Como dar banho no bebê? Confira dicas essenciais para esse momento, que exige muitos cuidados.

Eles são necessários para que a criança fique limpinha e não sofra nada enquanto é limpa. E se você está na sua primeira vez nessa tarefa, deve aprender como dar banho no bebê sem traumas. Assim, essa será uma hora verdadeiramente mágica e muito especial!

Portanto, fazer o melhor para que ele fique confortável é o mínimo. Não se assuste, é normal sentir um pouco de insegurança na hora de dar o primeiro banho no bebê. Mas, com as dicas certas tudo vai funcionar e ele e nem você terão nenhum trauma.

Por isso, estamos aqui com dicas para te ajudar nessa hora dar banho no bebê. Vamos lá?
bebê relaxando no banho

Bebê relaxando no banho. Foto: Freepik

Publicidade

Banho no bebê: um momento especial entre os dois

Quando o bebê nasce, a hora do banho está entre as principais preocupações doa pais de primeira viagem. Dúvidas não faltam: como deve ser feita a limpeza durante o banho? Quais produtos usar? Qual a temperatura ideal da água?

Descubra com as nossas dicas para aproveitar com toda a serenidade esses momentos privilegiados e aprender a dar banho no bebê sem agredir a pele delicada e ainda imatura dele.

Afinal, o banho do bebê é mais que simplesmente um ritual de limpeza da pele. Ele também ajuda a desenvolver a percepção sensorial do neném e é um momento especial de conexão com a mãe ou pai.

Vamos para as dicas!

1. Deixe a banheira numa altura confortável para dar banho no bebê

Além do bebê, você deve se sentir confortável para dar banho nele. Isso é fundamental para que a sua posição fique boa o suficiente e o neném seja segurado do jeito mais seguro.

Então, deixe a banheira em uma altura bastante confortável. Se for preciso subir um pouco a peça para que ela acompanhe a sua altura, coloque apoios debaixo.

Publicidade

2. Apoie o bebê na mão direita pelas nádegas e a coxa

A melhor forma de como dar banho no bebê evitando qualquer trauma, é dando o suporte correto ao corpinho dele. Assim, o neném deve ser segurado com o antebraço apoiado debaixo das costas, sustentando seu tronco inteiro.

Sua mão deve ficar entre as nádegas e a coxa dele, fazendo com que a posição não seja incômoda a ele, e o peso fique distribuído por seu braço. É muito importante também que a cabeça do bebê fique posicionada mais na vertical, para evitar que ela fique caída ou dê mau jeito.

3. Use sempre a água morna

A água morna é quase um mandamento na hora do banho do bebê. Por isso, nunca a deixe ferver. Assim que começar a ficar quente, transfira para a banheirinha e confira com a parte debaixo do seu antebraço (onde tem a pele mais fina) como está a temperatura.

A água deve ser de 37ºC ou 38ºC, então, se você tiver um termômetro digital para medir, use-o para garantir a melhor temperatura para a sua criança.

4. Comece a dar o banho no bebê lavando o rosto dele

Inicie o banho no seu bebê, pelo rosto, pois essa é a parte do corpo que está menos suja em comparação com as outras. Assim, não há o risco de sujeiras entrarem em contato com o rostinho dele depois.

Passe a água pelas orelhinhas e testa delicadamente, depois na face, com calma e sem esfregar, para não irritar a pele da criança.

Publicidade

5. Faça a limpeza do umbigo, com álcool

O umbigo merece atenção especial na hora do banho na criança.

Portanto, depois de lavar com o devido sabonete, passe um cotonete molhado no álcool 70%. Ele vai garantir a assepsia (limpeza profunda que mata bactérias e vírus) na área.

6. Enxugue bem as dobras

As dobras são as partes do corpo do bebê que são como as de adultos: acumulam água e sujeira, e podem ficar assadas se não forem bem secas depois do banho.

Então, enxugue as dobrinhas do neném, comuns nas virilhas, coxas e braços, com uma toalha, sempre encostando-a e nunca esfregando.

Em hipótese nenhuma passe um secador de cabelos na criança, pois ele pode queimar a pele do bebê.

7. Não deixe correntes de ar ou janelas abertas por perto

Os melhores jeitos de como dar banho no bebê evitam ao máximo deixar você e a criança perto de uma janela ou em uma corrente de ar.

A água quente vai aquecer o corpo da criança, por isso ela não pode pegar ar frio, o que levaria a um resfriado ou gripe, e muito desconforto para o bebê.

Recém-nascido tomando banho. Foto: Freepik

Como dar banho no bebê? Principais perguntas!

1. Qual a frequência ideal para dar banho? 

Um recém nascido pode tomar um banho por dia, desde que esteja precisando dessa limpeza.

Lembramos que a pele de crianças é bastante sensível, e não é recomendável que banhos seguidos sejam feitos, pois podem irritar a pele delas.

Use sempre produtos de boa qualidadetambém, pois eles são a outra metade importante de como dar banho no bebê, com a garantia de segurança. Quais os tipos recomendados?

Sabonetes e shampoos neutros ou de camomila são os mais indicados para esse uso, pois não tem risco de causar alergias no neném.

Por conta das condições climáticas e aspectos culturais, os brasileiros costumam dar um banho por dia em seus filhos, mesmo aqueles que acabaram de nascer.

Entretanto, de acordo com as sociedades americana e europeia de pediatria, se um recém-nascido tomar de três a quatro banhos por semana, já é o suficiente.

2. Como limpar a orelha e o cordão umbilical do bebê? 

Na hora do banho, é muito importante proteger a orelhinha do bebê para que a água não entre em contato direto com o ouvido e ocasione otite, uma infecção no ouvido. Prefira limpar a  região após o banho com um pedacinho de fralda umedecida.

Já o coto umbilical deve ser limpo regularmente para evitar o surgimento de infecções. Para higienização, use hastes flexíveis umedecidas com álcool 70 e esqueça aquela tradição de colocar objetos que facilitariam a cicatrização, como moeda.

Além de não existir nenhuma comprovação científica a respeito, eles podem aumentar as chances de proliferação de microrganismos. O coto costuma cair sozinho após 10 a 15 dias do nascimento.

3. Qual o tempo ideal de banho e qual o melhor sabonete?

Como já mencionamos, a temperatura da água deve ser próxima da temperatura corporal, ou ligeiramente mais baixa, ou seja, entre 36ºC a 37,5ºC.

É importante ressaltar também que os banhos no recém-nascido devem ser rápidos: não mais de 5 minutos. As áreas de maior atenção são sempre o rosto, o pescoço o bumbum e a região genital.

Nessa fase, o bebê pode ser higienizado apenas com água. Os pais que optarem por sabonetes podem usar os syndets, também conhecidos pelo nome de detergentes sintéticos ou “sabões sem sabão”, especiais para os bebês. Eles provocam menos irritação na pele do bebê e não fazem tanta espuma. É sempre melhor escolher um sem fragrância.

Já os sabonetes tradicionais em barra e glicerinados não devem ser utilizados pois podem provocar ressecamento e destruir a camada superficial lipídica, responsável pela proteção da pele do bebê.

Pesquisas também apontam que, embora os agentes de limpeza estejam disponíveis nas versões em barra e em líquido, é mais recomendada a sua utilização na versão líquida, porque eles agem com maior eficácia na limpeza dos resíduos fecais e urinários.

4. Como dar banho usando a banheira? 

Para dar banho na banheirinha, assegure-se sempre da temperatura adequada da água e verifique se a banheira está bem encaixada no suporte. Certifique-se também que todas as portas e janelas estão fechadas para evitar correntes de ar e variações de temperatura.

Como os recém-nascidos ainda são muito molinhos, alguns especialistas recomendam o uso de uma toalha macia que envolva o bebê durante o banho. Além de evitar que os pequenos escorreguem e se machuquem com a superfície plástica da banheira, a toalha ajuda a manter a sua temperatura corpórea.

5. É necessário “esfregar” com paninho ou esponja a pele do neném? 

Como a pele do recém-nascido é extremamente sensível e também possui uma camada de gordura, responsável por proteger de bactérias e outros agentes infecciosos, NÃO é indicado esfregar o corpinho.

Basta espalhar o sabonete com as mãos que o bebê ficará limpinho.

6. Bebê pode usar shampoo? 

O uso não é recomendado enquanto os fios forem curtos, finos e frágeis. Mas, caso os pais optem por utilizar, é importante que sigam as características dos produtos indicados por especialistas: pH próximo ao da lágrima para evitar irritações dos olhinhos, suaves e levemente detergentes, sem aromas fortes.

Outra dica importante nesse caso é que os pais façam um teste de alergia numa superfície pequena da pele da criança antes de usar, de fato, o xampu, para evitar o desenvolvimento de quadros alérgicos, seguindo sempre a recomendação do pediatra responsável.

7. Quais substâncias podem ser prejudiciais ao bebê? 

Especialistas e estudos científicos comprovaram que as substâncias a seguir podem causar irritações na pele do bebê e, dependendo do caso e da quantidade utilizada, podem desencadear quadros alérgicos graves:

  • Sódio lauril sulfato (SLS): é um potente irritante da pele que pode danificar a barreira lipídica e causar inflamação e descolamento das camadas da pele. Quando associado a outros produtos, como triclosan, tende a ficar aderido à pele por horas ou dias;
  • Sódio laureth sulfato (SLES) e amônio laureth sulfato: são agentes que formam a espuma de produtos como pastas de dente, gel de banho, espuma para banheiras. São irritantes, podem danificar proteínas e provocar úlceras orais;
  • Metilisotiazolina: encontrado em xampus e condicionadores, tem sido associado a defeitos neurológicos;
  • Parabenos (metilparabeno, propilparabeno, etilparabeno e butilparabeno): encontrados em loções e xampus para bebês e também em lencinhos de limpeza. Podem causar dermatite de contato e erupções cutâneas.

8. Meu filho pode tomar banho no chuveiro comigo? 

Não há consenso entre os especialistas sobre o assunto, entretanto, é recomendável que, nesse caso, o cuidado seja redobrado para evitar acidentes.

Os cuidados devem ser os mesmos com produtos de higiene e com a temperatura da água. Tirando esses cuidados, tomar banho no chuveiro vai de cada mãe, não há uma resposta correta!

Bebê tomando banho. Crédito da Foto: freepik

Banho no bebê – cuidados antes do banho:

  • Escolha um ambiente espaçoso, onde seja possível se movimentar com tranquilidade e organizar tudo para o banho e pós-banho.
  • Priorize produtos específicos para bebês, com pH neutro e função 2 em 1. Eles são mais práticos para este momento.
  • Tenha à sua mão tudo o que necessita após o banho: toalha, pomada antiassaduras, fralda, hidratante, roupa limpa etc.
  • A altura ideal da banheira é na cintura do adulto. Isso permite maior mobilidade e conforto para o adulto e para o bebê.
  • Aqueça o espaço onde o bebê irá tomar banho de modo em que a temperatura ambiente esteja entre os 20ºC e 22ºC. Se estiver frio, verifique se as janelas e outras entradas de vento estejam fechadas.
  • Encha a banheira com água a 37ºC. Com a ajuda de um termômetro de banho verifique a temperatura.
  • A profundidade da água deve ser até o quadril do bebê, algo em torno de 5 cm.
  • Tire a roupa do seu bebê e limpe a área da fralda antes de levar o bebê à banheira. O objetivo é evitar a contaminação da água do banho.

Banho no bebê – Durante o banho:

  • Segure o bebê colocando uma mão na nuca e nos ombros e a outra no bumbum. Ele se sentirá tranquilo para entrar na banheira.
  • Para manter o bebê seguro, mantenha-o perto de um dos lados da banheira, com o bumbum apoiado e a cabeça fora da água.
  • Converse com o bebê olho no olho ou cante uma música calma e bem baixinha. Isso aumenta o laço afetivo entre vocês e o acalma para o sono.
  • Ainda segurando o bebê com uma das mãos, pegue um pouco do produto escolhido para o banho com a outra mão.
  • Com delicados e suaves, comece a lavar o couro cabeludo do bebê, seguindo pelos braços, tronco, pernas, pés e termine nas partes íntimas.
  • Para enxaguar, use a mesma mão que aplicou o produto para jogar pequenas quantidades de água na cabeça ou inclinando para trás, garantindo que não escorra água nos olhos do bebê.
  • Nunca o deixe sozinho durante o banho qualquer que seja a idade, mesmo que seja por um instante ou com pouca água.
  • Se lhe parecer complicado lavar o seu bebê recém-nascido dentro da água, pode optar por ensaboá-lo deitado em uma toalha e em seguida lavá-lo com água.

A cada 2 ou 3 dias, lave o couro cabeludo e cabelo do seu bebê com um shampoo adequado que não arda nos olhos. Se ele tiver crosta láctea, opte por um shampoo para recém-nascido, específico que ajudará a limpar a pele do seu bebê.

Para enxaguar o cabelo do seu bebê, utilize um copo ou simplesmente a sua mão em concha, conforme for mais agradável para ele.

Se o bebê regurgitar, fazer xixi ou cocô na água, não hesite em tirá-lo da banheira, secá-lo e preparar outro banho com água limpa.

A partir do 4º ou 5º mês pode utilizar um suporte para banho, se desejar.

Banho no bebê – Depois do banho:

  • Após o enxágue, cubra o rapidamente o bebê com uma toalha e seque-o suavemente sem esfregar. Tenha uma atenção especial na área da fralda e às dobrinhas (coxas, axilas, pescoço e pés) para garantir que ele fique sequinho.
  • Posicione a fralda abaixo do bebê e aplique a pomada antiassaduras nas regiões em torno dos genitais e das dobrinhas do bumbum.
  • Lembre-se de manter o ambiente em uma temperatura amena (nem muito frio, nem muito quente) e, então, aproveite para hidratar enquanto faz uma massagem relaxante e delicada do neném.
  • Escolha um hidratante corporal ou com um óleo para massagem. Não hesite em prolongar a massagem para vocês curtirem esse momento fraterno juntos.
  • Vista o bebê com uma roupa confortável.
  • Caso ele tenha bastante cabelo, use uma escovinha de cabelo específica para recém-nascido e penteie as madeixas dele. E pronto, seu bebê está limpinho e cheiroso!

Recém-nascido enrolado em uma toalha, após o banho, deitado em cima da cama. Crédito da foto: Freepik

Banho no bebê – Como fazer massagem no bebê?

A massagem estimula o bebê a aprender desde cedo, a tomar consciência de seu corpo, acalma e embala seu pequeno para dormir, além de poder ajudar a aliviar pequenos problemas estomacais.
Mas a massagem também é um momento especial e delicado de união entre você e seu bebê!
Confira as nossas dicas úteis para massagear o seu bebê. Como começar?
  1. Você pode massagear seu bebê desde o nascimento até os três anos de idade, ou mesmo depois, se seu filho ainda gostar dessas sessões.
  2. Escolha um momento de tranquilidade, quando estiver totalmente disponível para se dedicar à massagem, sem que esteja com pressa e sem ser interrompida.
  3. Faça a massagem em um ambiente quente e silencioso (em torno de 22 °C), com iluminação suave.
  4. Coloque o bebê de frente para você em uma toalha ou cobertor na cama, no trocador ou no chão (sobre um tapete macio).
  5. Suas mãos devem estar limpas e aquecidas e as unhas devem estar curtas para não machucá-lo.
  6. Remova qualquer coisa que possa “picar” a pele do bebê, como suas jóias, relógio e acessórios.
  7. Em seguida, use um óleo de massagem especificamente desenvolvido para bebês. Espalhe em suas mãos e esfregue-as para aquecer o óleo antes de começar.
  8. A pele do seu bebê precisa estar saudável e não apresentar nenhuma irritação.
  9. Não massageie o bebê se ele estiver doente ou logo após a amamentação ou alimentação.

Pós banho no bebê: é hora da massagem!

Primeiramente, tenha em mente que massagear é diferente de acariciar: seu toque deve ser quente e suave, mas também firme, com pressão estimulante e envolvente. A sessão pode durar até 30 minutos se o seu bebê gostar.

No entanto, ele pode parecer relutante nas primeiras vezes. Nesse caso, pare após alguns minutos e tente novamente no dia seguinte ou alguns dias depois. Você pode experimentar as seguintes técnicas para massagear seu bebê:

  1. Comece massageando suavemente os ombros, iniciando pelo pescoço e descendo pelos braços sem esquecer as mãos e os dedos.
  2. Depois, com a mão espalmada, massageie o peito e o estômago fazendo círculos no sentido horário. Em seguida, coloque a mão transversalmente abaixo do peito e desça suavemente, depois repita com a outra mão. Não pressione para baixo; o peso da sua mão é suficiente.
  3. Segure o pé do seu bebê com uma mão e, com a outra mão, massageie da panturrilha até a coxa, em direção ao quadril.
  4. Segurando o pé do bebê entre as duas mãos, massageie suavemente das pontas dos dedos dos pés até o calcanhar. Volte-se para as pontas dos dedos e massageie-os um por um, depois estique-os suavemente para cima ao mesmo tempo.
  5. Nas mãos, massageie a palma da mão com movimentos suaves e circulares, depois estique suavemente cada dedo.

Já no inverno, os aborrecimentos associados aos primeiros períodos de frio podem interferir no conforto do bebê e interromper seu sono. A massagem também pode ajudar nesse caso! Massageie seu pequeno suavemente usando um bálsamo calmante em seu peito.