Cuidados para a limpeza da região íntima das meninas

Por 1 Comentário


Ser mãe de menina é se preocupar, desde cedo, com a limpeza íntima da filhota, não é mesmo? Assim que você sabe que está grávida de uma menininha, chegam sugestões de como trocar sua fralda, e a primeira coisa que você ouve é: “passe o algodão ou o lencinho sempre da frente para a parte de trás, não esquece!”. Mas como esquecer, se você ouviu isso a vida inteira, da sua mãe? Pelo menos era o que eu pensava, quando Catarina nasceu!

Esses cuidados são mesmo fundamentais para quem tem um pequena em casa, pois previnem coceiras, incômodos e, principalmente, a temida infecção urinária (problema tão comum entre as meninas!). O risco de infecção é maior nas garotas exatamente pela proximidade entre a vagina e o ânus (nos meninos, essas regiões ficam “separadas” pela bolsa escrotal). Daí o que acontece é que bactérias e micro-organismos presentes nas fezes podem contaminar a região vaginal (e, a partir daí, outros órgãos, desencadeando um quadro maior de infecção). Mas tudo isso pode ser evitado se a parte íntima da pequena for cuidada direitinho, desde a fase das fraldas. Vem saber como!

Imagem: 123RF

Imagem: 123RF

Trocas frequentes de fraldas

Seja menino ou menina, é muito importante trocar a fralda do filhote com frequência, principalmente depois do cocô. Esse cuidado é necessário para evitar a proliferação de micro-organismos na região íntima, e o contato das fezes com a região mais anterior (da frente) da menina.

 

Limpeza cuidadosa

Limite-se à limpeza dos pequenos e grandes lábios da vagina da filhota. Já a parte interna não deve sofrer nossa interferência, pois pode ter o nível de acidez (que protege contra as bactérias e fungos) alterado, pelo uso de água e sabonete. Esse cuidado deve ser mantido a vida toda (por isso, quando a pequena estiver aprendendo a tomar banho sozinha, repasse essa informação a ela). A vagina é uma região extremamente delicada, especialmente nos bebês, e precisa da dose certa de cuidados.

 

Cocô deve ser limpo com lavagem

Se o bebê fez cocô, prefira lavar o bumbum com água e sabão neutro. Sempre que possível, diante dessa situação, evite a limpeza apenas com lenços umedecidos, pois a lavagem elimina melhor a sujeira e os micro-organismos presentes ali. Mas, caso esteja fora de casa e não consiga fazer isso, faça então a limpeza com os lenços ou algodão com água morna. E assim que puder lave em casa, ok?

 

Limpeza sempre da frente para trás

Na hora de limpar a filhota (seja com lenços umedecidos ou algodão), tenha o cuidado de fazer isso sempre de frente para trás. Manter esse sentido é importante, justamente para evitar que os micro-organismos do ânus passem para a vagina (e abram espaço para uma infecção). Quando a pequena passar a usar o vaso e você for ensiná-la a se limpar, reforce que é necessário manter esse sentido, pois o risco da infecção é real a vida inteira.

 

Não repasse o mesmo lenço ou algodão

Quando usar o lenço, ou o algodão com água morna, dê somente uma passada com cada unidade e descarte, para garantir que a sujeira e os micro-organismos sejam eliminados. Não repasse um algodão sujo na região da vagina, e, no caso do lenço, evite também usar o verso, pois essas peças são finas, e o cocô pode acabar passando para o outro lado.

 

Garanta que a pequena esteja seca

Independentemente da forma como for limpar a filhota, certifique-se de que ela esteja com o corpinho seco (inclusive a parte íntima; no caso da vagina, apenas com a umidade natural), antes de vesti-la novamente. Se alguma região permanecer úmida, será um prato cheio para bactérias, que adoram locais fechados, úmidos e quentinhos para proliferar.

 

Verifique se não há papel preso

Quando chegar a hora de ensinar a pequena a se limpar sozinha, passe a ela o cuidado de verificar se não há pedaços de papel higiênico presos na vagina. É importante manter a região sempre limpa – e os papéis não devem fazer parte disso.

 

Sem excessos

A limpeza correta da região íntima da filhota é fundamental para manter a saúde dela, mas o excesso de higienização pode ser tão prejudicial quando a falta, sabia? Limpar mais do que o necessário pode ressecar a vagina e até provocar traumatismos na região. Não mais do que três minutos são o suficiente para manter a pequena limpinha e protegida!




Arquivado em: Cuidados diários Tags:

Comentários (1)

Trackback URL

  1. Saionara disse:

    Olá,outro dia fui trocar minha pequena e percebi uma massinha branca no furinho do clitóris,fiquei um pouco preocupada, gostaria de saber do que se trata,desde já agradeço.

Deixe seu comentário

Receba nossas dicas por e-mail