Às vezes a ansiedade e o nervoso falam mais alto. Principalmente, quando o assunto é gravidez! A felicidade e muitas vezes o medo, são tão grandes que a vontade é saber o mais rápido possível. Porém, o timming errado para fazer o teste de gravidez pode causar uma frustração enorme. 

Leia a seguir quando é o melhor momento para fazer o teste e porque. 

O tempo ideal para fazer o teste de gravidez depois da relação sexual 

Normalmente, recomenda-se fazer o teste de gravidez depois que a mulher notar o atraso da menstruação. Entretanto, é possível também fazê-lo antes. 

Dez dias após a fecundação, o hormônio HCG (gonadotrofina coriônica humana) começa a ser produzido pela placenta, ele é o responsável por criar um ambiente favorável ao desenvolvimento do feto. Após esse período, testes mais detalhistas como o de sangue já são capazes de detectar a gravidez, mesmo que ainda não haja um atraso menstrual. Já os testes de farmácia, não costumam ser capazes de detectar a gestação tão no início e podem dar resultados falhos. Alguns prometem o resultado até 4 dias antes do atraso menstrual, mas ainda assim o resultado não é tão confiável quanto o exame de sangue. 

Publicidade

 

A diferença entre o exame de sangue e de farmácia

Ambos os exames procuram medir a quantidade de HCG no corpo da mulher. O exame de sangue se divide em dois:

  • Qualitativo: que detecta a presença do hormônio. 
  • Quantitativo: que detecta a quantidade e concentração do hormônio no sangue e permite que o médico faça o cálculo de quanto tempo gestacional está a mulher. 

Já o exame de farmácia mede a quantidade de HCG na urina da mulher. Caso ele seja feito antes do atraso menstrual, é recomendável usar a primeira urina do dia, porque costuma ter uma concentração hormonal mais evidente. Se a menstruação já estiver atrasada, o período do dia não importa tanto. 

Para repetir fazer o exame de gravidez de farmácia novamente, é recomendável esperar pelo menos três dias e sempre conferir se o lote da embalagem é novo, bem conservado e não está fora da validade. Esses fatores podem prejudicar o resultado. Lembrando que, se a relação sexual foi poucos dias antes do exame, é provável que ele não detecte nada, mesmo que uma gestação esteja sendo formada. 

Se quiser optar pela confiança do resultado, o exame de sangue é a forma mais exata e que pode ser feita antes mesmo do atraso da menstruação. Enquanto ele custa cerca de R$ 50 e não precisa ser feito com um pedido médico (com exceção de casos de convênio), o exame de farmácia custa de R$10 a R$50 e pode ser feito em casa. O preço, desse segundo, não altera o resultado, desde que seja feito seguindo as instruções e, de preferência, depois do atraso menstrual. 

 

Publicidade

O que acontece quando o teste da falso positivo ou negativo 

Foto: Freepik

O hormônio detectado pelos exames (HCG) faz parte do ciclo menstrual feminino, mesmo que em concentrações consideravelmente baixas em relação ao período gestacional. Entretanto, disfunções e outros problemas podem levar o corpo a produzir o hormônio em maior quantidade, como por exemplo tumores, medicamentos usados para tratamentos de fertilidade e o início da menopausa. Ou seja, quando o exame (de sangue ou de urina) dá positivo, existe uma pequena possibilidade da mulher não estar grávida. 

Se o resultado der negativo, o mesmo pode acontecer mas por motivos diferentes. Principalmente quando a gestação está muito no começo, os níveis do hormônio são muito baixos, o que pode comprometer o resultado. 

 

Em todo caso, ter um acompanhamento médico e a paciência para fazer os exames nos momentos mais apropriados, evita aquela frustração do falso resultado! 

 

Publicidade