O Método de “Acordar para Dormir” da Encantadora de Bebês: funciona para esticar soneca?

Por 0 Comentários


Por Michele Melão

Certa vez vi em um site uma pessoa dizendo que a hora da soneca era um presente de Deus, especialmente para as mães que ficam sozinhas com bebês muito pequenos. Que esse momento tinha um significado mais ou menos assim: “você fez seu melhor, agora vá tomar um banho tranquila enquanto eu durmo”.

Entretanto, muitas mães não têm esta chance. Algumas, aliás, passam 30/40 minutos fazendo o bebê dormir e, quando finalmente ele vai para o berço, a soneca não dura nem mesmo o tempo que a criança demorou para adormecer. Soa familiar para você?

Isso pode ser muito frustrante, mesmo que a criança durma bem durante a noite.

Segundo a Encantadora de Bebês, a Tracy Hogg, a técnica do acordar para dormir pode funcionar muito bem nas sonecas. Ela sugere que grande parte das crianças que acordam rapidamente durante a soneca têm este comportamento por hábito, e não por algum incômodo, ou porque já estão descansadas o suficiente. Segundo ela, uma característica típica dessas crianças é que, além de acordar rapidamente nas sonecas, elas são habituadas a acordar durante a madrugada, sempre em um determinado horário.

Imagem: 123RF

Mas como seria esta técnica?

A ideia é ajudar seu filho a ligar um ciclo de sono no outro, durante as passagens das fases (num ciclo que dura cerca de 40 minutos). A criança entra sempre primeiramente em sono leve, fica neste modo por aproximadamente 20 minutos e depois passa para o sono mais profundo, conhecido como não REM. Muitos pequeninos acordam antes de entrar no estágio mais profundo, e a soneca, assim, só dura 20 minutos. Essa adormecida não é restauradora para a criança, justamente por ela não ter entrado no sono no qual realmente vai descansar o corpo.

Neste método, você deve interferir no sono da criança durante esta passagem, ou seja, aos 20 minutos. Você pode acariciar as costas, fazer sons como “shshshs”, mexer gentilmente nos pés ou na cabecinha, repor a chupeta se ele usar, ou mesmo mudar a posição da criança no berço. Não precisa despertar. Fazendo isso, seu filho pode ter mais facilidade em passar do sono leve para o sono profundo e conseguir fazer uma soneca de pelo menos um ciclo de sono, ou seja, 40 minutos, passando por todas as fases dentro do ciclo.

Geralmente o sono diurno é bastante sensível. Para ter sucesso em esticar as sonecas, é necessário fazer qualquer técnica por pelo menos 1 semana, sempre que possível, para começar a ver algum resultado.

Uma soneca de 40 minutos não é considerada uma longa soneca, mas é satisfatória para alguns bebês. O mais importante é prestar atenção no comportamento da criança. Se seu filho dorme bem durante a noite, faz algumas sonecas de 40 minutos durante o dia e fica bem, se alimenta direito, responde aos estímulos e não passa o dia todo visivelmente cansado, provavelmente este sono é suficiente para ele. É importante ficar atenta ao número de horas (total) que seu filho faz de sono. A recomendação da Academia Americana de Pediatria é que, dos 4 aos 12 meses, o bebê durma de 12 a 16 horas, dentro das 24 horas do dia. Antes dos 4 meses geralmente a criança dorme diversas vezes ao dia, faz sonos de 30 minutos e não tem um padrão definido. O sono vai se ajustar melhor a partir dos 4 meses.

Existem outras técnicas para esticar as sonecas e a principal dica é sempre tentar atuar no sono do seu filho antes que ele desperte. As crianças ficam bastante atentas e curiosas com o mundo a partir dos 4 meses e geralmente quando acordam já querem começar a interagir, ficando bastante difícil fazer com que elas voltem a dormir.

É importante deixar claro que esta técnica pode funcionar para bebês que acordam por hábito, e não porque estão com fome ou com algum incômodo. Por isso, se seu filho faz sonecas curtas, com menos de 30 minutos, antes de aplicar qualquer técnica, é importante observar os motivos do despertar. Se a dificuldade de manter o sono for apenas comportamental, uma atuação da família pode ajudar muito.




Arquivado em: Cuidados diáriosSono do bebê Tags:

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail