Mãe fora de casa: 5 dicas para se conectar com o filhote

Por 0 Comentários


Bastam algumas horas longe do filhote para a saudade apertar e aquele sentimentozinho de culpa aparecer. “Puxa, será mesmo que tenho que ficar fora de casa? Será que ele está sentindo minha falta? Será que tenho que trabalhar tanto?”. Essas são algumas perguntas que nossa geração de mães se faz constantemente – é assim aqui, e acredito que por aí também!

Mas eu acredito profundamente que há maneiras de se conectar com o filho, mesmo estando à distância. E se por um lado a tecnologia atual nos afasta, muitas vezes, dos nossos pequenos (que mãe nunca se pegou perdida no celular, enquanto o filhote pedia atenção?), ela pode também, nesses momentos em que deixamos os pequeninos em casa, nos aproximar!

Veja a seguir algumas formas de ficar sempre pertinho do seu filho, para que ele cresça com a certeza de que é muito amado, e que vocês sempre estarão ligados. São pequenos gestos que fazem uma grande diferença para o desenvolvimento sadio dele!

Imagem: 123RF

  1. Que tal uma ligação com vídeo? Como eu disse anteriormente, hoje temos a tecnologia a nosso favor – então por que não aproveitá-la? Uma inovação que faz muito sucesso são as ligações em vídeo, nas quais, além de falar, é possível ver com quem se está conversando. Faça isso com o filhote! Mesmo os mais novinhos, que ainda não falam, se acostumam com a voz da mãe e aprendem a reconhecer que é ela quem fala do outro lado do aparelho. E, se além de ouvi-la, seu filho tiver a opção de vê-la, a experiência vai ser muito mais rica (com certeza ele vai adorar!). Ah, e outra: nada como ver o pequenino bem quando ele não está sob os nossos cuidados, não é mesmo?
  2. Deixe seu cheirinho: o cheiro é uma das maneiras que os bebês usam, desde novinhos, para reconhecer a mãe, sabia? Por isso, pode acreditar: se você deixar uma peça de roupa sua, ou de cama (como uma manta, por exemplo), pertinho da criança (pode ser no chiqueirinho ou no berço, por exemplo), ela vai se sentir mais perto de você!
  3. Coloque uma foto onde ele possa encontrar: se a saudade aperta quando o filhote vai para a escola, uma dica que pode ajudar é colocar uma foto de vocês na mochila ou dentro da lancheira do pequeno, por exemplo. Assim a imagem ficará guardada, sem o risco de se perder; e, quando ele olhar para ela, vai se lembrar de você (o que pode ser útil para que ele também se sinta mais seguro e confortável fora de casa). Você pode fazer o mesmo quando ele for dormir fora ou viajar, colocando a foto na mala.
  4. Explique à criança sua rotina e quando for sair de casa: é importante que a criança compreenda em que momentos vocês ficarão separados. Então, desde pequenininha, explique a ela como é a sua rotina (logo pela manhã, conte a ela tudo o que você irá fazer ao longo do dia, deixando claro quando vocês precisarão ficar longe). Mesmo que ela ainda não fale, essa comunicação é muito importante para estimular o elo entre vocês – e é fundamental para que mãe e filho se sintam confiantes, mesmo quando estiverem longe um do outro.
  5. Aproveite todos os minutos em casa: não adianta falar sobre o que pode ser feito à distância sem discutir o que pode ser feito enquanto você está PERTO do filhote. Isso porque são nesses instantes que o vínculo se forma, para que o pequeno tenha segurança quando você estiver longe. Assim, aproveite para conversar com ele, ouvi-lo, brincar, ensinar coisas novas e, quando possível, sair um pouco da rotina e apostar em um passeio ou uma atividade diferente. São esses momentos especiais, juntos, os que mais ficam na memória afetiva (e acredite: essas lembranças duram a vida toda!).



Arquivado em: Cuidados diários Tags:

Deixe seu comentário