele para outra coisa. E é isso! Confira no vídeo:

Quanto mais agitado estiver seu filho, mais teatral você deve ser. E tente começar a falar assim logo que perceber que ele está se irritando, para evitar que a coisa chegue num ponto insustentável. Se a técnica não funcionar para aquela ocasião, a recomendação é que você diga: “vou falar com você quando você se acalmar”. Vire as costas e saia, respeitosamente, por uns 30 segundos! Não dê audiência para a birra!

E aí, que tal tentar a técnica? Depois conta pra gente o resultado!




Arquivado em: ComportamentoDesenvolvimento

Comentários (9)

Trackback URL

  1. Dani disse:

    Nívea, adorei! Assisti tudinho e acho muuuito engraçado falar com a mesma energia deles… acho que ninguém consegue tamanha paixão, tamanha ira… mas é bom tentar, vale a pena. A Laura, no alto dos 17 meses, está chatiiiinha… vamos ver…

    E vc, tudo bem em casa???

    Dê notícias.

    Beijos!

  2. Juliana disse:

    Muuuuuito bom!!! Vivi isso algumas vezes com a Mariana e achei que estava dando uma de louca quando abaixava e fazia igual a ela, mas sempre deu certo!!! Que legal!!! Agora vou aperfeiçoar o que eu já havia feito, claro!!! Tipo de informação realmente super-hiper-mega-master-blaster útil!!!

    E aí Nívea, tudo bem? Como está a pequena???

    Bjssss

  3. Ana Julia BM disse:

    kkkkkkkkkkkkk……..os pais fazem um papel e tanto heim…..adorei!! Acho q vale a pena tentar qdo chegar a hora!!!

  4. nely disse:

    Eu espero que dê certo com o meu filho, pois tem hora que a minha vontade é sumirrrrrrrr

  5. Karina simon disse:

    super me identifiquei com todas as situações, minha Beatriz emanueli tem 1 ano e 9 meses,esta no auge das birras! e nem sempre sei como lidar, vou tentar aplicar as técnicas que vi! tomara que de certo.

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail