Primeiro banho do bebê: como e quando ele deve acontecer?

Por 0 Comentários


Que o contato pele a pele da mãe com o bebê é muito importante após o nascimento não é novidade. Mas você sabia que, seguindo essa recomendação, também vale adiar o primeiro banho do bebê recém-nascido? É verdade. Embora algumas maternidades ainda banhem a criança nas primeiras horas de vida, é de cerca de 12 horas, (ou até um pouco mais) a espera ideal para acontecer o primeiro banho.

A recomendação é válida para estender o contato pele a pele da mãe com o bebê, estreitando o vínculo, e ainda manter o vérnix durante mais tempo na pele do pequeno, protegendo-o. Também há estudos que apontam que adiar o primeiro banho do bebê pode incentivar o aleitamento materno.

Há ainda pediatras que recomendam que o primeiro banho seja dado em casa, ao invés do hospital. Isso porque se trata de um ambiente mais aconchegante, onde todo o processo pode ocorrer com mais calma, privacidade e tranquilidade. E sabe o que mais? Até a cicatrização do coto do cordão umbilical (ou seja, até o cordão cair), muitos pediatras indicam que o bebê seja limpo apenas com esponja, para evitar que a região molhe. Durante esse período, uma higienização adequada no umbigo deve ser feita.

 

primeiro banho do bebê

Imagem: 123RF

Dando o primeiro banho do bebê

Não deixe de conversar com seu pediatra, para que ele dê a recomendação mais segura sobre quando banhar o bebê e como fazê-lo. Isso porque se a mãe for portadora de determinadas doenças (como se tiver infecções por HIV e herpes, por exemplo), o pequeno deve ser banhado em até duas horas após o nascimento, para evitar que seja exposto a essas complicações.

Por outro lado, se deixar para fazer a tarefa em casa e após o coto do cordão, você pode dar o banho do bebê na banheira, ou, se preferir, na pia (há inclusive mini banheiras que são feitas justamente para serem colocadas ali). A água deve estar morna (não quente, porque os pequeninos são mais sensíveis que nós; dica: você deve senti-la morna com a parte traseira do punho, que é mais sensível) e o sabonete deve ser apropriado para a pele do recém-nascido, pois ela é mais sensível e desidrata com facilidade. Em geral não se usa xampu no primeiro banho, apenas o sabonete (que é usada da cabeça aos pés).

Deixe todos esses acessórios (além da toalha) próximos para então começar o banho: apoiando bem a criança com as mãos, lave-a delicadamente, eliminando sujeiras que possam ter se formado (ou fiapinhos de lençóis, roupas etc.). Tenha atenção especial às dobrinhas e à região genital. Caso o seu bebê tenha casquinhas na cabeça e no rosto, a chamada crosta láctea, você pode passar um óleo emoliente nos locais antes de eliminá-las, sem forçar, no banho. Cerca de 10 minutos são suficientes para um banho completo.

E se você perceber sujeirinhas ao redor dos olhos do pequeno, deixe para removê-las com um algodão úmido em água morna (pode ser durante o banho ou não). Mantendo a limpeza do rostinho e a região íntima sempre bem limpa, você pode deixar para dar esse banho mais caprichado no recém-nascido cerca de três vezes por semana apenas.

Veja também: 7 dicas para cuidar da pele do recém-nascido

Também vale se preparar porque o filhote pode chorar durante o banho, especialmente nas primeiras vezes. Não se preocupe: é um processo totalmente novo para ele, e o estranhamento pode causar essas reações. Se ficar insegura, peça para que alguém a acompanhe nos primeiros banhos com o bebê – e confie, pois logo pegará o jeito e fará tudo com facilidade!

Veja também: Como dar banho no bebê sem medo

Ficou alguma dúvida ou tem alguma dica sobre o primeiro banho do bebê? Escreva nos comentários!


 



Arquivado em: Cuidados diários Tags:

Deixe seu comentário