Você vai viajar e essa vai ser a primeira vez do bebê na praia? Confira dicas de cuidados para aproveitar ao máximo esse momento especial, com toda a segurança e conforto para o pequeno.

Afinal, fato é que todo mundo tem que ficar de olho em alguns pontos quando vai à praia, não se expor ao sol sem proteção, não ultrapassar o limite da área destinada aos banhistas, entre outros.

No entanto, um bebê na praia requer cuidados mais específicos ainda. O problema é que nem todos conhecem ou, pior, simplesmente ignoram.

Por isso, criamos esse artigo para te ajudar nessa missão!

Publicidade
bebê na praia

Família na praia com bebê. Crédito da foto: Freepik

Bebê na praia: Veja os principais cuidados

Quer saber quais são os principais cuidados com bebê na praia? A gente vai explicar qual é a idade mais adequada para levá-lo a esse tipo de passeio em família, o que é preciso carregar na bolsa e muito mais. Confira!

Bebê na praia – Leve em conta a idade

Segundo os especialistas, a idade mais recomendada para levar seu bebê à praia é a partir dos 6 meses. Isso porque, antes desse período, a pele deles é ainda mais sensível à água salgada do mar, o que pode ocasionar problemas como alergias, coceiras e irritações.

Além disso, é a faixa etária em que o bebê já tomou a primeira leva de vacinas e está com a imunidade mais forte. Ainda assim, é necessário tomar cuidados com a pele, a higiene e a alimentação da criança.

Ter uma maior atenção com os itens do vestuário do bebê pode deixar os momentos solares na praia mais tranquilos. Roupas leves (de algodão) e claras, por exemplo, são as melhores opções para minimizar os efeitos do sol — inclusive, também existem modelos de roupas com proteção solar.

No carro ou no avião

Uma das recomendações mais comuns durante uma viagem com bebês é dar-lhes a chupeta na hora que estiver subindo e descendo a serra ou na subida e descida do avião.

Publicidade

Isso porque o movimento da boca de sugar evita que a pressão no ouvido incomode ou cause dor.

Bebê na praia – Repelente e mosquiteiro

Converse com o pediatra sobre a vacina contra a febre-amarela, levando em conta a idade do seu bebê (a vacina é recomendada somente a partir dos 9 meses).

O risco de dengue nessa época do ano também é uma preocupação, então não abra mão do repelente. Só que não é qualquer repelente que pode usar!

O tipo de repelente a escolher vai depender da idade do bebê, uma vez que as substâncias químicas presentes no produto podem causar reações alérgicas e ser prejudiciais.

Bebês menores de 6 meses não devem usar repelente, então converse com o pediatra antes e siga a recomendação do profissional. Se for o caso, saia sempre com o mosquiteiro.

Além disso, é importante ler o rótulo dos repelentes, que sempre mostra a idade permitida. Repelentes que contenham DEET ou Icaridina, por exemplo, só poder ser usados em crianças maiores de 2 anos.

Publicidade

Use roupas leves e chapéus

Não pense que a proteção vai ocorrer ao vestir roupas pesadas, sintéticas ou muito fechadas. Isso só facilitaria a incidência de assaduras por causa do calor. Por fim, lembre-se de levar um chapéu para o bebê, ok?

Bebê na praia – Passe protetor solar

Claro que esse item não poderia ficar de fora da bolsinha preparada quando um bebê vai à praia. É fundamental passar protetor solar infantil com, no mínimo, FPS 30 por todo o corpo para preservar a pele e protegê-la dos raios solares.

Além disso, não se esqueça das regiões da orelha, que queimam facilmente.

Porém, como indicam os especialistas, esse produto só deve ser passado a partir dos 6 meses de idade, devido à alta sensibilidade da pele do bebê. Essa aplicação deve ser repetida a cada duas horas, sobretudo em dias nublados.

Escolha locais adequados na areia

A criança deve ficar embaixo do guarda-sol e mais próxima da parte úmida da areia. É possível que na área seca haja uma maior concentração de fezes de animais, as quais podem conter micro-organismos causadores de bichos geográficos.

No final do passeio, o excesso de areia deve ser retirado para não causar problemas na pele. O talco é uma ótima opção para essa tarefa.

Bebê na praia – Faça a higienização adequada

Você também deve prestar atenção ao tempo em que o bebê permanece com shorts de banho, maiô ou fraldas sujas, principalmente após ter entrado em contato com a areia ou com a água salgada.

É que a pele pode ficar irritada e ocorrer inflamações como a foliculite, muito semelhante à picada de insetos.

Ofereça uma alimentação natural

É indicado levar lanches de casa para comer na praia, procure armazenar e conservar os alimentos adequadamente. Quando a refeição vem de fontes desconhecidas, os riscos de intoxicação aumentam.

Também é importante respeitar os horários de refeição da criança e oferecer muita água a ela. No caso de o bebê tomar mamadeira, é melhor prepará-la no local em vez de levá-la pronta de casa.

bebê na praia

Criança brincando na praia, com balde de areia. Crédito da foto: Freepik

Primeira vez do bebê na praia? Veja o que levar na bolsa!

Primeiramente, é normal não saber o que é realmente necessário para passar um dia na praia ou na piscina com a criança. Muitas mamães e papais ficam em dúvida sobre o que levar na bolsa de praia para o bebê.

Existem diversos itens e acessórios que os pais devem levar à praia para tornar essa experiência mais prática e segura para a criança, tornando-se um momento inesquecível!

Veja a seguir:

1) Bolsa ou mochila

O primeiro item da lista é a bolsa ou mochila para bebê. Para escolher a melhor para você e a sua família, é preciso estar atento a fatores como os compartimentos da bolsa, a funcionalidade, a praticidade e a leveza para que você consiga carregar todos os itens essenciais.

Tenha em mente que o bebê necessita de diversos itens. Portanto, a bolsa ou mochila precisa ter o tamanho adequado para realmente te ajudar com tudo o que você vai precisar. Dê preferência a bolsas ou mochilas com materiais resistentes, impermeáveis e de fácil limpeza.

2) Fralda descartável

As fraldas descartáveis são de extrema importância na vida dos bebês e suas trocas são necessárias para manter a criança limpa e saudável.

Para a praia ou piscina, é importante levar um número de fraldas acima do que você está acostumado para não acabar faltando.

Além disso, como o bebê fica entrando e saindo da água, podem ser necessárias mais trocas em um menor espaço de tempo.

3) Protetor Solar

Um ponto de extrema importância é como proteger o bebê do sol na praia e na piscina. Por isso, o protetor solar adequado para crianças precisa estar sempre em mãos.

Primeiramente, esse item deve ser indicado pelo pediatra ou dermatologista de confiança, para garantir que o bebê não tenha nenhuma reação alérgica ao produto.

Além disso, o protetor solar precisa ser aplicado 30 minutos antes da exposição ao sol para permitir que os ingredientes atuem nas camadas superficiais da pele. E também é preciso repassar o protetor solar a cada duas horas ou sempre que o bebê entrar na água.

4) Toalha, toalhinha e roupão

As toalhas mais finas são ótimas para levar à praia, porque, além de cumprir o papel de manter o bebê sequinho e protegido quando necessário, elas ocupam menos espaço na bolsa, ajudando a conseguir levar tudo que é necessário.

Toalhinhas para o rosto também são importantes para tirar a água de sal do rosto e não correr o risco de entrar areia no olho e machucar o bebê. Já os roupões são mais opcionais, mas garantem praticidade para você e o bebê também.

5) Kit de higiene

Como a pele do bebê é sensível, é fundamental ter um kit de higiene para garantir o bebê esteja limpinho e seguro. O primeiro item que precisa estar no kit é a pomada de assadura, que cria uma barreira de proteção que minimiza os riscos de irritações, mantendo o bebê confortável.

Outro item importante são os lenços umedecidos, que servem para limpar durante as trocas e para limpar sujeitas com comida, secar o nariz e higienizar as mãos antes das refeições.

Além disso, o talco precisa estar incluído nesse kit. Ele serve para te ajudar a limpar aquela areia que grudou e não sai do bebê

Por fim, também é importante levar creme ou óleo para hidratar, escova ou pente de cabelo e sabonete líquido para corpo e cabelo (2 em 1), caso você não queira levar shampoo e condicionador, por exemplo, o que economizaria ainda mais espaço na bolsa ou mochila.

6) Roupa extra

Levar uma roupa extra para o bebê é de extrema importância, visto que as roupinhas podem ficar sujas ou com areia grudada. Entre as opções, aposte em camisetas e shorts para manter o bebê fresquinho e uma calças, caso ocorra mudança de temperatura.

Além disso, o ideal é incluir na lista chapéus ou bonés para proteger ainda mais o bebê da exposição direta ao sol. Camisetas próprias para sol e água com proteção UV também são interessantes para manter o bebê protegido.

Já para os pés, opte por chinelos ou sandálias, que vão manter os pezinhos livres para respirar.

7) Água e lanchinho

Os alimentos são essenciais para levar para a praia com bebê. Tenha sempre na bolsa água, suco, papinhas, biscoitos, frutas e outros itens que a criança já esteja habituada a comer. Você sempre tem opção de comprar algo na rua também, mas o mais garantido é levar de casa o que o bebê já tem costume e gosta de comer.

Além disso, é importante levar também babadores, mamadeira, lancheira ou potes térmicos e talheres. Dessa forma, você vai estar preparado para todos os imprevistos que puderem acontecer no passeio, e seu bebê estará sempre saudável e bem cuidado.

8) Boias de braço

Por fim, essa é uma dica importantíssima, e embora as boias de braço sejam uma opção super conhecida, especialistas indicam o uso de colete salva-vidas por ser mais efetivo na segurança na água.

Afinal, aquelas crianças mais sapequinhas possuem mais facilidade para tirar as boias de braço. Aquelas muito grandes também são levadas com maior facilidade para o fundo do mar, o que pode representar um perigo ainda maior.

Outro fator importante, nesse caso, é obedecer às recomendações descritas em placas e, no caso das praias, pelos próprios bombeiros salva-vidas.

Menininha brincando na praia, com baldinho e brinquedos. Crédito da foto: Freepik

Praia com bebê: somente a partir dos seis meses de idade 

Essa é uma medida de segurança fundamental para os bebês, visto que o uso de protetor solar apenas é recomendado a partir dessa idade e não há guarda-sol ou sombra de árvore capaz de protegê-lo dos raios solares.

Até essa idade, a pele do pequeno é extremamente sensível, o que pode potencializar o aparecimento de problemas graves como queimaduras.

Além disso, é a partir dos 6 meses que o sistema imunológico do pequeno está mais fortinho, reduzindo significativamente as chances de eles desenvolverem algum tipo de doença.

Primeira vez do bebê na praia – Conclusões:

Mesmo que vocês tenham escolhido passar as férias em uma praia já conhecida, é fundamental que os pequenos não fiquem sem supervisão e, em hipótese alguma, entrem na água sozinhas. Essa dica também vale para a piscina e para qualquer outro lugar que tenha um corpo d’água.

As chances de um acidente acontecer aumentam consideravelmente quando você ou o responsável pela criança não estão olhando.

Por fim, sempre se atente à limpeza dos locais! Afinal, tanto a praia quanto a piscina são ambientes ricos para os bebês aguçarem suas habilidades psicomotoras, devido à infinidade de texturas, cheiros e vistas.

Porém, é preciso que os pais estejam atentos à limpeza: a areia, por exemplo, pode conter ovinhos de larvas, presentes em fezes de animais que, geralmente, se concentram na porção seca.

Como vimos, a criança não precisa ficar de fora desse programa tão divertido. A questão é redobrar os cuidados quanto à segurança do bebê na praia para que certos problemas não ocorram.

Lembrando que é importante estar atento ao fato de que a pele do bebê é sensível. E, por isso, ele não pode ficar em exposição direta ao sol e precisa estar hidratado e protegido o tempo todo.

Agora que você já conferiu dicas de cuidados e também o que levar para garantir maior conforto e segurança para o bebê, leia também:

Esperamos que tenha gostado desse artigo. Continue acompanhando nosso blog e até a próxima!