Lidar com o retorno ao trabalho depois da licença maternidade pode ser complicado para algumas mulheres  – e não é para menos. Conseguir se separar do bebê, depois de um período intenso de adaptação à nova rotina, pode ser algo difícil.

Por isso, neste texto nós elencamos alguns fatores que podem ajudar você a minimizar os impactos desse momento. Acompanhe para saber mais e fique por dentro de tudo!

Leia mais: 10 filmes imperdíveis sobre maternidade e gestação

Como lidar com o retorno ao trabalho depois da licença maternidade?

retorno ao trabalho depois da licença maternidade

Mãe amamentando a filha durante o trabalho. Foto: Freepik

Publicidade

Para lidar com o retorno ao trabalho depois da licença maternidade é aconselhável se preparar com certa antecedência. Porém, pode ser que você tenha chegado, neste texto, um dia antes de voltar ao trabalho – e tudo bem. Mas pode ser que não.

Em ambos os cenários, o importante sempre será se planejar. Mesmo que isso não tenha acontecido com um tempo adequado como você gostaria. Faz parte…

E para lhe ajudar nesse plano, elencamos alguns fatores que podem ser úteis para todas as mamães. Veja:

1. Delegue funções importantes do lar e dos cuidados com o filho

retorno ao trabalho depois da licença maternidade

Mãe trabalhando com as filhas por perto. Foto: Freepik

Você não precisa ser (e nem é) uma super heroína ou mutante, certo? Então por que querer agir como tal? Pois é!

Delegar as funções da casa e dos cuidados com o bebê é de suma importância no momento do retorno ao trabalho depois da licença maternidade.

Publicidade

Claro que nem todas as mulheres têm o suporte adequado nesse momento. Mas o que queremos dizer é que, se existe a possibilidade, não tenha medo de solicitar ajuda da sua rede de apoio. Você não precisa resolver todas as pendências sozinha.

E se você mora com mais pessoas, nada de querer fazer toda a limpeza e arrumação sozinha, hein? O mesmo vale para a logística das finanças e do mercado, por exemplo.

Delegar funções é primordial para não se sobrecarregar!

Veja também: O que levar para maternidade: lista para a mamãe, o bebê e o papai

2. Ofereça tempo de qualidade com o seu filho – e não quantidade de horas

retorno ao trabalho depois da licença maternidade

Mãe empreendedora com o bebê no colo. Foto: Freepik

Ter duas horas por dia para se dedicar ao filho, com qualidade, atenção e muito carinho, é melhor do que ter todas as horas, mas exausta, sem foco, completamente perdida no que está sendo feito.

Publicidade

Isso quer dizer que você não precisa abrir mão do seu trabalho para cuidar do seu filho durante todo o dia. Mas sim, pode se preparar para ter pequenos momentos ricos ao longo da sua rotina.

Acredite, seu filho se sentirá muito mais acolhido e amado nesse tipo de cenário. Diferente do que ele sentiria se a sua presença física fosse constante, mas a de “espírito” não.

3. Converse com o seu filho sobre a ausência – nunca saia escondido

retorno ao trabalho depois da licença maternidade

Mãe trabalhando com o bebê no colo. Foto: Freepik

Sim, a gente sabe que o seu filho ainda é um bebê. Mas ele precisa, desde já, ver que terá que lidar com a sua ausência. E para que isso aconteça, se despeça dele antes de sair de casa e jamais saia escondido!

Ele precisa reconhecer, pouco a pouco, que existem limites entre você e ele. E mesmo que neste momento tudo ainda seja muito abstrato na cabeça da criança, essa sua consideração por “se despedir” ficará gravada para sempre no inconsciente. Não se esqueça disso.

Leia mais: Empreendedorismo: 20 Ideias de negócios para mulheres

4. Converse com outras mães e busque inspirações nesse sentido para lidar com o retorno ao trabalho depois da licença maternidade

Mãe trabalhando sentada na cama com o seu bebê. Foto: Freepik

Conversar com mães que já passaram pelo retorno ao trabalho depois da licença maternidade é um bom caminho. Primeiro porque você perceberá que, mesmo em meio às dúvidas, elas superaram esse momento. Segundo porque você poderá absorver muitas dicas e considerações que talvez lhe ajudem a ultrapassar essa fase com mais facilidade.

Mas, o que fazer quando não se conhece nenhuma mãe que trabalha? Bom, você pode acompanhar diversas profissionais online. Isto é, pode seguir perfis, nas redes sociais, de mulheres inspiradoras e que falam sobre maternidade e empreendedorismo, por exemplo.

Assim você vai se inteirando por esse tipo de assunto, e consegue enxergar que não está sozinha nesse universo chamado “maternidade”.

Veja também: Carreira e maternidade: dá para conciliar?

5. Antecipe o retorno à empresa – no sentido de saber mais sobre o que está acontecendo

Antes de simplesmente ir se deitar para acordar no outro dia e ir ao trabalho, foque em dar aquela checada na situação atual.

Para isso, visite as redes da empresa, leia sobre as novidades, abra o e-mail do trabalho e procure conversar com os seus colegas. Quem sabe você descobre que alguma dinâmica mudou? Assim não ficará tão surpresa – ou deslocada – quando voltar ao trabalho de fato.

6. Retorno ao trabalho depois da licença maternidade: Não se sinta culpada – seu filho não é parte do seu corpo

Mãe trabalhando na cama com o seu bebê. Foto: Freepik

Por fim, quando pensar no retorno ao trabalho depois da licença maternidade, não sinta culpa. Não há nenhum motivo para se sentir culpada!

O seu filho, embora seja seu, não é uma parte do seu corpo. Ele é um ser vivo que, com o passar do tempo, irá adquirir a sua própria maturidade e independência.

Isso quer dizer que faz parte da vida não ter a mãe o tempo todo por perto. Afinal, é possível que você também não tenha tido a sorte de sempre ter a sua mãe “colada” em você, não é mesmo?

Inclusive, é interessante ressaltar que a sua ausência também pode ser benéfica para a saúde mental do bebê. Sabe por quê? Porque assim ele se reconhece como um sujeito, e toda vez que você retorna, ele fortalece um laço saudável com você – longe de ser uma dependência emocional.

Portanto, não sinta culpa: dar esse tempo para o seu filho ficar com outras pessoas melhora a sociabilidade dele, cuida da saúde mental e ainda o ajuda a se desenvolver de maneira independente.

Leia também: Maternidade X Carreira: as verdades sobre a questão que ninguém comenta

O retorno ao trabalho depois da licença maternidade pode ser doloroso – mas é possível!

Mãe trabalhando com a bebê no colo. Foto: Freepik

O retorno ao trabalho depois da licença maternidade pode ser a coisa mais difícil do mundo para algumas mulheres, mas o fato é que é possível.

Além disso, é fato que esse retorno é muito benéfico para a saúde mental da mãe e do bebê. Afinal, as chances de um se sentir dependente da presença do outro é mais baixa.

E ainda, você poderá desenvolver a sua carreira e a sua vida, sem ter que “pausar tudo” porque teve um filho. Hoje em dia as coisas não são mais dessa forma!

Os seus sonhos ainda são seus – e merecem ser realizados. O importante, em todos os casos, é encontrar o equilíbrio entre todas as prioridades da vida.

Boa sorte no seu retorno ao trabalho depois da licença maternidade!

Veja também: 10 dicas para as mães que desejam empreender