Muitas mulheres se perguntam o que significa quando aparece a menstruação com pedaços de pele. A situação costuma ser normal em muitos ciclos e pode significar apenas o fim do período fértil, mas em diferentes situações, pode ser sintoma de problemas mais graves. 

Abaixo, veja 7 diagnósticos possíveis para a menstruação com pedaços de pele. 

 

O fim do período fértil e a menstruação com pedaços de pele

A menstruação marca o fim do período fértil. A fase em que o corpo se preparava para ser fecundado. Durante esse processo, as paredes internas do útero chamadas de endométrio ganham mais espessura porque se prepararam para uma gravidez.

Publicidade

Quando essa gravidez não acontece, o endométrio começa a descamar e forma a menstruação. Essas peles, que são encontradas em alguns fluxos, podem ser o descarte do excesso do endométrio que não recebeu um óvulo fecundado. 

A quantidade ou o tamanho desse descarte são regidos conforme a produção hormonal da mulher. 

 

A possibilidade de um mioma

Caso a menstruação venha acompanhada de dores mais intensas no útero, fluxo muito forte e sangramentos fora do período menstrual, os pedaços de pele podem ser sintomas de um mioma. 

O mioma é um tumor benigno que se forma no endométrio, a parede interna do útero. Ele pode ser diagnosticado por um ultrassom pélvico. Já o tratamento, é feito com remédios e, em alguns casos, cirurgia para a retirada do mioma. O acompanhamento médico para o diagnóstico e a medicação é imprescindível. 

 

Publicidade

Falta de vitaminas e minerais podem deixar a menstruação com pedaços de pele 

A falta de vitaminas C e K podem ser a causa dos pedaços porque elas afetam a circulação sanguínea. Isso pode fazer com que a menstruação venha com pedaços de sangue originários de coágulos. 

O diagnóstico deve ser feito por um exame de sangue, e o tratamento inclui uma mudança de dieta que conte com alimentos ricos nas vitaminas em citadas, como laranja, espinafres, morangos, brócolis e cenoura. 

 

Os sintomas da endometriose 

Endometriose é um problema ginecológico que atinge cerca de 2 milhões de mulheres por ano. Porém, seus sintomas podem ser facilmente confundidos com os de um mioma: fluxo forte, dor intensa no abdômen e coágulos sanguíneos. 

Ele é mais comum em mulheres de 30 a 40 anos e acontece porque uma parte do endométrio passa a crescer fora do útero. O diagnóstico é feito por ultrassom transvaginal ou exame sanguíneo. O tratamento varia para cada caso e pode incluir desde remédios, até tratamento hormonal ou cirurgia. 

 

Publicidade

Os pedaços de pele na menstruação podem ser sinal de aborto

Caso esses pedaços tenham uma coloração amarelada ou acinzentada, pode ser que tenha ocorrido um aborto. Esse caso é mais comum no primeiro trimestre de gestação e ao ser detectado exige um atendimento médico imediato. 

O acompanhamento profissional é importante porque o aborto pode causar hemorragia e outras infecções no útero.

 

Sinais de deficiência sanguínea e anemia ferropriva 

Os coágulos da menstruação podem ser uma deficiência nos níveis de ferro, o que altera a coagulação sanguínea fazendo surgir os “pedacinhos” no fluxo. 

O diagnóstico é feito com exames de sangue que investiguem a presença de uma anemia. Se confirmada, o tratamento pode incluir suplementação de ferro sob receita médica, uma nova dieta rica em alimentos com ferro como lentilha, salsa e feijão. 

 

Outras doenças que podem causar a menstruação com pedaços de pele

Polipose e hiperplasia endometrial são doenças que afetam o endométrio e podem ser diagnósticos para os pedaços de pele. A primeira causa pólipos na parede interna do útero, enquanto a segunda causa o crescimento excessivo do tecido. 

Para diagnosticá-las a presença médica também é indispensável e os exames costumam incluir uma curetagem do tecido do endométrio e administração de progesterona. 

Conhecer bem o próprio ciclo menstrual é importante para evitar doenças, porque permite que o aconselhamento médico seja procurado o quanto antes.