Como abaixar a febre do bebê em casa? Essa é uma pergunta importante, porque é motivo de preocupação de muitos pais, principalmente os de primeira viagem por não possuírem tantas informações para saber o que de fato fazer.

Contudo, a febre também é um sinal de que o corpo está combatendo alguma infecção e o sistema imunológico está funcionando do jeito que deveria! Portanto, tente manter a calma e não entre em pânico nessa situação.

Confira no artigo de hoje as melhores dicas para diminuir a febre do bebê na sua casa!

febre do bebê

Pai medindo a febre do bebê e olhando para o termômetro. Crédito da foto: Freepik

Publicidade

Dicas para abaixar a febre do bebê em casa

A febre é quando a temperatura está acima de 37,5ºC, mas calma porque nem sempre a febre do bebê é sinal de doença!

Primeiramente, saiba que ela também pode ser provocada pelo calor, excesso de roupa, nascimento dos dentes ou reação à vacina.

O mais preocupante é quando a febre acontece devido a uma infecção com vírus, fungos ou bactérias.

Nesse caso, o mais comum é a febre surgir rápido e alta, além de não ceder às medidas e dicas que iremos citar, sendo necessário o uso de medicamentos. O ideal é ir ao médico imediatamente nesses casos.

Veja a seguir quais atitudes evitar e quando procurar por ajuda médica, além de técnicas que ajudarão a diminuir o estado febril de seu filho de forma rápida, eficaz e segura!

1) Faça compressas de pano com água fria

As compressas de pano para baixar febre são um truque utilizado desde a época das nossas avós e funcionam. Elas escolhiam panos macios e os passavam debaixo da água da torneira.

Publicidade

Isso porque o uso de água muito gelada poderia ocasionar lesões e queimaduras na pele dos bebês, especialmente no rosto, onde era muito mais sensível.

Nesse sentido, pano pode ser colocado tanto na testa quanto nos pulsos, sendo necessário trocá-lo conforme sentir que ele ficou morno.

Elas são um de grande utilidade quando a criança não se sente bem e precisa ser cuidada devido à alta temperatura que o seu corpo se encontra.

Além disso, elas ajudarão com que a temperatura comece a baixar aos poucos e refrescam o rostinho do seu neném!

Resumindo, o primeiro passo é colocar uma toalhinha de mão molhada em água fria na testa do pequeno. Na nuca, nas axilas ou na virilha do bebê também é uma excelente estratégia.

Febre do bebê – 2) Dar um banho morno

Do mesmo modo, dar um banho morno pode ajudar. Ao contrário do que muitos pais pensam quando acham que a febre irá ser cortada com um banho na água fria, na verdade é o contrário.

Publicidade

O banho frio somente causará ainda mais desconforto para a criança visto que há um choque de temperatura.

Por isso, opte por dar um banho morno na criança, nem quente, nem frio. Ela se sentirá muito melhor, garantimos!

3) Ficar de repouso completo

Quando estamos falando sobre febre do bebê, o ideal é manter ele em repouso, já que nessas situações o nosso corpo fica mole e com muita indisposição para realizar qualquer atividade cotidiana.

Com os bebês é igual, por isso recomendamos deixar ele repousar em um local bem arejado, tirando todos os excessos de roupas.

Deixe-o bem fresquinho e à vontade!

Febre do bebê – 4) Garanta o conforto do pequeno

O conforto é peça fundamental para que a criança não sinta tanto mal-estar que foi causado pela febre indesejada.

Por isso, busque deixá-lo quietinho, assistindo a algum programa na televisão ou brincando com coisas tranquilas, como desenhar e pintar.

5) Hidratação

Devido ao mal-estar, seu pequeno não sentirá vontade de comer, por isso não o force!

Se a criança já for maiorzinha, vá oferecendo-lhe bebidas frias, como sucos de laranja, tangerina ou limão. Isso o manterá hidratado e as frutas irão levar todas as vitaminas que ele necessita no momento.

Se for bebê, o ideal é oferecer líquidos para o bebê, que pode ser leite ou água.

Se temperatura não baixar com estas dicas em cerca de 30 minutos é recomendado ligar ao pediatra para saber se pode dar remédio para o bebê.

febre do bebê

Mãe em casa com seu filho, no sofá, medindo a febre. Crédito da foto: Freepik

Confira o que NÃO fazer para abaixar a febre do bebê

Assim como existem alguns cuidados a se tomar, existem outras atitudes que os pais devem evitar fazer, tais como:

  • Vestir a criança com mais roupa ou então cobrir ela com um monte de cobertores;
  • Parar de amamentá-lo;
  • Não permitir com que ela tenha o devido descanso;
  • Medicar por conta própria, sem o consentimento de um pediatra;
  • Insistir que ela deve comer comida mesmo contra a sua vontade;
  • Levar o bebê em público ou mandá-lo para a creche;

Febre do bebê – Amamentação: o que fazer se o bebê mama?

Se o bebê ainda mama no peito, esse ato pode ajudá-lo a combater a febre também!

Primeiramente, porque o leite materno pode fornecer anticorpos para combater a infecção, ajudando-o a se manter hidratado.

Além disso, o leite pode ajudar aliviando as dores musculares provocadas pela febre.

Seguindo as dicas acima, você conseguirá aliviar a febre do bebê na sua casa mesmo, mas lembre-se que o álcool é super proibido nesses casos.

Apesar de se tratar de uma prática até que comum, não é nenhum pouquinho recomendada, já que o álcool possui substâncias que podem provocar queimaduras na pele da criança.

Ainda mais, ele pode ser absorvido ou inalado, provocando uma intoxicação no organismo dela. Essa intoxicação pode chegar a ser fatal, portanto, não recorra à famosa meia com álcool!

Agora que você sabe tudo sobre como baixar a febre e o que não fazer, veja como identificar o estado de febre do bebê.

Garotinha cansada esfregando seus olhos. Crédito da foto: Freepik

Como saber se meu filho está com febre?

A princípio, para saber se o seu filho se encontra em um estado febril, faça o uso de um termômetro. Nada de medir com as mãos somente! Apenas esse aparelho conseguirá saber ao certo quantos graus está a temperatura dele.

Em suma, um estado febril começa a partir dos 37,4°C. Uma dica valiosa é deixar o termômetro por mais alguns segundinhos após apitar, assim você sabe exatamente quanto está a febre.

Ao usar o termômetro, tenha em mente que é considerado febre se:

  • 38°C ou superior quando tomado por via real retal;
  • 37,4°C ou superior quando medida em outras áreas, como orelha ou testa.

Outro grande erro é assumir que o estado febril é apenas uma erupção dentária. Se a febre persistir, consulte o pediatra da criança!

Não espere que a situação piore, avise um profissional com rapidez para descobrir a real causa dessa febre.

Confira também se a febre do bebê é dente nascendo!

Quando ir ao médico imediatamente?

Recomendamos ir ao hospital, pronto-socorro ou consultar o pediatra nesses casos:

  • Quando o bebê tem menos de 3 meses de vida;
  • A febre passar de 38ºC e a temperatura atingir rapidamente os 39,5 ºC;
  • Houver perda do apetite, havendo recusa da mamadeira;
  • Quando surgirem anchas ou pintinhas na pele;
  • O bebê está sempre choramingando ou gemendo;
  • Quando ele não conseguir comer por mais de três refeições;
  • O bebê chora muito ou fica muito tempo parado, sem nenhum reação aparente;
  • Se houver sinais de que o bebê está com dificuldade para respirar;
  • Se houver sinais de desidratação;
  • O bebê ficar muito apático e não conseguir ficar de pé ou caminhar;
  • Se o bebê não conseguir dormir por mais de 2 horas, acordando várias vezes durante o dia ou noite, porque é esperado que ele durma mais, devido à febre.

Como medir a temperatura da maneira mais segura?

A maneira mais confiável de medir a temperatura de um bebê é por via retal. Veja e apreenda a fazer da forma correta com esses passos super simples e práticos!

  1. Lubrifique a ponta do termômetro (não utilize os de vidro!);
  2. Coloque o bebê de lado ou de barriga para baixo;
  3. Insira suavemente apenas o bulbo do termômetro pelo orifício anal.

Não force o termômetro, caso houver resistência da parte do pequeno, espere com que ele entre em sono profundo que ele não sentirá nada!

Cada idade da criança é diferente e exige um certo tipo de cuidado contra certos tipos de fatores de risco. Portanto, o tratamento em cada fase deve ser diferente!

Se o bebê estiver com menos de 3 meses, a febre deve ser notificada imediatamente ao pediatra. Se ele tiver mais, o ideal é fazer o tratamento dentro de casa.

Entretanto, não deixe de entrar em contato com o médico da criança para obter aconselhamentos do que fazer da maneira correta.

Agora que você já sabe tudo sobre baixar a febre do bebê em casa, leia também: