Fim de inferno astral!

Por 0 Comentários


Outro dia, conversando com minha mãe, ela disse que eu sempre passava meu aniversário doente. Maio é o mês em que o tempo em São Paulo vira de vez, as tardes passam a ser frias, e as viroses tomam conta de todos. E comigo não era diferente. Nesse ano, mais um vez, passo meu aniversário resfriada. Mas, com aquela sensação de que daqui para frente tudo só melhora! Afinal, “o inferno astral terminou”.

Para quem não conhece muito bem o conceito, eu esclareço: o mês que antecede o aniversário é conhecido como inferno astral. E isso não quer dizer que você estará sujeita a todas as catástrofes da vida. Esse é um tempo de introspecção, de estar em contato com suas verdades, de analisar o ano que passou e de fazer planos para o próximo. Esse contato com a parte mais interna do seu ser às vezes é difícil, mas necessária, para crescer.

Fazendo uma análise do ano que passou, posso dizer que ele foi revolucionário em minha vida. Há um ano, eu era mãe de um bebê de dois anos (uma “birrentinha” chata, em pleno “terrible two”); hoje, sou mãe de uma menininha de três (muito mais companheira e compreensiva). Antes, eu era dentista e funcionária pública; agora, sou a blogueira que trabalha em casa (e muito mais feliz, vocês acreditam?). Antes, eu batia o cartão, tinha chefe e o dinheirinho certo caindo na conta ao fim do mês; atualmente, sou dona do próprio nariz, com todas as vantagens e desvantagens dessa condição.

O mais engraçado de tudo isso, é que há um ano eu não poderia imaginar como estaria nesse 30 de maio. E talvez seja isso o mais bonito da vida: sua imprevisibilidade. A surpresa constante e a possibilidade de mudar de rumo sempre, na busca pela felicidade!

Que venha então mais um ano! E se este for tão bom quanto o anterior, será bom demais!




Arquivado em: Papo de mãe Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail