Os pés inchados na gravidez é um sintoma comum e normal. Costuma iniciar durante o sexto mês de gestação e intensifica com o decorrer dos meses até o final da gravidez.

Mesmo sendo inevitável, o inchaço é bem incomodo e pode causar dores. As partes mais afetadas são as pernas, calcanhares e os pés, mas também pode ocorrer nos braços e as mãos.

Durante a noite os inchaços são piores, já que pela manhã o corpo acaba de sair de um repouso e ainda não sofreu com os grandes impactos que ocorrem durante o dia.

Mesmo sendo um sintoma desagradável ele acontece na maioria das gestações, também é um indicativo que a gravidez está evoluindo para suas últimas semanas, já que costuma aparecer no último trimestre e tem relação direta com o crescimento do feto.

Publicidade

 Pés inchados na gravidez, por que isso acontece?

pés inchados na gravidez

Mulher com a mão na canela – Foto: Freepik

Durante a gravidez o corpo feminino sofre algumas mudanças causada pelos hormônios. Com a gestação entrando no 3º trimestre, o útero vai aumentando o seu tamanho e o feto também. Isso acaba fazendo com que esse volume provoque uma compressão nas veias da pelve, dificultando a circulação venosa dos membros inferiores para o coração.

Assim, a retenção de liquido também é um dos motivos dos inchaços, como o fluxo sanguíneo está mais lento, o organismo envia mais água para a região causando o acumulo.

Além disso, problemas como obesidade, varizes e uma alimentação precária podem contribuir com a retenção de liquido.

Sinal de alerta para pés inchados na gravidez

pés inchados

Mulher com a mão na batata da perna – Foto: Freepik

Os inchaços são comuns e ocorrem com frequência no fim da gestação. Mas alguns casos precisam de atenção e cuidados.

Publicidade
  • Inchaço no início da gestação – Quando os inchaços surgem antes do segundo ou terceiro trimestre deve-se ter atenção, pode ser uma indicação de outra condição além do inchaço normal da gestação.
  • Inchaço repentinos – Se a gestante sofrer de inchaços repentinos e exagerados.
  • Inchaços isolados – Inchaço em só uma perna ou panturrilha, acompanhado de vermelhidão e sensibilidade.

Esses sinais podem ser indícios de alguma doença grave como trombose venosa profunda ou pré-eclâmpsia. Em outras palavras, a trombose venosa profunda é a formação de coágulos sanguíneos nas veias, sendo mais frequentes nas pernas.

Durante a gestação é maior o risco de formação desses coágulos, principalmente para a gestante com pouca mobilidade. Se o coágulo sanguíneo se rompe ele pode causar embolia pulmonar.

pernas na gravidez

Pernas na gravidez – foto: Freepik

Em primeiro lugar, a pré-eclâmpsia é causada pelo aumento da pressão arterial e dos níveis de proteínas na urina. Assim, quando o quadro é grave, a pré-eclâmpsia pode danificar órgão importantes como o cérebro, pulmões, rins e causa problemas no bebê.

No entanto, ao sinal de algum sintoma incomum ou inchaços fora do normal a gestante deve procurar atendimento médico para fazer um diagnóstico.

Casos de pré-eclâmpsia precisam de um cuidado médico maior, ela oferece um grande risco para a mulher gravida e para o bebê.

Publicidade

Dicas para amenizar os pés inchados na gravidez

Durante a gestação os pés inchados na gravidez são bastantes desagradáveis e responsável por grande parte das reclamações das gestantes.

A sensação de peso, o cansaço e até dores nas pernas podem acontecer por mudanças hormonais, pelo aumento do útero e do feto e pela retenção de líquidos.

Mesmo sendo um sintoma normal e recorrente na gestação, muitas mulheres tentam driblar esse problema, mas não existe uma fórmula mágica, assim, algumas mudanças de hábitos podem ser grandes aliados para melhorar os terríveis inchaços.

A seguir algumas recomendações que podem ajudar a aliviar os incômodos causado pelos inchaços.

Beba bastante água

grávida bebendo água

Mulher bebendo água – Foto: Freepik

Primeiramente, manter-se hidratada é uma das formas de aliviar os pés inchados na gravidez. Com o corpo hidratado a retenção de liquido é menor, também ajuda no funcionamento dos rins, que elimina o excesso de água pela urina.

Pés inchados na gravidez: Controle o sal

O consumo de alimentos ricos em sódio pode ser um grande vilão para as gravidas.

O sal é uma das formas de aumentar a retenção de líquidos, por isso evite comidas industrializadas como salgadinhos, bolachas recheadas, embutidos, congelados e bebidas como refrigerantes e sucos industrializados.

Pés inchados na gravidez: Dieta adequada

dieta

Mulher comendo comida saudável  – Foto: Freepik

Já sabemos que ó sódio é um grande causador de retenção de liquido, mas alguns alimentos são ótimos para a circulação sanguínea e a diminuição dos pés inchados na gravidez.

Alimentos diurético também devem ser inclusos na dieta, são ótimos para hidratar o corpo e eliminar o excesso de liquido e toxinas. Invista em alimentos como os cereais integrais, peixe, cebola, melancia, laranja, limão, espinafre, agrião, salsão, pepino, beterraba, alho, cenoura e abóbora.

Pés inchados na gravidez: Use meias de compressão

O uso de meias de compressão pode ser indicado pelo médico para casos de pés inchados na gravidez. Elas ajudam na circulação do sangue, comprimindo a perna, fazendo com que o sangue regresse para o coração.

Assim que a gestante acordar ela deve vestir as meias e só retirar durante a noite na hora de dormir. Além de evitar e amenizar os pés inchados na gravidez, a meia de compressão também evita o surgimento de varizes.

Pés inchados na gravidez: Dê preferência a sapatos confortáveis

Sapatos altos e apertados podem piorar o inchaço, procure por calçados confortáveis e ortopédicos.

Pés inchados na gravidez: Pratique exercício

Corrida

Mulher correndo  – foto: Freepik

Fazer exercício é uma ótima forma de aumentar a circulação sanguínea do corpo. Mas procure um médico antes de começar as atividades físicas, mulheres grávidas precisam de um exercício mais leve e de menor duração.

Pessoas sedentárias são mais propícias a reter líquidos, então se houver autorização médica não deixe de praticar algum exercício.

Mantenha as pernas para cima

Sempre que possível deixe suas pernas elevadas. Assim, com as pernas para cima o retorno do sangue para o coração é mais fácil, melhorando a circulação e diminuindo os inchaços.

Repouse

Com o decorrer da gestação o corpo vai alcançando o seu limite, procure descansar e evite ficar muito tempo em pé. Assim, ao ficar muito tempo em pé o sangue tem mais dificuldade para retornar ao coração, o que acaba causando mais retenção de liquido e piora os pés inchados na gravidez.