Você está pensando em fazer uma viagem na pandemia? Confira aqui quais cuidados tomar para se proteger contra o coronavírus e realizar uma viagem tranquila e segura para você e sua família.

Sabemos que com a mudança de rotina provocada pela pandemia, muitas pessoas passaram a se perguntar como viajar com segurança a partir de agora, já que muitas pessoas ainda não foram vacinadas e a doença está presente no mundo todo – em menor ou maior grau.

Pensando nisso, resolvemos fazer uma guia com dicas de quais cuidados tomar durante a sua viagem na pandemia. Leia abaixo!
viagem na pandemia

Mulher asiática olhando para seu smartphone, caminhando com a bagagem para o terminal de voo no aeroporto. Crédito da foto: Freepik

Viagem na Pandemia: Confira quais cuidados tomar

A verdade é que, com a pandemia, o ato de viajar requer mais cuidados do que antes. Agora, não basta apenas pegar a mala e ir conhecer novos lugares, pois esse processo se tornou mais cauteloso.

Publicidade

Desde o novo cenário de isolamento social, viajar requer alguns cuidados, com a adoção de medidas preventivas necessárias para se proteger da Covid-19.

Dessa maneira, é possível viajar tranquilo e com segurança! Ou seja, você pode retomar seus planos de viagem, desde que respeitando as recomendações das autoridades.

Mas como fazer esse planejamento em um momento tão diferente da nossa história?

É comum que, nessas horas, muitas dúvidas passem pela cabeça do viajante, ainda mais com as restrições impostas tanto para viagens aéreas quanto rodoviárias.

Se esse é o seu caso, fique tranquilo, pois iremos te ajudar. Para facilitar sua vida e descomplicar suas próximas viagens, preparamos um texto completo, com tudo o que precisa saber para viajar com segurança. Acompanhe!

viagem na pandemia

Imagem de uma menina utilizando máscara, apontando para cima e segurando um bilhete de viagem. Ela veste um casaco, boné e mochila. Crédito da foto: Freepik 

Publicidade

Quais cuidados tomar durante uma viagem na pandemia?

Embora as medidas de isolamento para conter a propagação do vírus variem de uma cidade para outra, é possível sim viajar com segurança durante a pandemia.

Contudo, é preciso se atentar a algumas recomendações importantes, especialmente nos aeroportos, que são ambientes nos quais há circulação de várias pessoas de várias partes do país.

Quais medidas de segurança estão sendo tomadas nos aeroportos e linhas aéreas?

Além da recomendação da Infraero de que se dirijam aos aeroportos apenas pessoas que precisam viajar de avião, existem ainda as medidas de segurança determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Confira algumas de suas orientações:

  • Disponibilização de álcool em gel, sabonete líquido e papel em toalha em todos os terminais;
  • Distanciamento social de pelo menos dois metros entre as pessoas;
  • Divulgação de instruções de distanciamento social, higiene e proteção nas áreas de embarque e desembarque, áreas operacionais e administrativas, banheiros e estacionamentos;
  • Estímulo à realização do check-in por meio de canais digitais, como aplicativos das empresas aéreas ou web-check-in;
  • Evitar o manuseio de cartões de embarque impressos;
  • Reforço na limpeza e desinfecção da área de movimentação de passageiros, pontes de embarque, ônibus, desembarque e demais áreas comuns;
  • Se possível, usar cartões de crédito ou smartphone para pagamento em lojas e serviços no aeroporto;
  • Uso de máscara obrigatório por parte dos passageiros e pessoas que circulam pelas áreas públicas dos terminais, além do uso de equipamentos de proteção individual (EPI) pelos colaboradores.

Já as empresas aéreas adotaram políticas que tornam obrigatório o uso de máscaras em todas as aeronaves comerciais.

Além disso, elas também eliminaram o serviço de bordo em voos nacionais, tornaram mais rigorosos os protocolos de desinfecção e higiene e equiparam funcionários com EPIs.

Até mesmo a organização do embarque e desembarque de passageiros passou por mudanças, acontecendo agora por filas pensadas para evitar aglomerações.

Publicidade

Qual o melhor meio de transporte em uma viagem na pandemia?

A melhor maneira de viajar com segurança durante a pandemia do novo coronavírus é pelo meio de transporte no qual se tem menos contato com outros passageiros: o carro.

Ou seja, prefira viajar de carro sempre que possível, pois esse é o meio mais seguro de todos, no qual o viajante fica em contato com menos pessoas (ou só com as pessoas de seu vínculo) se expondo menos ao risco de entrar em contato com alguém infectado pelo vírus.

No entanto, caso não seja possível viajar de carro ao seu destino – por distância ou outro motivo -, a recomendação é se atentar às recomendações dos órgãos de saúde.

Mulher caminhando com sua mala em um aeroporto durante a pandemia, utilizando máscara. Crédito da foto: Freepik

Quais são as recomendações dos órgãos de saúde?

De acordo com o Ministério da Saúde, as principais recomendações para viajar com segurança são adotar cuidados básicos de higiene e seguir as recomendações do local de destino.

Segundo o órgão mencionado acima, os cuidados com a saúde devem entrar na lista de prioridades de todos os viajantes para que a doença seja evitada.

Confira abaixo as recomendações do Ministério da Saúde e Anvisa para que os viajantes reduzam os riscos de exposição e transmissão da doença:

  • Lavar as mãos com frequência com água e sabão, principalmente antes de comer, usar transportes públicos ou visitar locais com grande fluxo de pessoas;
  • Caso não tenha acesso à água e sabão, as mãos devem ser protegidas com álcool em gel a 70%;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Evitar tocar os próprios olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam higienizadas;
  • Ao espirrar ou tossir, proteger a boca e o nariz com um lenço de papel descartável ou com o braço.

Já a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) compartilha as seguintes orientações para os viajantes:

  • Distanciamento social durante a passagem pelo aeroporto;
  • Uso de álcool em gel para higienizar as mãos;
  • Uso de máscara em toda a viagem.

Atenção: a Anac permite o transporte de até 500 ml de álcool em gel na bagagem de mão em viagens internacionais e até 100 ml em viagens internacionais. Já no caso de bagagem despachada, o limite é de 500 ml, tanto para voos nacionais quanto internacionais.

É preciso, porém, tomar cuidado com os frascos transportados, uma vez que o transporte de álcool em gel só será permitido se a embalagem plástica for transparente. Assim, a mesma pode ser inspecionada visualmente no embarque do passageiro.

E se eu cancelar a viagem, como proceder?

Para quem não puder viajar, a ANAC, através da MP 925 e Resolução 556, estabeleceu regras para cancelamento/adiamento de voos.

Medidas emergenciais de cancelamento/adiamento de viagens:

  • Caso o passageiro opte por adiar sua viagem, ele fica isento de cobrança de multa contratual. Entretanto, deve aceitar um crédito para a compra de uma nova passagem em até 12 meses.
  • Se ele optar por cancelar o voo e optar pelo reembolso, está sujeito às regras contratuais da tarifa adquirida. O prazo para o reembolso é de 12 meses.
  • Quem desistir da passagem até 24 horas contadas do recebimento do bilhete, terá direito ao reembolso em até 7 dias. A regra se aplica às compras realizadas com antecedência mínima de sete dias do embarque.
  • O passageiro deverá ser comunicado pela empresa aérea sobre eventual alteração programada do voo com antecedência mínima de 24 horas.
  • Nos casos de alteração programada, atraso, cancelamento ou interrupção do voo, fica assegurada a reacomodação do passageiro em voo de terceiro quando não houver disponibilidade de voo da própria empresa.

Medidas adotadas pela GOL:

Na GOL, a remarcação pode ser realizada sem custo uma única vez. Quando possível, deve ser remarcada para o mesmo tipo de tarifa selecionada anteriormente.

Para alterar ou cancelar passagens compradas em agências de viagens, entre em contato com a sua agência.

Medidas adotadas pela Azul:

Na AZUL os passageiros poderão alterar uma única vez, sem qualquer custo. Em caso de reembolso, ele será processado de forma integral em até 12 meses, a contar da data da solicitação.

Jovem mulher sentada em uma poltrona no avião, usando máscara. Crédito da foto: Freepik

Quais cuidados devo tomar antes, durante e depois da viagem na pandemia?

Conheça as orientações que você deve tomar durante as suas próximas viagens, do início ao fim, para reduzir o risco de contágio.

Todas elas se baseiam em orientações das autoridades, incluindo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Portanto, valem para qualquer tipo de viagem e destino!

Cuidados a serem tomados antes da viagem:

  • Higienize as mãos regularmente e também superfícies que sejam tocadas com frequência, como o volante, caso viaje de carro;
  • Providencie máscara para usar no aeroporto, rodoviária ou ao descer do carro em locais públicos;
  • Reserve também quantidade suficiente de álcool em gel para se proteger do vírus;
  • Caso vá dormir em um hotel, pousada ou resort, procure conhecer todos os protocolos de segurança adotados para escolher a opção mais segura;
  • Se estiver com sintomas, não viaje – essa é uma atitude responsável, especialmente considerando que a Covid-19 tem alto grau de contágio.

Cuidados a serem tomados durante a viagem:

  • Higienize as mãos antes de se alimentar e ao circular por ambientes com outras pessoas;
  • Procure manter distância dos outros passageiros;
  • Se puder, deixe as janelas abertas para que o ar possa circular com maior frequência para reduzir o risco de contrair doenças;
  • Use máscara sempre;
  • Em caso de adoecimento durante a viagem, busque atendimento médico e evite a automedicação.

Cuidados a serem tomados depois da viagem:

  • Todos os cuidados básicos de higiene devem ser mantidos, como distanciamento social, higienização das mãos, não compartilhamento de objetos de uso pessoal e uso de máscara;
  • Se apresentar algum sintoma como febre, tosse ou dificuldade para respirar, busque atendimento médico imediatamente e informe também as regiões visitadas recentemente.

Menino usando máscara para se proteger durante a viagem na pandemia. Ele segura uma mala azul. Crédito da foto: Freepik

Devo fazer seguro saúde para viagens nacionais durante a pandemia?

Em um momento de vulnerabilidade, como é o caso da pandemia de coronavírus, é essencial proteger a própria saúde.

Por mais que pareça um gasto extra, a contratação de um seguro viagem é mais do que necessária em tempos como este. Essa é uma recomendação tanto para viagens nacionais quanto internacionais.

Inclusive, a forma mais segura de evitar gastos imprevistos ao chegar ao seu destino.

Só para se ter ideia da importância disso, no final de julho, o presidente Jair Bolsonaro assinou uma portaria que só permite a entrada de estrangeiros no Brasil desde que tenham seguro saúde e teste negativo para o coronavírus.

A mesma medida também já é adotada por outros países, então nada melhor do que adquirir um bom seguro e estar protegido.

Seguro viagem cobre despesas hospitalares com o coronavírus?

Em geral, a maior parte dos planos cobre o atendimento emergencial e o diagnóstico da doença, contudo ainda não são todas as seguradoras que estabelecem a cobertura de internação para tratamento.

Então, caso o viajante manifeste algum sintoma e precisar de uma avaliação médica, será atendido de acordo com a assistência contratada.

Empresas como Assist Card e Ciclic já emitiram comunicados se comprometendo em manter a cobertura de despesas médicas e hospitalares para casos confirmados de Covid-19.

De toda forma, é bom esclarecer todas as dúvidas no momento de contratação do seguro viagem e seguro saúde.

Se contratar um seguro viagem já era importante para viajar com segurança para qualquer lugar do mundo, em tempos de pandemia, é uma exigência.

É o que vai te dar a segurança que precisa para que possa passar por consultas ou exames médicos fora de sua cidade de origem. Ou seja, uma preocupação a menos para quem precisa fazer uma viagem hoje em dia.

Resumindo, nossas principais dicas são:

  • Use corretamente as máscaras;
  • Mantenha as mãos limpas com água e sabão;
  • Utilize álcool gel nas mãos e superfícies de contato;
  • Se mantenha afastado de aglomerações;
  • Procure usar meios eletrônicos ou cartões para realizar pagamentos;
  • Dê preferência a horários alternativos ao visitar pontos turísticos para evitar aglomeração.

Viagem na Pandemia: Para onde ir?

Agora que já vimos como fazer uma viagem mais segura durante a pandemia, vamos conhecer algumas especificações para alguns destinos.

Vale lembrar que as restrições e os procedimentos podem sofrer alterações a qualquer momento.

Destinos Nacionais

Primeiramente, as viagens para destinos nacionais estão entre as preferidas dos brasileiros num primeiro momento – seja de carro, ônibus ou avião.

A procura por grandes redes hoteleiras tende a ser maior, já que o turista acredita que esses estabelecimentos possuem maiores condições de seguir os protocolos sanitários.

As viagens pelo Brasil também ganharam espaço por conta da queda de renda, aumento do dólar, menor tempo de deslocamento e facilidade de adaptação às alterações das regras da quarentena.

Veja aqui 15 cidades turísticas no Brasil que você precisa conhecer. 

Destinos Internacionais

Há situações que viajar para o exterior é um sonho a ser realizado, ou até mesmo uma necessidade. Como a pandemia está em diferentes estágios pelo mundo, também encontramos diferentes procedimentos e algumas restrições quanto a entrada de turistas, ou brasileiros, ou residentes do Brasil, ou de voos com escalas no país.

Alguns países como Portugal, exige o teste RT-PCR COVID-19 negativo, realizado 72h antes do voo, de todos os passageiros – seja qual for a origem, caso contrário não poderão viajar. Essa é uma exigência até mesmo para quem permanecer na sala de embarque para uma conexão.

Outro país a adotar a testagem do RT-PCR COVID-19 é França. O teste deve ser realizado com 72h antes do voo e ter resultado negativo. Para quem não conseguiu realizar o teste, desde 1º de agosto, os aeroportos franceses implantaram um sistema de testagem.

Pessoas com resultado negativo para Covid-19 podem circular livremente, testes positivos terão que fazer a quarentena, o mesmo vale a quem se recusar fazer o teste.

Por outro lado, encontramos países com restrições de entrada de estrangeiros em todos os continentes. Quando pensamos em viajar para os Estados Unidos, apesar de haver voos Brasil-EUA, a entrada de pessoas que tenham passado os últimos 14 dias no Brasil continua proibida, exceto cidadãos americanos, residentes e seus familiares.

Portanto, antes de viajar na pandemia recomendamos a todos os passageiros que verifiquem periodicamente as informações atualizadas nos sites oficiais do país de destino.

No caso de viagens para Europa, recomendamos acessar um portal criado pela União Europeia com informações atualizadas, também em português, sobre as restrições de cada país (https://reopen.europa.eu/pt).

Por fim, siga todas essas dicas e cuidados acima para fazer uma viagem tranquila ao lado de quem você ama!

Viagens são momentos muito especiais em nossas vidas e fazer um planejamento, principalmente durante a pandemia, é essencial.

Assim, sua viagem será ainda mais incrível e você evitará desgostos e surpresas desagradáveis no meio do caminho.

Faça uma pesquisa sobre o destino, veja como está o horário de funcionamento dos locais, tome todas as medidas de precaução acima e boa viagem!

Agora que você já sabe tudo sobre viagem na pandemia e quais cuidados tomar, leia também: