Saiba tudo sobre as principais tendências de moda íntima para 2021 e qual é o tipo ideal de lingerie para cada tipo de corpo.

Afinal de contas, a lingerie é uma peça íntima que não serve apenas para proteger as partes íntimas. Ela é uma peça essencial para valorizar o corpo da mulher.

Quando escolhidas corretamente, as lingeries valorizam as curvas femininas, transformam o visual e deixam a mulher com a aparência mais esbelta.

Mas o contrário também é verdade. Marcas de elásticos ou alças, divisões estranhas na roupa e etc, são apenas alguns dos problemas que surgem quando a lingerie não é ideal para seu corpo.

Publicidade

Ou seja, a escolha da lingerie ideal para cada formato de corpo é essencial para valorizar ainda amais as suas curvas.

Em outras palavras, a lingerie que fica bem em uma mulher pode não ficar bem em você. O segredo é escolher a lingerie ideal de acordo com o formato do seu corpo.

Portanto, escolhendo o tamanho, tipo e modelagem certos, a lingerie se torna uma grande aliada na hora de compor looks mais sensuais e ousados.

Isso mesmo! A lingerie é capaz de levantar qualquer look, deixá-lo ainda mais moderno e, claro, fazer você se sentir muito mais bonita, confiante e poderosa (como você já é!). 

Por isso, vamos deixar aqui algumas dicas super importantes para você escolher qual o modelo ideal para seu tipo de corpo.
Vamos conferir? Veja abaixo!
Portrait of short hair brunette woman with chain on neck accessories in green lace lingerie outside villa Free Photo

Mulher de cabelos curtos e castanhos, usando lingerie de renda preta. Crédito da foto: Freepik

Moda íntima 2021: Lingeries para cada tipo de mulher

Moda íntima 2021 – 1. Lingerie para corpo ampulheta

As características mais marcantes do corpo ampulheta são os ombros largos e o quadril na mesma proporção, a cintura é mais fina e normalmente os seios são mais avantajados.

Publicidade

Sendo assim, a melhor escolha é optar pelas menos chamativas. O truque é diminuir as proporções, então prefira sutiã meia taça com detalhes no centro, calcinhas com alças mais largas e cores mais escuras.

2. Lingerie para corpo retângulo

Este formato de corpo normalmente se caracteriza pela proporção similar entre o quadril, cintura e ombros. Para escolher a melhor lingerie, o segredo é criar curvas acentuadas.

Prefira bojos meia taça mais detalhados, muita estampa, babados, rendas e bordados. Quanto às calcinhas, aposta no estilo asa delta, com amarrações laterais, cores fortes e babado.

Moda íntima 2021 – 3. Lingerie para corpo oval

O corpo oval se caracteriza pelos seios volumosos e região da cintura arredondada. O truque aqui é tentar ao máximo afinar a cintura e moderar a região dos seios.

Para isso, escolha sutiãs com formas geométricas ou listras verticais, prefira peças mais escuras que dão a ilusão de diminuir as proporções. Para as calcinhas prefira também aquelas mais cavadas, tipo asa delta e que tenham alças mais finas.

Ah! O body também pode ser usado para modelar as curvas.

Publicidade

4. Lingerie para corpo pera

Uma característica bem marcante do corpo pera é o quadril largo. Normalmente os seios e ombro são menores e a cintura fina. Neste caso temos que tentar diminuir um pouco as proporções do quadril.

E para isso, escolha calcinhas com alças mais largas e sem estampa. Cores fortes e escuras são ideais. E para os seios aposte nos detalhes, muito bordado, babado, rendas e estampas.

Moda íntima 2021 – 5. Lingerie para corpo triângulo invertido

O corpo triângulo invertido é aquele que apresente os ombros mais largos do que o quadril e normalmente os seios são bem avantajados. Aqui temos que aumentar as proporções do quadril e tentar diminuir os seios.

Prefira aqueles sutiãs com alças bem largas e sustentação inferior também mais largas, escolha como opção aqueles mais discretos e de cor única, sem muitos detalhes. Para as calcinhas, escolha aquelas cheias de detalhes, lacinhos laterais, cavadas, estampadas e com babados.

Aposte na escolha certa para o seu formato de corpo e valorize o que você tem de melhor! Além disso, você esconder o que quer disfarçar também… Agora, é só montar seu look favorito e arrasar por aí!

Moda íntima

Silhueta de mulher usando lingerie de renda vermelha. Crédito da foto: Freepik

Moda íntima 2021: Tipos de modelagem

Além de prestar atenção no tipo de corpo, existem outros fatores importante a se analisar na hora de escolher sua lingerie.

Alguns quesitos como design da peça, qualidade do material, nível de conforto e também o preço são pontos essenciais analisados no momento da compra.

Contudo, o mais importante é a modelagem. É ela que garante a sustentação, o formato e a valorização do corpo, o que torna essencial conhecer os modelos procurados no mercado.

Com isso, existem treze tipos de modelagem de lingeries, que você irá conhecer abaixo!

1. Top

O top é um modelo confortável, o que o torna ideal para ser usado no dia a dia e também na moda fitness. Ele tem uma lateral reforçada e pode ter alças fortes, além de ter continuidade entre os elementos do bojo.

É perfeito para todos os tamanhos de seio e pode vir acompanhado de bojo removível, o que garante mais versatilidade e beleza ao modelar o seio.

2. Meia taça

O sutiã meia taça é muito popular entre as mulheres, já que valoriza o formato dos seios. Recebe esse nome porque deixa a parte superior do seio à mostra, o que cria um decote mais profundo.

É perfeito para ser usado com roupas decotadas e pode ter a função de unir ou levantar os seios, dependendo do modelo.

3. Estruturado

O sutiã estruturado possui reforços que o tornam ideal para mulheres que têm seios grandes e precisam de mais conforto e segurança.

O formato do bojo, por sua vez, envolve a maior parte do seio, evitando que eles fiquem mal acomodados e marquem na roupa.

Podem ser usados em peças do cotidiano, bem como em roupas mais formais e que exigem o caimento perfeito.

4. Push Up

O modelo push up também é muito querido entre as mulheres, pois sua principal função é valorizar o formato dos seios, deixando eles unidos e levantados. A peça também pode contar com bojos bolha, que tornam os seios maiores.

Entre os tipos de modelagem de bojo, este é o que possui mais variações e é importante saber escolher o modelo ideal para que a proposta da peça seja assertiva.

5. Balconet

O balconet é um sutiã ainda mais delicado que o meia taça: ele deixa metade do seio livre, mas tem renda nessa parte superior. Também pode ter um elemento de renda logo abaixo, para dar um detalhe especialmente romântico.

É perfeito para ser combinado com blusas transparentes, já que pode ser usado à mostra. Também serve para criar produções sensuais.

Moda íntima

Seis mulheres estão uma ao lado da outra, sorrindo e fazendo um coração com as mãos. Elas vestem lingeries brancas, de vários modelos. Crédito da foto: Freepik

6. Tomara que caia

O tomara que caia também é uma alternativa muito famosa, pois é sem alças. A estrutura é garantida pelas laterais reforçadas e pelos materiais utilizados, como ferragens de sustentação. O bojo pode ser, inclusive, do tipo liso ou com bolha, o qual leva a um maior volume.

É a opção indicada para usar com vestidos e blusas sem alças, mas que tenham a lateral coberta. Por causa das características, não é tão recomendado para quem tem seios maiores e mais pesados.

7. Multifuncional

O sutiã multifuncional ou multiforme recebe esse nome porque pode ser usado de várias maneiras. Ele costuma ter o bojo do tipo liso ou até meia taça, pela necessidade de versatilidade. O grande diferencial é que as alças podem ser utilizadas de várias formas ou até retiradas.

Essa opção costuma ser funcional para todos os tipos e tamanhos de seios. Além disso, pode ser combinado com várias roupas: com recorte nadador, com decote profundo e até roupas sem alças.

8. Tanga

A tanga é um dos modelos de calcinha mais usados pelas mulheres por proporcionar conforto e valorizar o formato de qualquer corpo.

Esse efeito é garantido graças às suas laterais, que têm largura intermediária, mantendo a frente maior e as costas um pouco menor.

Pode ser adotada em combinações do cotidiano, como saias, calças ou vestidos, sem prejudicar o conforto. Inclusive, pode ser feita com vários tecidos, o que garante diversos tipos de uso.

9. Tipo biquíni

A calcinha tipo biquíni também é muito utilizada. O modelo se assemelha à tanga, mantendo as laterais mais largas. O que muda de um modelo para outro é a frente e as costas, que passam a ter dimensões maiores.

É perfeita para quem busca um pouco mais de sustentação na região do corpo e ajuda as clientes que desejam disfarçar gordurinhas, por exemplo.

10. Cós alto

Esse modelo é muito usado por quem quer disfarçar imperfeições no baixo ventre, pois possui o cós mais alto na frente e atrás.

Quando são feitas com um material mais resistente, elas ganham a função de modelar o corpo e podem ser vestidas com roupas mais justas, principalmente se não possuírem costura.

11. Caleçon

O caleçon é um dos modelos mais confortáveis e bonitos dentre as lingeries. Assemelha-se a um short curto, porém o fundo é cavado. As laterais são bem largas e a parte de trás cobre a maior parte do bumbum. Os modelos confeccionados em renda são os que têm maior procura.

Elas podem ser usadas em produções leves no verão, bem como em produções sensuais para uma noite romântica, por exemplo.

12. Fio dental

A calcinha fio dental é uma das mais sensuais disponíveis. Ela conta com laterais fininhas, assim como a área da frente é menor. A parte de trás é bastante cavada, o que a torna capaz de valorizar o bumbum.

Entre os tipos de modelagem, é uma opção quase exclusiva para quem quer algo sensual para um momento especial. No entanto, também pode servir para usar com algumas roupas justas.

13. String

A modelagem string de calcinha é parecida com o fio dental, com a diferença que é um pouco maior. Tanto a parte da frente quanto a de trás são maiores e menos cavadas. Já a lateral é bem fina, no estilo de fio, o que explica o nome “string”.

A alternativa é mais confortável que o fio dental e permite ser usada com peças cotidianas e até com vestidos justos, por exemplo.

Os tipos de modelagem de lingerie têm muito peso na hora da compra, pois é ela que garante a usabilidade da peça.

Além disso, a moda está ficando cada vez mais personalizada, valorizando todos os tipos de corpos sem perder a verdadeira essência, portanto, vale investir em variedade.

Moda íntima

Mulher loira deitada na cama, vestindo uma lingerie vermelha. Crédito da foto: Freepik

Moda íntima 2021: Como usar cada tipo de lingerie

Outra coisa que podemos considerar é a grande variedade de modelinhos de lingerie, uma para cada tipo de mulher, levando em conta sua personalidade e contexto. Mas como assim? É que, para cada ocasião, existem determinados tipos de lingerie.

Pensando nisso, listamos aqui os principais tipos e quais as melhores situações para cada um deles.

Afinal, algumas peças são versáteis e funcionam praticamente em qualquer ocasião, sendo quase impossível errar.

No entanto, outras peças já são específicas e passam uma mensagem direta, exigindo que você saiba exatamente quando e onde usar. Quer ver? Continue lendo nosso artigo!

1. Baby Doll

O baby doll é, geralmente, um conjuntinho de uma camisola bem curtinha (também chamada de mini-camisola) e uma calcinha. Há também alguns modelos que trazem apenas a camisolinha, então não dá para dizer que sempre será um conjunto.

Ainda hoje, é uma lingerie feminina sinônimo de beleza e elegância, já que suas peças são geralmente feitas de rendas, transparências com desenhos ou formas que valorizam o corpo da mulher, somando graciosidade a sensualidade.

Essas características fazem do conjunto uma lingerie indicada para uma noite especial a dois.

2. Calcinha

Dispensando apresentações, a calcinha é a peça coringa no mundo da lingerie feminina. Ela está presente em quase todas as situações, combina com tudo e, com certeza, toda mulher tem uma.

Só que, apesar dessa fama, o segredo para usar a calcinha não está na peça em si, mas no modelo. Isso porque há muitos tipos de calcinhas (sim, MUITOS!), e cada um deles pode passar uma imagem diferente para a ocasião.

3. Boyshort

Assim como o próprio nome diz, o desenho se assemelha à praticidade masculina. A ideia dessa calcinha também é valorizar o conforto. Para isso, o cós do boyshort é baixo e as laterais largas.

4. Maxi

Outro modelo básico, pois tem como principal atributo o conforto. O desenho é feito com cós alto e lateral larga. É a chamada calcinha comum do dia a dia, pois não aperta, nem incomoda.

5. Camisolas

Elas podem ser definidas como um tipo de lingerie feminina que tem média variação. Isso porque as diferenças entre os modelos de camisola vão se dar pelo tamanho (curto ou longo) e também pelo material (com renda, microfibra, tule, etc).

Isso, por si só, pode direcionar o uso da peça de acordo com a ocasião. Para o dia a dia, em noites de calor, a camisola básica de tamanho curto, feita de microfibra, é a mais indicada por causa da leveza e conforto do tecido.

Já quando o assunto é elegância, as camisolas longas são perfeitas, pois dão um ar de importância à ocasião e são extremamente vistosas. Como são belas e magnânimas, o ideal é que sejam usadas em situações especiais.

Falando em situações especiais, as camisolas de tule, por exemplo, são altamente sedutoras, pois a transparência, com a cor certa, cria um belo efeito no corpo, valorizando as formas. Se acompanhadas de rendas e calcinhas certas, são um arraso!

6. Cinta-liga

Dispensa apresentações e até recomendações. A cinta-liga, por seu aspecto diferenciado, já se caracteriza como uma peça especial. É praticamente unanimidade que ela traz sensualidade ao visual, transformando a ocasião.

Seja para uma noite especial, seja para transformar uma noite comum em um momento inesquecível, a cinta-liga é a peça que traz ares diferentes.

Se você ainda não conhece, é importante saber que a cinta-liga é usada junto a uma meia-calça sete oitavos, que é ligada através de sua barra por colchetes.

Para quem quer algo diferente em uma noite romântica e ainda não tentou, esse é o tipo de lingerie ideal!

7. Espartilho

Caminhando lado a lado com a cinta-liga, o espartilho é uma “arma de sedução”, porém com uma característica mais abrangente: ele é uma lingerie feminina que pode ser usada como roupa de baixo, ou compor um visual mais sexy com roupas comuns (calças jeans, saias, etc.).

Ele cobre a parte superior do corpo e, por muito tempo, teve como função afinar a cintura feminina.

Hoje em dia, sua função é mais ampla (como dito, ele pode fazer parte de um look urbano), mas a mensagem por trás de seu uso continua a mesma: esbanjar sensualidade.

Sugestão de leitura: Tudo que você precisa saber sobre o espartilho

Nesse aspecto, ele partilha do status da cinta-liga e, quando combinado com ela e também com uma meia-calça sete oitavos, fica declarado que a mulher está usando todo o seu charme para seduzir o(a) parceiro(a). Por definição, o espartilho também é conhecido por muitos como corselete.

8. Shortdoll

Comumente confundida com o baby doll, a “shortdoll” é considerada uma lingerie feminina com o mesmo princípio do primeiro, porém usa uma camiseta (geralmente de algum tipo de malha), acompanhado de um short.

A semelhança entre essas duas “dolls” aparece em termos de “estrutura”; elas são dois conjuntos compostos por duas peças, mas possuem aspectos que as diferem bastante.

Apesar do short doll também poder ser sensual, ele é mais associado ao conforto e leveza, sendo uma peça para uma noite comum.

Silhueta de mulher de costas, usando lingerie branca de renda e segurando um cobertor xadrez. Fundo em um banheiro branco, com uma banheira e um castiçal. Crédito da foto: Freepik

Moda íntima 2021: Principais tendências

Conheça agora as principais tendências para moda íntima, com as peças trazendo uma certa dualidade de cores. Além de sutiã e calcinha com cores vibrantes e chamativas, entram em cena tons mais básicos, como nude e off-white.

Quanto aos cortes, modelos mais vintages recebem destaque. Uma vantagem desse estilo versátil é a opção de poder ser combinada de várias maneiras.

Por exemplo, um sutiã clássico balconet encaixa tanto com uma calcinha fio dental, quanto com uma peça básica. Portanto, é uma aposta estratégica para se ter no armário.

Por fim, a transparência ainda é um quesito recorrente nas lingeries, permanecendo firme nas tendências de moda íntima em 2021.

1. Cores quentes e estampas

Moda íntima 2021: As próximas estações trazem tons quentes e chamativos para as cartelas de cores das lingeries. Vermelho, laranja, amarelo e rosa choque são algumas que poderão ser mais vistas de agora em diante.

Essas tonalidades são vantajosas, uma vez que oferecem contraste, combinando com qualquer tipo de pele.

Caso você prefira algo mais discreto, vale juntar uma peça mais vibrante com outra mais básica, equilibrando o look de maneira geral.

As estampas mais ousadas também ganham espaço. Florais grandes, animal print e poá são apostas do próximo verão.

Mais uma vez, para suavizar o visual, é possível combiná-los com lingeries lisas, porém, um conjunto pronto pode ser uma boa forma de apostar em peças ousadas, já que a combinação é feita pela marca e não há muito espaço para erros.

Moda íntima 2021 – 2. Estilo vintage 

O body, peça querida de muitas stylists, continua sendo uma opção coringa no armário. Além de ser uma lingerie elegante, também pode ser combinada com blazer e jaquetas, tornando-se uma peça para usar à mostra, nas ruas.

Nesse caso, vale se atentar apenas ao excesso de transparências, que não é o mais indicado.

Nesse contexto, o sutiã balconet também é uma peça vintage que traz sofisticação ao look. O modelo é semelhante ao meia-taça, com alças bem separadas e aro firme, para oferecer maior sustentação aos seios.

Para intensificar à semelhança com as décadas passadas, a mulher pode optar pela peça em tons pastel, com renda ou estampa florida.

3. Cores básicas e off-white

Moda íntima 2021: O off-white, por exemplo, é uma espécie de branco com fundo mais frio, podendo tender ao cinza ou amarelado, e estará em alta nas próximas temporadas.

O tom é moderno, cabendo em visuais mais básicos para o dia a dia ou até mesmo em situações mais românticas e sensuais, principalmente quando combinado com renda e transparência.

O mesmo vale para o nude, que são aqueles que imitam a cor da pele. Apesar de ter baixo contraste e ser considerado uma peça bem básica e sem nenhum fator sexy, hoje em dia é bem mais fácil encontrar lingeries nudes que apelam para o lado sensual.

Alguns modelos, como o próprio balconet, conseguem trazer sensualidade facilmente, independente da cor.

Moda íntima 2021 – 4. Transparência em alta

O artifício é uma das formas mais comuns de oferecer um ar sexy e ao mesmo tempo delicado ao visual. Tudo irá depender da combinação feita pela mulher.

Um look com peças como calcinhas fio dental ou sutiãs decotados, de cores quentes, pode ficar extremamente sensual com a transparência.

Por outro lado, um sutiã e calcinha rosas claros, com renda, em modelos que mostram menos pele, ficam ainda mais românticos e delicados com tecidos transparentes.

Beautiful smiling afro american woman in lingerie posing Free Photo

Mulher negra sorrindo, em frente a uma janela. Ela usa sutiã e shorts branco. Crédito da foto: Freepik

Moda íntima 2021: Tudo sobre lingeries

Moda íntima 2021: Resumindo, além da roupa, conhecer a lingerie para cada tipo de corpo pode aumentar a autoestima e fazer com que você se sinta bem e confortável. Por isso, siga nossas dicas acimas e escolha o seu modelo ideal de lingerie! Assim, será possível disfarçar as regiões indesejadas e definir ainda mais suas curvas e volumes. Você também pode ter vários tipos de lingerie – uma para cada ocasião -, o que lhe dará maior liberdade na hora de escolher o modelo certo em cada situação. Se joga e arrasa!

Agora que você já sabe tudo sobre moda íntima e quais são os principais tipos, tendências e modelagens, leia também: