A cama montessoriana é apenas um entre os princípios associados a teoria da educadora italiana Maria Montessori.

A ideia básica é de que o quarto montessoriano permita que a criança desenvolva a sua autonomia. Para isso tudo deve estar ao seu alcance.

Isso ajuda o pequeno a explorar o espaço sem que necessite da intervenção dos adultos. A cama segue o mesmo padrão.

cama Montessoriana

cama Montessoriana – Foto: Freepik

Publicidade

Por isso, ela deve ser baixa, para permitir que a criança entre e saia dela sempre que desejar. Para tornar tudo mais bonito, essas camas vêm sendo apresentadas em formatos diferentes, sendo o mais comum o de casinha.

Hoje em dia isso se popularizou bastante e, muitas vezes a cama montessoriana é usada sem que se saiba exatamente o que ela significa. Sendo assim, continue lendo esse texto para saber mais sobre esse conceito.

Conheça o método que abrange a cama montessoriana

cama Montessoriana

cama Montessoriana – Foto: Freepik

Antes de saber sobre a cama montessoriana, você precisa conhecer o método Montessori. Ele nada mais é que uma forma de educação criada pela Dr.ª Maria Montessori ainda no século XX.

O principal objetivo nesse caso é dar liberdade para que as crianças explorem o ambiente, para que ela aprenda a interagir de maneira adequada com tudo o que a cerca.

Tudo isso deve ser feito de maneira controlada, visando sempre a segurança da criança. Isso dá a ela a capacidade de se desenvolver de maneira ideal, adquirindo sua independência.

Publicidade

A teoria de Maria Montessori é bastante complexa e cheia de detalhes, mas tudo começa pelo quarto do bebê, que é o ambiente mais importante para ele no início da vida.

Para isso, a arrumação deve ser simplista, focando em uma decoração sutil e eliminando-se o excesso de estímulos.

Tudo deve estar ao alcance do pequeno, de modo que a intervenção constante de um adulto se torna definitivamente desnecessária.

A aplicação da teoria é voltada para a casa da criança, mas ela deve ser estendida para a escola. Hoje em dia já existem muitas instituições que aderiram ao método.

Origem e características da cama montessoriana

Decoração de quarto – Foto: Freepik

A médica e educadora italiana Maria Montessori criou seu método com o intuito de revolucionar a educação tradicional.

Publicidade

A ideia básica é estimular o desenvolvimento infantil, baseando-se sempre em dar autonomia, liberdade e independência aos pequenos.

Nesse contexto, o quarto montessoriano tem papel fundamental, sobretudo durante os primeiros anos de vida do indivíduo.

E a cama montessoriana é o elemento central desse quarto onde tudo deve star ao alcance dos pequenos.

Para isso, tanto a cama quanto os demais móveis devem ser baixos. No caso da cana, ela é praticamente rente ao chão, para que o pequeno se deite, se levante e explore o ambiente sem precisar de ajuda.

A cama baixa, além de acessível torna-se também extremamente segura, evitando assim acidentes de queda.

Além disso, a cama montessoriana torna-se um elemento que estimula a mobilidade, curiosidade e leva a criança ao autoconhecimento.

Em relação à decoração, as cores são em geral mais leves, em tons discretos. O minimalismo de maneira geral é um dos principais elementos desse tipo de decoração. Apesar disso, desenhos infantis e animais são bem vindos, desde que sejam bem discretos.

Quando se fala em cama montessoriana, a maioria das pessoas associa o móvel em formato de casinha, pois esse formato é bonito, divertido e lúdico.

No entanto, essa não é a única possibilidade. É possível utilizar outros modelos, que incluem tenda, cabana ou até mesmo apenas um simples colchão colocado sobre um estrado.

É importante apenas que o colchão fique realmente sobre uma base de madeira ou um tapete de EVA, para evitar a friagem.

Mas e a segurança?

Criança sorrindo – Foto: Freepik

É indiscutível que a cama montessoriana seja bastante segura, evitando problemas com quedas que frequentemente acontecem em berços e camas comuns.

No entanto, muitas pessoas ainda questionam se colocar o colchão no chão ou na caminha específica seja realmente seguro, visto que o pequeno pode rolar ou cair de um colchão mais alto.

Mas existem formas eficientes de se evitar que essas coisas aconteçam. Para bebês, é possível utilizar um protetor ao redor do colchão todo.

Já para as crianças maiores, a preocupação é outra: deve-se ter cuidado para que a criança não saia andando pela casa sem supervisão.

Para evitar que isso ocorra, é possível colocar grades de proteção na porta do quarto, assim como em locais perigosos, como escadas, por exemplo.

Passos para ter um quarto adequado

cama Montessoriana – Foto: Freepik

Muitas pessoas pensam que ter um quarto montessoriano é algo complexo, mas na verdade isso é bastante simples.

Sendo assim, reveja quais são os princípios básicos para criar um ambiente adequado para seu filho, incluindo uma cama montessoriana:

  • Utilize uma cama montessoriana: além de evitar acidentes por queda, esse móvel estimula a autonomia e autoconhecimento da criança;
  • Tudo ao alcance da criança: priorize móveis e estantes baixos, de modo que a criança tenha sempre o que precisa ao seu alcance. Isso estimula a autonomia;
  • Minimalismo: a decoração deve ser simples, priorizando-se sempre tons mais suaves e eliminando o excesso de estímulos visuais;
  • Utilize madeira sempre que possível: o material é agradável ao toque e proporciona estímulo sensorial. Por isso, dê prioridade sempre que possível;
  • Segurança é primordial: lembre-se de que os pequenos vão explorar o ambiente sozinhos. Por isso, você deve prezar pela segurança sempre. Tampe tomadas, proteja quinas e coloque um tapete de material antiderrapante no chão. Evite objetos que possam quebrar.

Veja também: Quarto de Menina: Confira ideias de decoração para 2021

Por que fazer um quarto montessoriano?

O quarto montessoriano é um dos princípios utilizados para ajudar a criança com o seu desenvolvimento. Mas o método em si é reconhecido por proporcionar os seguintes benefícios:

  • Descoberta de limites;
  • Identificação das próprias habilidades e capacidades;
  • Capacidade de desenvolver a coordenação, concentração e prezar pela ordem;
  • Aflorar a independência e a criatividade.

Conclusão

Maria Montessori desenvolveu um método educacional complexo, que visava mostrar a importância da autonomia para o desenvolvimento da criança.

Isso pode ser aplicado tanto na escola quanto em casa e, a cama montessoriana é um dos focos quando se aplica isso ao ambiente doméstico. Além de segura, ela é fundamental para o autoconhecimento e desenvolvimento dos pequenos.