Algumas vezes acontecem histórias tão fofinhas por aqui que eu sinto uma vontade imensa de compartilhá-la com vocês. Não sei se vocês sentem o mesmo, mas é como se fôssemos amigas de longa data! Sei que provavelmente não nos conhecemos pessoalmente (só conheço uma parte muito, muito pequena das leitoras), mas a cada comentário que trocamos, cada mensagem que vocês me enviam, vamos criando laços. E no fim, sinto que somos tão próximas!

Alguns dias atrás, assustada com o número de cabelos brancos que encontrei na minha cabeça (desse ano eles não escaparão da tintura!), passei a enxergá-los a um quilômetro de distância. E vocês não imaginam onde encontrei um – no cabelo de Catarina! Bem na franjinha, a pequena havia sido agraciada com um fiozinho todo branco; algo completamente inusitado para sua idade.

Sem querer, fiz uma cara de espanto e não consegui frear a boca. Exclamei: “nossa, um fio branco!”. Minha cara de susto deve ter sido tamanha, que Catarina ficou preocupada: “ai, mamãe, e agora? Você vai tirar?”. Foi quando eu tive uma boa ideia:

– Catarina, você não sabe o que aconteceu, filha! Lembra quando a Elsa congelou o cabelo da Anna e ele virou branco? Então, esse seu cabelinho também foi congelado por ela. Ela deve ter passado aqui durante a noite e, para que você soubesse que ela veio, deixou um fiozinho branco de presente.

Publicidade

– JURA, mãe? Foi a Elsa quem me deu esse cabelo de presente? EU ADOREI!

Nem preciso dizer que ela tem o maior orgulho do fio de cabelo branco! E que contou para todo mundo que, de vez em quando, Elsa dá um passadinha aqui em casa.

Tem coisa mais bonita do que a pureza da infância?

Imagem: Simply Mad Photography via Compfight cc

Imagem: Simply Mad Photography / Creative Commons