Dicas para adaptar seu filho ao horário de verão

Por 3 Comentários


Amanhã acertaremos o relógio para uma hora mais tarde em boa parte do Brasil. E já tem muita mãe por aí se perguntando como adaptar seu filho ao horário de verão. É verdade, a primeira semana do novo horário tende a ser turbulenta. Dificuldade para acordar, manha para não dormir cedo, irritabilidade e dificuldade para comer (você que é mãe, já sabe: criança que não dorme direito, não come direito). Uma das leitoras do blog pediu para que eu desse dicas sobre o assunto, e achei interessante compartilhar isso com todo mundo. Vão aí as minhas dicas de como facilitar a transição das crianças para o horário de verão:

relógio

– Faça a adaptação aos poucos. Se seu filho sofre com essas mudanças, não deixe para acordá-lo em um horário mais cedo (em relação à hora normal) só na segunda-feira. Já comece no fim de semana.

– Seja rígida com o horário de dormir. Se você acordá-lo cedo e deixar que ele durma no mesmo horário (que no relógio será uma hora mais tarde), ficará muito cansado e irritado. Se seu filho for ainda um bebê, pior ainda: quanto mais cansado, maior a dificuldade de pegar no sono (e maior a chance de acordar de madrugada!). Comece o ritual de dormir mais cedo do que de costume, pois ele tende a demorar mais para pegar no sono (se o ritual demora 20 minutos, pode durar o dobro!).

– Crianças tendem a dormir um certo número de horas por noite. Se ele dormir mais cedo, tende naturalmente a acordar mais cedo no dia seguinte.

– Se seu filho ficar resistente a comer, apele para suas comidinhas favoritas (mãe tem seus truques!).

– O relógio biológico é regulado pela presença de luz. Perto da hora de dormir, feche as cortinas e deixe seu filho num ambiente mais à meia luz (mesmo que lá fora esteja claro). Com isso naturalmente o sono virá com mais facilidade.

– Se seu filho ainda é bem pequeno e dorme durante o dia, não caia na tentação de suprimir a soneca diurna, numa tentativa de que ele durma mais cedo ao fim do dia. Ele poderá ficar ainda mais estressado e com dificuldade de dormir à noite. Entretanto, reduzir o tempo da soneca da tarde em 20-30 minutos (por exemplo, se ele dorme 2 horas, acorde-o depois de 1 hora e meia, 1 hora e 40 minutos) por dia poderá fazer com que ele tenha sono mais cedo.

– No final de semana seguinte ao início do novo horário, mantenha a rotina. Do contrário, a adaptação que em geral acontece em até uma semana demorará ainda mais para ocorrer.

Bom horário de verão a todos!




Arquivado em: Dicas de mãe Tags:

Comentários (3)

Trackback URL

  1. Jeniffer Messeis disse:

    kkk

  2. Debora Esteves disse:

    Tenho um bebê de quase 4 meses e antes do horário de verão ele dormia as 20:20 e acordava por volta das 2:00 e agora não dorme antes das 21:30 e voltou a acordar de 2 em 2 horas na madrugada, sendo que de manhã só colchila e de tarde dorme uma hora. Dou banho as 18:30 e começo o ritual as 20:00, mas ele só dorme depois das 21:00 como devo proceder? Ele esta cansado, grita e demora horrores pra dormir a noite. Atenciosamente Debora

    • Nívea Salgado disse:

      Olá, Debora. Vou tentar ajudar (não sou especilista em sono, vou apenas dar uma sugestão com base em tudo o que li sobre o assunto). Vamos pensar juntas: se ele voltou a acordar durante a noite, pode significar duas coisas: ou está exausto (porque está dormindo muito pouco durante o dia – você disse que ele está apenas cochilando pela manhã; antes o soninho da manhã era melhor?) ou está dormindo MUITO durante a noite (mais do que sua necessidade diária). Há uma adaptação natural que o bebê terá que passar em função da iluminação do dia e do horário de verão, por isso é normal que durante a primeira semana tudo fique mais complicado. Continue persistindo no horário de dormir, e NÃO deixe que ele acorde mais tarde pela manhã. Com isso ele sentirá sono pela manhã e tirará um soninho mais reparador, o que influenciará também seu sono noturno. Mas os primeiros dias são difíceis mesmo. Um abraço, qualquer coisa estamos aqui!

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail